Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Algumas pessoas usam a desculpa de “eu não quero namorar” para evitar que outras criem expectativa. É normal até. Não por mau-caratismo, mas por saberem que é melhor dizer assim, como um eufemismo mesmo, e seguir a vida, o rolo e o baile. Só que essa justificativa uma hora fica vazia. Ou você acha que depois de uns três ou quatro meses os envolvidos vão ficar sossegados sem querer colocar um rótulo?

Tá, a resposta pode ser qualquer uma. Inclusive “talvez”, mas sempre vai esbarrar no nosso “depende” em que as circunstâncias mudam completamente o resultado final, mas parece existir um consenso: algumas ficadas tem prazo de validade para acabarem ou se transformarem.

Por isso que bato na tecla da sinceridade. Quanto mais claros conseguimos ser com o outro, mas justa é a relação e menos chance de dar merda lá na frente existe. Até porque não adianta você dizer sistematicamente a alguém que não quer nada sério, mas agir como se quisesse. E eu não tô dizendo que seria legal mesmo se as pessoas agissem como babacas, mas apenas dando a real condição da coisa: algumas vezes nós parecemos querer algo e criamos expectativa no outro.

Só alguém muito insensível não fica mal quando percebe que tudo foi para um rumo que não deveria ter seguido. E é preciso ser muito escroto para não se importar com o outro. A palavra-chave nisso é “responsabilidade”. Por mais que não exista um “namoro” ou algo padrãozão definido entre vocês, saber administrar o que você quer e o que o outro pensa que você quer, passando também pela sinceridade com o que ela quer, é fundamental.

Para quem se recusa veementemente a não aceitar o seu Amor, não lamente tanto. Apenas siga sua estrada. Eu sei que é foda ter que recolher os planos e desfazer as expectativas, mas não adianta querer ser algo pra alguém que não quer que você seja nada. E para quem sabe que não quer nada, não dê a entender que quer. Fica um clima muito ruim quando se engana e, depois, faz a cara mais dissimulada do mundo dizendo “eu nunca te prometi nada”.

Não prometeu, mas pareceu querer.

E se em algum momento tudo ficar meio cinza e zoneado dentro de uma relação que não deveria ir além de uma simples curtição, pega e conversa. Fala. Se falta diálogo dentro de relações duradouras em que os dois tem abertura suficiente para dizer qualquer coisa, imagina onde os dois ainda estão se conhecendo? Seja sincero. Sempre. O coração do outro agradece.

E a sua paz na consciência também.

Imagem: Reprodução / Youtube

@ load more