Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Letícia de Faria Sardas, aos 75 anos, é uma referência de luta e perseverança para mulheres de todas as idades. Conhecer a trajetória dessa desembargadora é ter a possibilidade de ter diferentes aprendizados em nossas próprias vidas.

Professora e advogada de formação, mãe de duas mulheres e Nicolas, seu cachorro, Letícia Sardas também é avó de Vitor e Mariana e mulher e sócia de Cacau.

Onde? No escritório de advocacia onde ela começou a trabalhar com advogada assim que acabou a sua quarentena.

letícia sardas - 3

Que quarentena? É o seguinte: Letícia Sardas foi promotora de justiça, juíza, desembargadora, vice-presidente e enfim, a primeira mulher presidente do TRE. Lutou para se aposentar aos 75, chegando a ganhar uma liminar para permanecer no TJ até os 75 mas acabou tendo que se aposentar aos 70 anos.

Ficou numa quarentena sem poder atuar como advogada nos tribunais mas, em vez de aproveitar esse tempo pra viajar ou descansar numa espécie de ano sabático, atuou como consultora jurídica no escritório de advocacia, hoje, é também sócia e advogada.

letícia sardas 2

Ou seja, mãe e mulher que escalou muros e lutou tenazmente pelo protagonismo que tem hoje no mundo jurídico, na sua família e entre seus amigos.

Para entender um pouco mais o que a Letícia representa no universo feminino, bati um papo delicioso com ela e, ao final, entendi que foi quase uma mentoria, já que suas respostas são inspiracionais.

1. Se você tivesse que fazer um X na sua linha do tempo, qual seria o marco inicial dela? O número 1?

RESPOSTA: O divórcio aos 29 anos que trouxe a consciência de que era eu a única responsável pela criação e pela educação das minhas filhas. Sem escolhas.

2. Em algum momento você vislumbrou o seu futuro profissional?

RESPOSTA: Sim. Quando senti que poderia usar a lei para dar soluções para outras pessoas e para outras situações de vida. Quando descobri a diferença entre aplicar a lei e fazer justiça.

letícia sardas - 4

3. Você vem de família grande, com muitas mulheres, o que a diferenciou das demais?

RESPOSTA: A curiosidade e a mania de nunca dizer “eu não sei”. Em qualquer situação, eu sempre tive a certeza de que ia achar a solução.

4. Igualdade de ponto de chegada ou de ponto de partida?

RESPOSTA: De ponto de partida, sem dúvida. Utopia? Talvez! Mas se começarmos iguais, sempre poderemos chegar com igualdade. Caberá a cada um buscar os meios para o ponto de chegada.

5. Se a sua vida fosse dividida em temporadas, como elas se chamariam?

RESPOSTA: AF e DF. Antes e depois das minhas filhas. Elas me trouxeram uma incrível mudança de visão do mundo.

6. Que hashtag define a Letícia Sardas?

RESPOST: #perseverança

7. A história da sua vida é uma história de empreendedorismo. O que sempre te moveu?

RESPOSTA: A certeza de que faço parte de uma geração de mulheres pós guerra. De uma geração de mulheres que abriu caminhos e foi capaz de realizar mudanças. A consciência de que também sou responsável pelo mundo em que vivo.

letícia sardas - 5

8. Onde você quer chegar e o que quer deixar?

RESPOSTA: Quero chegar em um estágio capaz de entender, parafraseando Mario Quintana, “que tudo que importa é ter paz e sossego, é viver sem medo, é fazer o que alegra o coração naquela hora.” Quero deixar boas lembranças. Quero que meus amigos e minha família se lembrem de mim com alegria. Como uma pessoa que sempre soube que a vida pode ser simples e que você sempre pode partilhar e ajudar.

9. Qual o segredo de administrar tantas Letícias – mãe, esposa, namorada, estudante, magistrada, professora, avó, amiga, irmã?

RESPOSTA: Amar. Amar o companheiro. Amar a família. Amar as filhas. Amar os netos. Amar os amigos. Amar meu trabalho. Amar meu cachorro, meus livros, meus filmes, minhas pesquisas, um bom vinho, um bom papo, uma boa viagem, um final de semana tranquilo. Amar a vida.

10. A cada palavra que eu disser, você vai responder com até 5, ok?

  • Justiça: Deus, povo, desigualdade, obrigação e abstração
  • Lealdade: cachorro, fidelidade, princípios, honra e probidade
  • Vaidade: nada, vazio, narcisismo, bobagem e ilusão
  • Rio de Janeiro: praia, sol, natureza, bicicleta e música
  • Família: tudo. paz, natal, tranquilidade e segurança
  • Ciúme: amor, provocação, medo, perda e exclusividade
  • Moda: sapatos, echarpes, shopping, cultura e viagens
  • Saúde: caminhada, risos, amizade, bem-estar e mente
  • Felicidade: filhos, netos, livros, cumplicidade e estrada
  • Carnaval: prazer, amigos, cores, alegria e cansaço

Ao final da entrevista, esticando a conversa, entendi aonde mais Dra. Letícia Sardas inspira especialmente as mulheres. Ela é vaidosa com sua aparência e sua mente. Cuida do corpo e da alma. Cuida dos amigos.

Empreende sua vida, fez de seu nome uma marca, faz networking como ninguém e está aberta a aprender sempre. Isso faz toda a diferença.

Encerro com um pensamento simples e fundamental no campo social e profissional: “A vida é um jogo de ver e ser visto”.

Assino embaixo.

Imagem: acervo pessoal

@ load more