Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Está com dificuldades de arranjar um novo emprego? Então esse texto é pra você!

Eu acredito que alcançar a realização profissional é essencial nas nossas vidas. Afinal, passamos pelo menos 8 das 24 horas do dia trabalhando. Isso significa 1/3 da nossa vida e 1/2 do nosso tempo acordado.

Então seria muito melhor se todo mundo trabalhasse com algo que goste, que tenha sentido e propósito e em um ambiente bacana.

E provavelmente você deve conhecer alguém que quer mudar ou arranjar um novo emprego, mas está com grandes dificuldades para conseguir isso. Ou é você mesma que está nessa situação de não achar vagas interessantes, mandar currículo para todos os lados, receber retorno de poucas empresas e não ir bem nas entrevistas.

Então, para mudar essa realidade, confira as dicas que a recrutadora Luana Mendonça e eu, como Coach de Paixão e Propósito, listamos para você através de uma reflexão com os 9 erros que te impedem de conquistar um novo emprego.

Para que esse artigo te ajude verdadeiramente, eu sugiro que você anote suas reflexões enquanto vai lendo o texto. Assim você vai internalizar melhor o aprendizado e, o mais importante, irá colocar tudo em prática para finalmente conquistar o trabalho que você tanto quer.

Erros que te impedem de conquistar um novo emprego

Erro #1: Não saber os seus reais porquês

Deixa eu te perguntar… Por que você quer um novo emprego?

Pense aí.

Se você demorou para responder, então você realmente precisa refletir e ter os seus “porquês”, que são as razões pelas quais você está, ou deveria estar, colocando o seu foco e energia para conquistar um trabalho. Ter os seus reais “porquês” faz você se motivar verdadeiramente, se mover em direção ao resultado desejado e chegar a grandes resultados.

Mas não pode ser qualquer “porquê”, ele precisa ser interno, ou seja, vir do seu coração. Exemplos de “porquês” internos: ajudar pessoas, ver resultados concretos, exercer sua autonomia, se desenvolver como pessoa e profissional, viver a sua missão, aprimorar a liderança, etc. Assim você se sentirá bem mais motivada para buscar um novo emprego e fazer acontecer. Você transmitirá o brilho nos olhos.

Dinheiro não é um real “porquê”. Ele é consequência de estar trabalhando com algo que desperte seus “porquês” internos. Se você focar apenas no dinheiro e como obrigação, será mais difícil para agir, se motivar e também transmitir um real interesse na vaga durante a entrevista.

Além disso, seus porquês precisam ser positivos. Ou seja, não podem ser negativos como “quero sair logo do meu trabalho atual”, “odeio meu chefe”, “quero sair do desemprego”. Pensar assim gera emoções ruins. O que você precisa é ter razões que te energizem para o futuro e não razões para te desanimar no presente.

Por isso, se você ainda não tem os seus reais “porquês”, reflita e tenha eles em mente com clareza.

Erro #2: Ter currículo e perfil no LinkedIn genéricos

Os recrutadores recebem centenas, milhares de currículos para uma oportunidade de emprego. Ao mandar um currículo genérico, você pode mostrar que não leu a descrição da vaga. Então é essencial que você faça essa leitura e entenda o que a empresa quer e quais são os pré-requisitos e as atividades, para moldar o seu currículo de acordo com isso, dando ênfase às suas experiências que estão mais alinhadas com as descritas pela vaga.

O LinkedIn pode ser um pouco mais genérico, mas é importante mantê-lo sempre atualizado com os cursos mais relevantes para a área que você quer trabalhar. Então se você quer, por exemplo, um emprego na área de Finanças, não é necessário informar que você fez um curso de Fotografia. Além disso, é importante utilizar palavras-chaves no seu perfil do LinkedIn, ou seja, palavras que são utilizadas no seu meio de trabalho. Ainda usando o exemplo de Finanças, se você tem uma experiência nessa área com Orçamento, Planejamento e Contas a Pagar, insira essas palavras dentro da sua experiência. Isso ajuda o recrutador a te encontrar dentro da rede social, ao buscar profissionais com essas palavras-chaves.

Então reserve um tempo, revise seu LinkedIn e inclua os cursos e as experiências mais relevantes de forma sucinta, deixando seu perfil mais atraente para as empresas.