Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Qual o segredo da felicidade? Eis a pergunta que acompanha a humanidade desde o início dos tempos, porém a resposta, apesar dos avanços científicos e tecnológicos, continua uma incógnita. Então como saber, o que te trouxe a esse mundo e como buscar algo, se não se sabe sequer ao certo o que está procurando?

Essas perguntas me vieram a mente recentemente, observando a campanha nacional Setembro Amarelo e as conversas destinadas à pessoas que atingem tal nível de tristeza que a vida deixa de ter sentido.

E o que é a vida sem sentido?

Em todas as discussões sobre o tema, algo é certo, não se pode julgar ou subestimar a tristeza de outra pessoa. Muitas vezes algo que é corriqueiro para um, pode representar grande fonte de infelicidade para outro. Então se conhece alguém, cujo o sentido da vida esteja sendo questionado, o melhor a fazer é apenas ouvir, sem julgar. Muitas vezes a pessoa não espera respostas, quer apenas ser ouvida.

Na correria do cotidiano é normal se sentir só, mesmo em meio a uma multidão. Na maioria das vezes essa sensação de invisibilidade é passageira. Em dado momento se percebe que as pessoas não estão te ignorando, apenas permanecem tão envoltas em seus próprios problemas que não percebem os demais. Ouvi certa vez de uma palestrante, que isso não é pessoal, apenas não tem como saber o que se passa na mente do outro.

E a felicidade?

Essa pergunta continua sem resposta, afinal se trata de algo abstrato, ou seja, o que deixa um extremamente feliz, não necessariamente vai causar o mesmo efeito em outra pessoa. Se fosse possível mensurar já teria gente por aí vendendo felicidade engarrafada, não é?

A verdade é que a sensação de felicidade, de contentamento varia em cada um, ela pode vir tanto na forma de grandes conquistas, como aquisição de bens ou consolidação de um relacionamento, como em pequenos gestos, como o primeiro sorriso de um bebê direcionado à mãe, um dia de sol depois de muitos de chuva ou até mesmo o ato de tirar o sapato apertado, depois daquele dia cansativo.

Não tem como negar que todos nos sentimos assim em alguns momentos, é impossível estar de bem com a vida o tempo todo. O mundo cobra muito e às vezes oferece pouco de volta, então é preciso saber conviver com isso. Tem coisas que se tornam mais fáceis se deixarmos de questionar tanto. Muitas vezes a vida se torna menos sofrida se escolhermos as batalhas a serem lutadas e aceitarmos que no meio de todo esse caos, somos apenas humanos.

Então, se encontrar alguém que precise ser ouvido, não dê sua receita da felicidade, mesmo porque dificilmente ela servirá para outra pessoa, apenas ouça. Ao fazer isso, pode estar fazendo um bem tão imensurável quanto a própria felicidade. E se você, amiga leitora, estiver se sentindo assim, lembre daquele antigo provérbio.

“Não pode ser noite para sempre, em algum momento, vai amanhecer.”

Aí é só respirar e esperar, mesmo que pareça clichê, o fato é que nada nesse mundo é eterno, tudo passa, sejam os momentos bons ou ruins, todos terminam.

@ load more