Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Depois do casamento, o que acontece? Uma das nossas leitoras comentou no Clube Superela que está com um problema sério em relação ao marido: agora que os dois são casados ele não a beija mais. Por incrível que pareça, essa é uma dúvida comum: o relacionamento esfria depois que o casal sobe no altar?

Sim, isso é algo que rola com certa frequência. No começo, é normal a vida sexual de um casal ser mais ativa – morar junto é novidade, a vida de casado é novidade… Tudo é novo e inédito. Mas o dia a dia, a correria do trabalho, as questões financeiras, os filhos… Tudo isso colabora para uma rotina cansativa e a convivência acaba, também, criando uma sensação de comodidade – o sexo acaba ficando em segundo plano.

Nesse caso, o que fazer?

1.Lembre-se que você não está sozinha

Acredite que, antes de mais nada, não existe um número ideal de vezes para fazer sexo com o seu parceiro na semana. Isso varia muito de casal para casal e de dinâmica para dinâmica. Acontece, porém, uma idealização da vida sexual de um casal casado e, principalmente, uma supervalorização do sexo – ou seja, as pessoas acreditam que ele é muito mais importante do que qualquer outra coisa numa relação, e isso não é verdade.

O sexo é importante, porém é apenas uma parte de um relacionamento. E é normal as pessoas ligarem a falta de sexo com falta de amor, mas isso também não é verdade, porque um casamento vai muito além do que acontece na cama. O relacionamento físico depende de duas pessoas para acontecer – ou seja, você e o seu parceiro precisam estar interessados para que o sexo role. Por isso é tão importante manter um diálogo aberto sobre esse assunto. Aliás…

2….Comece uma conversa

Se você não tem o costume de conversar com o seu parceiro, agora é a hora de começar. Por mais que esse seja um assunto ‘tabu’, vocês dois precisam saber o que um espera do outro quando o assunto é o sexo – e o relacionamento como um todo. Existem muitos motivos para a vida sexual esfriar depois do casamento, e você precisa descobrir o que causou esse esfriamento na sua relação, para entender como contornar esse obstáculo.

Lembre-se de ficar aberta para ouvir o que o seu parceiro tem a dizer e seja sincera no que você falar também. Conversar sobre esse assunto é se sentir mais vulnerável diante da outra pessoa, mas isso não significa que vocês têm um problema ou que é culpa de alguém o sexo não rolar. É apenas um assunto que vocês precisam alinhar e deixar às claras. E não se engane, são pouquíssimos os casais que tem disposição (ou tempo) para transar todos os dias – e ainda assim, é difícil essa rotina não sofrer alterações. ~

3.Tenha em mente que você ainda é desejável

De um lado, nós, mulheres, acreditamos que o nosso sex appeal está diretamente ligado ao quanto um homem nos deseja na cama. Por outro, os homens acham que só demonstram que isso é verdade se eles conseguem uma ereção. Porém, essa é uma receita para a frustração. Primeiro, porque é muito perigoso você deixar que outra pessoa defina se você é ou não desejável (e você vai se sentir a pior mulher do mundo se o seu parceiro não corresponder à essas expectativas de cara). E, segundo, porque o homem pode não ter uma boa performance na hora H por inúmeros motivos que não tem nada a ver com você – o estresse, por exemplo, é um fator que afeta a libido e o desejo sexual, assim como a depressão.

Isso significa que você não precisa esperar o outro dar o primeiro passo no sexo. Você mesma pode fazer isso, ao mesmo tempo que pode continuar sendo afetuosa em outros momentos, incentivando o carinho e a intimidade como parte da relação, mesmo que o sexo não role. Até porque, intimidade não é só o que acontece na cama, é toda uma construção em torno do relacionamento.

4.Saiba que é permitido pedir ajuda

A gente já deixou claro que o desejo sexual pode variar com o tempo – principalmente com a chegada da meia idade e outros fatores estressantes, como trabalho e cuidar dos filhos. Porém, pode ser também que existam algumas questões físicas que podem ser resolvidas com uma visita ao médico. Se o seu parceiro, por exemplo, não consegue mais segurar uma ereção, é um motivo para ir ao urologista, principalmente porque isso também vai mexer diretamente com a autoestima dele.

É possível que você perceba, com o passar dos anos, que o problema é uma falta de atração pelo parceiro. Nesse caso, podem existir questões não resolvidas no relacionamento – como falta de carinho e intimidade, de parceria, ou infelicidade por causa do caminho que o casamento tomou. É interessante consultar um profissional, como um terapeuta, para saber melhor o que fazer nesse caso. Mas saiba que você vai precisar olhar para a sua relação e compartilhar com o seu parceiro o que você sente e pensa.

5.Marque encontros com o seu parceiro

‘Nossa, mas o que isso tem a ver com falta de sexo depois do casamento?’ Tudo! Se a situação de vocês é facilmente resolvida com uma conversa sincera, talvez a chave para acabar com o problema é aprender a lidar melhor com o tempo. Se a vida é muito corrida, marcar um encontro só com vocês dois, uma noite só para se curtirem, é uma opção muito viável. Faça faça bom uso desse tempo, curtam a companhia um do outro e tentem tornar esse um hábito de vocês – e não algo que acontece só em aniversários de casamento ou datas especiais.

Foto de capa: Reprodução / Separados pelo Casamento


O que você acha sobre esse assunto? Você tem alguma experiência ou dica para quem sofre com falta de sexo depois do casamento? Dê a sua opinião respondendo a pergunta abaixo ou clicando aqui.

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more