Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quando você escuta a palavra ‘fetiche’, o que lhe vem à cabeça? Coisas estranhas e impossíveis de fazer? Pois bem, trate de tirar essa definição equivocada da cachola, porquê fetiche vai muito além de tabus e cenas mirabolantes de filmes pornôs.

Na verdade, a palavra ‘fetiche’ deriva do termo francês ‘fétiche’, que significa feitiço/enfeitiçado. A conotação sexual desta expressão começou no século XIX, para explicar objetos que estimulavam ou aumentavam a excitação sexual. Ao longo dos anos, esse conceito foi ganhando força e, atualmente, fetiche e sexo são indissociáveis.

O termo ‘fetiche’ voltou com tudo nos últimos tempos e ganhou muita visibilidade – principalmente o sadomasoquismo – depois do sucesso a trilogia 50 Tons de Cinza, que reacendeu a curiosidade em relação a essa prática. O sadomasoquismo é a junção de duas práticas opostas, o sadismo e o masoquismo, sendo o sadismo é prazer em ver e/ou proporcionar dor e o masoquismo é o prazer em sentir dor.

festas fetichistas - 2

No entanto, engana-se quem pensa que os fetiches são apenas práticas sexuais. Nada disso! O fetichismo idealiza o interesse em cenários ou locais inusitados, peças de vestuário, adorno, etc. Além disso, diferente do que muitos acreditam, os fetiches são parte importante da vida sexual, justamente por exercitar a imaginação do casal e quebrar a barreira do aceitável e inaceitável, já que com consenso tudo é permitido em busca de saciar os mais profundos desejos. Ou seja, mais do que apimentar a relação, os fetiches criam maior intimidade entre o casal e proporcionam mais prazer durante o sexo.

Engraçado pensar que até alguns anos atrás, o fato de mulheres abordarem sexualidade, ainda mais sobre fantasias sexuais, era considerado um tabu (conheça os principais tabus femininos aqui) para sociedade e por essa razão, muitas de nós preferíamos abafar nossas opiniões e gostos por conta disso. Mas agora emancipadas e cada vez mais seguras em relação aos nossos desejos, é hora de deixar a vergonha de lado e admitir que pensamos, sim, em muita sacanagem.

Realizar as fantasias, além de ser comprovado que é saudável para mente e também para o corpo, ajuda a aumentar a intimidade com o parceiro e incrementar o sexo. Quando se trata de fetiches, os tipos podem ser dos mais variados, conforme cada mulher e sua particularidade, mas por incrível que pareça, muitos dos fetiches femininos são semelhantes aos masculinos, por exemplo: lugares inusitados, dominação, ménage à trois.

festas fetichistas - 1

Para quem tem mais coragem e busca desfrutar do universo dos fetiches de um modo novo e, digamos, “mais ousado”, existem baladas exclusivas para a prática dos mais variados tipos de fantasias sexuais. Desde o BDSM à podolatria, por exemplo (saiba mais sobre BDSM aqui). Então, se você tem curiosidade em experimentar de uma noite regada a sensualidade e muitas fantasias, separei cinco festas fetichistas em São Paulo onde é possível desfrutar dos mais diversos fetiches e colocar a imaginação para funcionar!

Festas fetichistas em São Paulo

1. Bar da Gata ou BDSM Clube

bdsm-clube

Localizada no Tatuapé, o BDSM Clube – também conhecido como Bar da Gata – é uma das casas mais tradicionais, referência no que se refere a festas fetichistas, e foi idealizado para oferecer o melhor em termos de diversão e BDSM SSC (Sadio, Seguro e Consensual) para os frequentadores e curiosos.

A casa dispõe de conforto e o clima ideal para realizar os mais profundos fetiches, conta com aparelhos e acessórios para diferentes práticas, por exemplo: Cavalete, Painel para Spanking, Vigas para Bondage e Shibari, entre outros. Além disso, disponibiliza outros serviços como Treinamento de Slaves (submissos) e locação de espaços temáticos.

2. Dominatrix

dominatrix

Inaugurado em 2015 na famosa Rua Augusta (Consolação) e localizado num casarão antigo repaginado, o bar Dominatrix foi criado especialmente para o público BDSM e segue a proposta de “portas abertas”, atraindo desde praticantes mais experientes à curiosos que desejam ter suas primeiras vivências nesse universo.

Com uma decoração clássica e espaço amplo, funciona como bar e restaurante durante a semana – terças e quartas das 19hs às 2hs, e de quinta a sábado das 19hs às 4hs – oferecendo sanduíches, porções e também jantar, sendo o destaque do cardápio o ‘Ração Para os Dogs do Dom K’ (bolinhos de carne frita em forma de ração servidos no comedouro de aço inox) e vários tipos de drinks especiais.

Às sextas-feiras, acontecem performances burlescas comandadas por Lu Port-aux. Além disso, é possível agendar para ser dominado pela Pró-Domme Miss-Memfy ou alugar uma das salas por R$ 20 para praticar todos os tipos de fetiches que desejar.

3. Projeto Luxúria

projeto-luxuria

Idealizado à sete anos pelo estilista Heitor Werneck, inspirado nas festas fetichistas de clubes estrangeiros, o Projeto Luxúria é uma festa temática quem tem como objetivo oferecer as pessoas um espaço para que realizem suas fantasias. Couro, látex, BDSM, podolatria, são algumas das práticas que predominam nessa festa fetichista e que acontece mensalmente em São Paulo. O Projeto já passou por várias casas noturnas, sendo o Mini Club uma delas. Por não ter um lugar fixo, é bom pesquisar o cronograma das festas fetichistas antes. O sexo explícito é proibido, assim como qualquer forma de preconceito e prática não-consensual.

4. Club Yacht

club-yacht

Localizado em um galpão de 300 metros quadrados na Rua 13 de Maio (Bela Vista) e com temática inspirada no filme cult ‘Querelle’, o Club Yacht é uma casa LGBT criada por Werner Fassbinder e tem como principal atração os bartenders caracterizados como marinheiros, o que estimula e muito o imaginário dos frequentadores.

5. Projeto PopPorn

projeto-popporn

O projeto PopPorn nasceu em 2011 com influência e aval do prestigiado PornFilmFestival de Berlim. O foco desse projeto é oferecer ao público amostras de filmes que usam o sexo como recurso cinematográfico e/ou linguagem ou que têm a sexualidade como tema principal (veja minha lista de filmes sensuais aqui). No entanto, não se resume apenas a isso. O PopPorn também possui uma vasta programação de eventos de arte, apresentações musicais, performances, debates, workshops e festas.

Em relação as festas, o Projeto PopPorn visa proporcionar as pessoas um ambiente seguro para que possam explorar suas fantasias mais íntimas, independente da orientação sexual. Além disso, ao contrário das baladas citadas a cima, existem algumas festas fetichistas organizadas pelo projeto – como a PopPornParty 2015, por exemplo – em que a nudez e o sexo são permitidos.

A ideia do PopPorn, seja com a exibição dos filmes ou outros meios, é que as pessoas de todos os gêneros explorem fantasias e liberem suas libidos. E assim como o Projeto Luxúria, é sempre bom pesquisar o cronograma das festas antes, pois não há um lugar fixo.

Imagem: Pinterest


E você tem alguma fantasia/fetiche ainda não realizado? Responda a pergunta abaixo no Clube:

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more