Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quem não curte filmes que atire a primeira pipoca. É difícil encontrar alguém em sã consciência que não aprecie o escurinho do cinema ou uma tarde no sofá assistindo ao que mais gosta.

Para além de sonhar com os figurinos lindos ou desejar que exista na vida real uma pessoa tão sensacional quanto determinado personagem, os filmes nos dão verdadeiras lições de vida. Quem não chorou litros assistindo “À procura da felicidade”? Will Smith e seu filho derreteram os corações dos espectadores e nos ajudaram a refletir sobre nosso comprometimento com algo que queremos muito na vida. E mais: o filme ainda mostra como um pai desempregado consegue cuidar de si e de seu filho com pouquíssimo dinheiro no bolso. Esse é só um exemplo de filme que nos ensina mais do que poderíamos imaginar.

Mas há também (muitas) tramas que só servem para atrapalhar e não mostram a vida como ela realmente é.

Eu, particularmente, me irrito muito quando vejo uma cena em que os personagens mal entram em um café e bebem um gole de suco para já saírem em disparada, atrás de algo que poderiam facilmente esperar alguns minutos.

Fora o desperdício de comida. Eu fico abismada como os produtos e serviços costumam ser banalizados nos filmes. Você também faz parte desse time? Então, que tal discutir outras cenas absurdas que só servem para contrariar as melhores práticas de educação financeira existentes?

Ninguém repete roupa no dia a dia

seu dinheiro

Primeiro de tudo: que guarda-roupa infinito é esse? Ninguém do elenco parece ter aquela “brusinha” favorita que dá vontade de usar dia sim e dia também? Fora que é muito pouco realístico mostrar uma mocinha pobre que usa apenas looks baphos e que custam uma fortuna na vida real.

Se fôssemos viver desse jeito, imagina qual seria o valor da fatura do cartão de crédito todo mês? Isso sem falar nos gastos com sabão em pó, água e energia para lavar isso tudo. Só de pensar, já me cansa.

É difícil ver alguém pagando a conta

seu dinheiro

É aquela cena clássica: duas pessoas conversando num restaurante. Aí começa uma discussão por um motivo qualquer, uma se ofende e sai de forma intempestiva. A outra vai atrás e larga o jantar pela metade.

Até parece que dá para viver essa situação por aqui. Além de ser cercada por um funcionário do restaurante antes mesmo de chegar na porta, é bem possível que chamem a polícia. Afinal, consumir algo e não pagar é crime.

Pagar boletos parece uma realidade muito distante

seu dinheiro

Das duas uma: ou tá todo mundo alegre fazendo um luau na praia com direito a fogueira e dancinhas estranhas, ou tá todo mundo sofrendo olhando a chuva escorrer pelo vidro da janela.

Ninguém fica chocado com o preço do quilo da carne ou chora quando tem mais boleto para pagar do que dinheiro no banco. Às vezes até vemos alguém que pede dinheiro emprestado para o amigo, mas o drama que vem depois – cobrar várias vezes, ouvir apenas desculpas esfarrapadas e nunca mais ver a cor desse dinheiro -, ninguém lembra. Não preciso nem falar sobre a falta de preocupação em economizar pensando na aposentadoria, né?

Sempre surge um príncipe rico para salvar a mocinha

seu dinheiro

Como diria minha avó, essa é mais velha que a Serra do Caraça. Quantas vezes você já viu um filme em que a mocinha passa perrengue, trabalha dia e noite para conquistar o que deseja e no final abre mão de tudo para ficar com o moço bonito e podre de rico?

Nada contra as escolhas de cada um, mas não parece contraditório pregar que quem corre atrás do que sonha pode conquistar tudo que deseja para depois incentivar a jogar tudo pro alto porque um príncipe vai chegar a qualquer momento?

Não vamos nem entrar no mérito de que uma mulher não necessariamente é uma donzela que sempre precisa ser salva. A questão aqui é aquela velha fórmula do amor romântico de que o final vai ser perfeito. A gente sabe que não é bem assim.

Mesmo quem encontra um amor para vida toda vai precisar batalhar bastante para que as coisas dêem certo. Relacionamentos são complexos têm seus altos e baixos. E muitas vezes o dinheiro (ou a falta dele) é o grande problema que afasta muitos casais.

Qual a conclusão disso tudo?

Hoje em dia está mais do que provado que as mulheres podem ter uma carreira promissora, sem deixar de lado o amor ou os filhos. Ou pode então abrir mão disso tudo se ela quiser, e viver do jeito que bem entender, sem depender nem ser responsável financeiramente por ninguém.

Por isso eu deixo a fantasia dos filmes exatamente onde elas devem ficar:

bem longe da minha realidade. Na real, pago meus boletos em dia, faço planos que cabem no meu bolso e me permito uma graça vez ou outra para não deixar de fazer o que gosto.

No final das contas, não importa se você curte filmes cabeça ou blockbusters de ação. Saiba diferenciar a ficção da realidade e cuide do seu dinheiro com os pés no chão. Saber qual é o melhor investimento do momento ou qual aplicação rende mais só vai valer a pena se você tratar seu dinheiro da forma que ele merece.

seu dinheiro

Imagem: Reprodução/Pixabay


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more