Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?


O Carnaval não começa de verdade até você passar na papelaria mais próxima e comprar alguns potes de glitter, não é mesmo? No Clube Superela pediram dicas de fantasias baratas para usar no Carnaval e, com certeza, o glitter é uma boa pedida, nem precisa investir em muitos acessórios (veja as respostas aqui).

pergunta-clube

O problema, é que o brilho já se tornou o grande vilão da folia. Ambientalistas pedem que os mais animados evitem passá-lo no corpo porque, ao escorrer na água do chuveiro ou no mar, o microplástico acaba poluindo o ambiente. Esta polêmica tomou conta da internet após o site Pedra Ambiental publicar este texto: “Glitter e purpurina: a brincadeira de carnaval que destroi a vida nos oceanos”

Glitter

glitter é composto essencialmente por minúsculos pedacinhos de plástico. Essas micropartículas nunca se quebram e assim como qualquer tipo de plástico, o glitter não pode ser reciclado. Se você já usou alguma vez na vida, sabe o quão difícil é tirar todo o brilho do corpo, então, usar de novo não é uma opção. Diminuir a quantidade de plástico utilizada é o ponto de partida para contribuir com o meio ambiente. Parar de comprar produtos de uso único, especialmente os que não tem muita utilidade, é uma grande mudança positiva.

glitter-01

Se você procura uma alternativa que brilhe tanto quanto a de plástico, fique tranquila. Nós encontramos uma maneira de fazer glitter caseiro e é muito fácil! Você só precisa de sal e corante para comida. Separe um quarto de xícara de sal e meia colher de chá de corante para comida. Misture tudo em uma tigela pequena até que o sal fique com uma cor uniforme. O mais legal é que você pode fazer uma mistura de corantes para atingir a cor que você quiser.

[ulp id=”v2eIxIAR3Ob2LsiR”]

Depois, pegue uma assadeira e cubra com papel manteiga. Sobre o papel, espalhe o sal pintado. Asse por 10 minutos, retire a assadeira e deixe que o sal esfrie completamente antes de usar. Segundo dermatologistas, a mistura é liberada para exposição ao Sol por ser natural. Por outro lado, por ser feito em casa, todo cuidado é pouco com a manipulação. Faça tudo com as mãos limpas e esteja atenta às medidas.

glitter-03

Você pode guardar o seu glitter DIY para usar em qualquer ocasião: nos blocos de rua, baladas, shows e até artesanatos. Apesar de não ser reutilizável, pelo menos não joga material tóxico nos oceanos. A gente já está cansada de saber dos efeitos da poluição no mar. Mesmo que sejam microplásticos, o Carnaval em si já contribui para a degradação do ambiente.

Se você quiser optar pelo glitter normal, não precisa ter peso na consciência. Tente contribuir de outras formas e aproveite a folia com responsabilidade. Nada de jogar latinha de cerveja e cigarro no chão, ok? Não adianta nada curtir os blocos se eles acabam deixando grandes rastros de lixo para trás. Feito isso, escolha a alternativa que quiser e brilhe tanto quanto seu corpo!

Veja também: A Playlist que vai embalar o seu Carnaval de 2017

Imagens: Pinterest

 

@ load more