Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Para as amantes do horror clássico, daqueles de arrepiar cada pelinho do braço, o Halloween 2018 finalmente chegou. Sim, eu sei que dei um nome estranho pra essa data, meio “Axé Brasil 2018” vibes, mas, como eterna apaixonada por filmes de terror, gosto de levar essa época a sério. E sim, sei que muuuitas de vocês que estão me lendo hoje também.

Então, hoje, dei AQUELA cavucada na minha “listinha do medo” e fiz um compilado de respeito (e de dar inveja). Digo de respeito porque, quirida, se não for pra lacrar, eu nem boto os dedo no teclado. Acontece que eu só não dei uma atualizada nas maiores referências do Terror/Suspense como, também, fiz questão de que TODAS as minhas dicas passassem no Teste de Bechdel.

Pra quem não sabe O QUE DIABOS é isso, uma brevíssima explicação: é um teste simples que define três critérios que um roteiro deve seguir para:

  • (1) A presença OBRIGATÓRIA de pelo menos duas mulheres “principais”, ou “com nome”;
  • (2) Elas precisam conversar em pelo menos uma cena;
  • (3) Esse papo não pode envolver NENHUM homem no assunto.

Então, mulher, vem comigo atualizar sua listinha para maratonar a madrugada inteira de amanhã que, além de aterrorizantes, representam a protagonista feminina como soberana, e não um simples objeto que, “do nada”, tem que se virar para escapar do assassino/entidade.

E que comece o horror!

Halloween 2018: os melhores e mais aterrorizantes filmes para maratonar

1. Halloween (2018)

Já pode começar essa lista indo ao cinema. Quem aqui lembra de Michael Myers, um dos maiores vilões da história do terror no cinema? Ou da maravilhosa Jamie Lee Curtis interpretando a eterna Laurie Strode? Bem… Halloween 2018 voltou com tudo para fechar a história desses dois com chave de ouro.

O último capítulo da saga de Myers e Strode será dirigido por David Gordon Green. John Carpenter, criador da franquia, será dessa vez o produtor executivo e consultor criativo do filme, junto a Jason Blum (gênio por trás de “Corra!”, “Uma Noite de Crime”, “Atividade Paranormal” etc ).

O novo Halloween promete um confronto final entre Strode e Myers, uma figura mascarada que assombra a moça desde que escapou por pouco da sua morte.

2. Garota Sombria Caminha pela Noite (A Girl Walks Home Alone at Night – 2014)

Você quer um filme de terror BOM que não seja… “Hollywoodiano”? Ok. Também quer uma vampira que não brilha na luz do dia? Ok. A Girl Walks Home Alone at Night é a escolha perfeita procê.

O filme iraniano apresenta “The Girl”, interpretada por Sheila Vand – uma mulher jovem, skatista e facilmente subestimada pelos homens de Bad City, cenário em que a história se desenrola. O mais legal de tudo é que The Girl não é uma vampira comum, sabe? Ela se alimenta, especificamente, do sangue de homens maus, que abusam ou desrespeitam as mulheres.

Porém, vale avisar que o filme é menos sobre grandes sustos, e mais sobre um desconforto e medo constantes. Mas olha, pode confiar em mim. Esse longa é LINDO e merece um lugar na sua listinha e no seu coração.

3. Ginger Snaps (Possuída – 2000)

E se eu te contasse que tem um filme de terror FODA que tem como base uma porrada de metáforas para a adolescência, aquele período maravilhoso (só que não) do desenvolvimento da sexualidade, maturidade, angústias e por aí vai?

E se eu te contasse (de novo mesmo) QUE EXISTE UM FILME DE LOBISOMEN QUE O PROTAGONISTA NÃO É UM PIRRALHO MAURICINHO que foi mordido na calada da noite? SIM, SENHORAS E SENHORAS. EXISTE “LOBISOMA”. Ou… “LOBIWOMEN”, sei lá!

Ginger Snaps conta a história de duas irmãs adolescentes MUITO ligadas. Quando Ginger, uma delas, é mordida por um monstro, a puberdade de ambas vira um “pesadelo” de responsa. Pode anotar aí que eu espero.

4. Revenge (Vingança – 2018)

Se tem uma coisa que eu AMO na indústria cinematográfica são os filmes de vingança, principalmente de violência contra a mulher. Porém, preciso admitir uma coisa: apesar de me sentir genuinamente vingada quando o vilão é MASSACRADO pela “mocinha”, a maioria desses filmes quase sempre se declaram feministas, quando, na verdade, tendem a ser completamente exploradores e, por isso, acabam sexualizando grosseiramente a dor das mulheres.

É por isso que, para honrar esse Halloween 2018, eu trouxe O ÚNICO filme do gênero que eu vi que realmente utiliza um olhar feminino e consegue subverter essa história de exploração e “proto-feminismo” de araque. E, claro que, para conseguir tal proeza, ele foi dirigido por Coralie Fargeat, uma moça muito, mas MUITO foda.

O filme conta a história de Jen, uma jovem de férias com o namorado, que é CA-SA-DO com outra. Quando os amigos dele resolvem aparecer no meio do rolê, um deles a estupra enquanto o outro ignora. Ela, pistolaça, ameaça revelar seu relacionamento com o cara para a esposa dele e, por isso, acaba sendo perseguida pelos caras NO MEIO DO deserto e, claro, deixada para morrer.

Ela, porém, sobrevive e luta para permanecer viva enquanto os homens continuam a caçá-la. E sim, esse filme é de tirar o fôlego.

5. Babadook (O Babadook – 2014)

“Ba ba doooooook doooooook doooooook.”

Se você, assim como eu, gosta daqueles filmes de terror que misturam outros temas como saúde mental, maternidade, relações familiares etc, O Babadook é o filme perfeito para rechear seu Halloween 2018. E um bônus: é dirigido por uma mulher FODA (Jennifer Kent).

Ele conta a história de Amélia, mãe viúva que luta para entender seu problemático filho, Samuel.

Eu não quero falar muito sobre esse longa por medo de dar algum spoiler ou incentivar alguma percepção que te levaria a sacar o enredo, sabe? Então, para esse você vai ter que confiar BASTANTE em mim e colocá-lo para rodar, beleza?

Não tem como se arrepender.

Imagem principal: Reprodução – Halloween 2018


E você, qual filme de terror para o Halloween 2018 você recomendaria a nossas leitoras do Clube Superela? Se tiver alguma ideia, é só clicar aqui!

@ load more