Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Esqueça todas as revistinhas sobre “compatibilidade amorosa dos signos”, e dê adeus aos sites do famoso “o signo dele combina com o meu”. Relutei durante muito tempo (acredito que alguns anos) para escrever sobre este tema – um dos mais pedidos – mas foi nesta poderosa Lua Nova de Libra (a lua da renovação dos relacionamentos), em que tive uma “luz”.

Para nos familiarizarmos com a energia e as características de cada signo, a astrologia POP até tem sua função (mas não vai além das piadas sobre signos, e da velha pergunta: que signo é o seu?). Mas se você quer realmente começar utilizar este conhecimento na sua vida, para se relacionar melhor consigo mesma, conhecer suas motivações, como funciona seu universo emocional, quais suas habilidades e potenciais natos, e muito mais, a Astrologia é para você!

::: O SEU SIGNO (E O DO GATO) SÃO SÓ A PONTA DO ICEBERG

Cada pessoa é um universo in-tei-ro a ser desvendado e é impossível conhecer alguém apenas pelo seu signo, é como julgar um livro pela capa.

O nosso signo (solar) é a nossa verdadeira identidade, a nossa personalidade na sua forma mais pura e essencial. Porém, existem outros fatores que precisam ser considerados para o sucesso e o desenvolvimento de um relacionamento. A astrologia nos revela esses “detalhes” importantes sobre cada pessoa através da análise dos posicionamentos dos demais planetas que compõem cada ser, único em sua natureza. Por exemplo, a Lua, que representa nossas emoções, Marte que mostra nosso impulso para agir, a Vênus que são nossas preferências pessoais e o Mercúrio revelando como raciocinamos e nos comunicamos… e não só o Sol, ou signo solar bastam para poder entender de verdade se temos “compatibilidade” ou não com alguém… desta forma estamos enxergando somente a “ponta do iceberg”!

Um exemplo. Você consulta a tabelioa de compatibilidade amorosa e pesquisa o seu signo, e claro, o signo do gato… e bingo! Ou melhor: Deu Match! Você, feliz da vida, coloca um “óculos cor-de-rosa” (aquele que faz a gente enxergar só o que a gente quer ver) e começa a idealizar a outra pessoa, considerando que o outro é o típico taurino, ou aquariano, que seja. Prepare-se, mais cedo ou mais tarde começam as frustrações. Não por que a outra pessoa não seja legal, ou vocês realmente não combinem… mas pela alta expectativa criada e a projeção (do que construiu-se e romantizou-se) a respeito do outro, sem realmente conhecer mais a fundo suas reais características, motivações, a forma como ele sente e reage às coisas e ao mundo.

::: SOMOS COMO UM CALEIDOSCÓPIO CHEIO DE NUANCES, E PARTICULARIDADES SÓ NOSSAS

Você se lembra daquele brinquedo onde 3 espelhos montados em forma de pirâmide e com várias sementinhas e papéizinhos coloridos dentro formavam lindos e variados desenhos? E irrepetíveis? Pois é, todos nós somos como um caleidoscópio de particularidades, e por conta disso, é impossível nos basearmos apenas no signo (solar) para entender realmente como é (ou seria) nossa relação com alguém. Conhecer o seu Mapa Astral, sim, te dá a clareza do que se trata de cada pedacinho deste “caleidoscópio” que é você mesma, um universo a ser desvendado, e o autoconhecimento é a chave para nos relacionarmos melhor, primeiramente com a gente e a consequência disso são melhores relações com os outros.

::: PARA ENTENDER O OUTRO, É PRECISO COMPREENDER MELHOR A SI MESMA

Se basear em compatibilidade de signos é uma análise muito superficial, sinto muito confessar. Como falamos, é como julgar um livro pela capa, ou pior: é como dizermos que lemos um livro e o conhecemos apenas passando o olho pelo texto da contracapa. Somos seres completos e complexos. E para ajudar a juntar as peças deste enigma, precisamos observar os seguintes fatores em nosso mapa:

– O Sol, ou signo solar, que revela nossa essência, é como nossa identidade energética, nosso propósito na vida, o que viemos realizar aqui e como “brilhamos neste mundo. Não depende somente do signo em que pertence, mas também à casa astrológica em que está posicionado no mapa de nascimento (lembrando que são 12 casas astrológicas, representando 12 áreas diferentes da vida, 12 motivações e inspirações totalmente diferentes umas das outras).

– A Lua, que mostra a forma como reagimos emocionalmente, como processamos as nossas emoções dentro de nós mesmos. É nosso senso de conforto emocional, é como nos sentimos protegidos e acolhidos… nutridos de verdade. Observar o signo e a casa em que está sua lua trará muitas informações preciosas para o seu autoconhecimento, para que você possa respeitar seus próprios limites e superar seus medos e instabilidades emocionais. Caso seu par seja de capricórnio (signo conhecido pela rigidez e seriedade) e tiver a Lua no signo de peixes, por exemplo, irá mesclar estas qualidades, flexibilizando um pouco mais as estruturas capricornianas por conta de sua extrema sensibilidade trazida pelo posicionamento desta Lua.

Mercúrio é a forma como raciocinamos, como processam-se as informações em nossa mente, como nos comunicamos e nos expressamos. Você pode ser de escorpião e ter um mercúrio em libra e isso já vai fazer total diferença em como você se expressa nas relações, a forma como se originam os seus pensamentos, não poderá ser comparado ao signo “puro” de escorpião, por exemplo. Você escorpiana, será altamente diplomática e evitará ao máximo destilar o famoso “veneno”, pois estará indo totalmente contra à natureza de seu mercúrio libriano.

Vênus nos revela quais nossas preferências, gostos e qual a forma em que sentimos verdadeiro prazer. Ele pode ser taurino, mas se tiver a vênus dele em sagitário, por exemplo, vai gostar muito de aventura e de conhecer coisas novas, e o que você leu sobre o signo “puro” de touro vai ser muito superficial para a sua análise. O ideal é você conhecer bem o seu mapa, e sempre se guiar por ele, a sua verdadeira bússola pessoal. Fazendo as coisas que te faz se sentir bem, você não precisa seguir nenhum manual de como conquistar um gato. Somente seja você mesma!

Marte é o nosso impulso para a ação, é como gastamos a nossa energia, é o lado masculino que todos temos dentro de nós. Você pode até ser canceriana (que dizem preferir o conhecido, o que traz “conforto”, mas se você tiver um marte em aquário por exemplo, vai ser loucamente atraída para os tipos masculinos modernos, arrojados, excêntricos…

Esses são os planetas pessoais que revelam as nuances que fazem de nós exatamente como somos (além dos luminares Sol e Lua que mostram nossas motivações internas e externas), temos ainda os planetas Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e Plutão, mas chamamos estes de planetas geracionais, ou seja, são características que vão aparecer numa determinada geração pois são planetas de movimento bem lento.

::: E ENFIM, COMO CONQUISTAR O GATO DE ACORDO COM O SIGNO DELE?

Certa vez, durante o meu curso de formação em Astrologia, comprei um livro chamado Relacionamentos Astrais. De capa roxa cheia de corações e com a lombada grossa, me chamou à atenção e me estimulou para a compra. No decorrer da leitura, eu, que já estudava astrologia há alguns anos e me interessava muito pelo tema, percebi que se tratava de um manual direcionado ao público feminino onde a autora dava indicações de como a leitora poderia se “moldar” para finalmente conseguir conquistar o gato de cada signo. Isto me pareceu história de contos de fadas… daquelas onde a princesa aguarda o príncipe do cavalo branco! E este episódio que aconteceu comigo me fez abrir os olhos: em tempos de empoderamento feminino, precisamos falar sobre isto! E escrevi, algum tempo depois, para o Superela, um artigo que foi sucesso total na época, onde eu dei 5 conselhos (de uma astróloga) para ser feliz no amor.

Primeiramente, esqueça as revistas sobre “como conquistar”, “o que fazer para o outro reparar em mim”… olhe-se primeiro! Vivemos numa era de ditadura da beleza, mas acredito que estamos cada vez mais nos libertando disso. E como é que este processo está acontecendo? Com as milhares de mulheres que estão abrindo os olhos. Para os conceitos que estão obsoletos, para o conservadorismo, para muitas práticas que nem nos damos conta e as respostas prontas que a mídia continua a oferecer.

Se eu posso lhe dar um conselho, o conselho é: Não siga manuais, não tente mudar a sua essência (imutável) para impressionar nem conquistar ninguém. Busque o autoconhecimento, procure descobrir as milhares de cores que existem dentro de você, o que te faz sentir bem de verdade, deixe as conexões acontecerem a partir da sua vibração, daquilo que você emana e acredita de verdade. Claro que em tempos digitais em que vivemos, a busca pela imagem é importante. Mas é somente olhando para dentro de você, reconhecendo sua singularidade, acessando através do autoconhecimento, você se libertará de todos os aprisionamentos externos, e o mapa de nascimento é uma dessas ferramentas milenares incríveis onde podemos mergulhar para dentro, e exigir menos do que está do lado de fora. E fluir mais com a vida, dançar a música que verdadeiramente combine com você, e aí sim, atrair um par alinhado com a sua energia, na sua sintonia… na sua mesma vibração.

Se você quer se conhecer mais, descobrir suas reais motivações, o que faz você vibrar, como você reage emocionalmente ao mundo ao seu redor, e muito mais, fale comigo e faça o seu Mapa Astral completo!

Imagem: Stocksnap

@ load more