Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Bonecas para elas, carrinhos para eles, rosa para elas, azul para eles, maternidade para elas, carreira para eles… Durante muito tempo nossa mente foi educada para ver essa divisão como algo natural. Ao longo dos séculos houve um tremendo esforço em construir papéis sociais muito bem delimitados para homens e mulheres, o que provocou um abismo na igualdade de gênero.

igualdade de genero - 2

Falando nisso, este é um tema que muitas pessoas têm falado. Não somente em relação a desigualdade salarial entre os sexos, mas sobre pautas importantes como o machismo e a violência contra a mulher. Graças ao crescimento do movimento feminista e a oportunidade de ouvir diferentes vozes, pudemos perceber que algo não estava certo.

E, se muitas pessoas podem acordar com esse banho de água fria da realidade, agora é a chance de mergulhar de cabeça para mudá-la.

Mas o que é igualdade de gênero mesmo?

igualdade de genero - 3

É um conceito que define a busca pela igualdade política, econômica e social entre homens e mulheres. É garantir que eles tenham os mesmos direitos e oportunidades em todos os setores da sociedade.

Acho importante frisar que isso não significa que as mulheres querem tomar o lugar dos homens ou diminuir a participação deles na tomada de decisões. Ao contrário do que muitos erroneamente afirmam, este não é um plano de dominância feminina. Mas sim, uma forma de tentar deixar essa balança equivalente.

Alguns dados (não tão) interessantes

Segundo dados divulgados pelo IBGE, as mulheres brasileiras estudam mais, trabalham mais em casa e recebem menos que os homens.

igualdade de genero - 4

O relatório do Fórum Econômico Mundial mostrou que em 2017, ocupamos a 90ª posição no ranking de igualdade de gênero. E se formos falar sobre participação política, esse número cai para 110º. As mulheres são mais da metade da população brasileira. Não ocupar pelo menos metade das cadeiras dos nossos representantes é no mínimo preocupante.

Isso só no Brasil! Veja abaixo alguns dados fornecidos pela ONU Mulheres, a respeito da igualdade de gênero ao redor do mundo:

  • Cerca de ⅓ de todas as mulheres do mundo já foram vítimas de algum tipo de violência praticada por seus parceiros íntimos.
  • Em grande parte do mundo, mulheres e meninas ainda não possuem acesso à serviços básico de saúde e informações fundamentais. Em países de baixa e média renda, onde essa realidade é ainda pior, muitas meninas entre 15 e 19 anos ainda morrem por complicações decorrentes da gravidez e do parto.
  • Mulheres e meninas representam 2/3 da população analfabeta do mundo.
  • Globalmente, as mulheres são as principais responsáveis pelo trabalho doméstico, dedicando de 1 a 3 horas a mais que os homens. Elas também dedicam de 2 a 10 vezes mais tempo do dia cuidando da família (cuidados com crianças, idosos e doentes).
  • Em média, as mulheres empregadas ganham 10 a 30% a menos do que os homens para desempenhar as mesmas tarefas.
  • Em todo o mundo, as mulheres têm menor probabilidade de ocupar cargos de liderança em empresas e negócios. Nos Estados Unidos, as mulheres representam apenas 4,6% dos 500 CEOs elencados pela Fortune (revista americana sobre negócios) e ocupam apenas 16,9% dos 500 lugares no conselho da Fortune.
  • As mulheres representam apenas 21,8% dos parlamentares nacionais em todo o mundo.

Como a igualdade de gênero pode ser boa para todos

igualdade de genero - 5

É preciso entender que quando as mulheres avançam, todos avançam com ela. Mais mulheres na liderança significa aumento na lucratividade das empresas e um incremento na economia do país. Segundo pesquisa da Organização Internacional do Trabalho, a diminuição das diferenças de gênero no mercado de trabalho poderia aumentar o PIB brasileiro em 3,3%, ou 382 bilhões de reais (como já falamos neste texto sobre liderança feminina).

Uma equipe mais diversa gera inovação e produtividade. Cada indivíduo possui um vivência e ter mais mulheres nas tomadas de decisão garante uma visão mais plural sobre diferentes questões. Sem contar que uma cultura mais inclusiva impacta na retenção de talentos. No caso das mulheres: bons talentos.

Em um mundo igualitário, as pessoas não precisam se prender a papéis e estereótipos de gênero. As mulheres não teriam que carregar o peso da responsabilidade de dar conta de tudo e os homens não precisariam se preocupar em ser somente o “provedor” da casa.

Quem tem feito algo sobre o assunto?

O Instituto Coca-Cola Brasil, em parceria com a ONU Mulheres, tem trazido à tona o tema igualdade de gênero em diversas comunidades de baixa renda no Brasil, como parte integrante do curso do Coletivo Jovem. Um programa que empodera e conecta jovens de 16 a 25 com o mercado de trabalho.

Essa atividade promove debates e reflexões sobre divisões de tarefas em casa, relações do cotidiano e desigualdades entre homens e mulheres no mercado de trabalho.

Essa parceria mostrou como é importante o papel das empresas como agentes de transformação para uma sociedade mais justa e igualitária.

Como fazer parte da mudança?

A igualdade de gênero é um assunto do dia a dia também. É preciso dar visibilidade a esta causa através de grandes ações, mas também existem pequenas atitudes que podem ajudar na luta contra a desigualdade, como por exemplo:

  • Dividir as tarefas de casa igualmente entre todos;
  • Elogiar outra mulher pela sua capacidade (e não pela sua aparência);
  • Apontar comportamentos machistas no ambiente de trabalho;
  • Ler sobre os direitos das mulheres.

Essas são apenas algumas ações que podem ser discutidas tanto em casa, como no trabalho. Se informe, leia sobre seus direitos e faça parte da busca pela igualdade de gênero. Todos têm a ganhar!

Assinatura-Coca

@ load more