Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Todo mundo fala que viajar sozinha traz independência, autoconfiança, liberdade e ainda mais vontade de viajar. Isso tudo é sim verdade, mas o que ninguém conta é que para chegar a esse resultado existem muitas dúvidas, inseguranças e às vezes até lágrimas. Por isso, é importante se preparar bem para curtir a viagem ao máximo e não se assustar com possíveis imprevistos. Pensando nisso, separei 10 itens que não podem faltar na mala de viagem, seja para uma viagem nacional ou internacional. 

Itens que não podem faltar na mala de viagem

1. Uma mala de bordo

A escolha da mala de viagem é uma das partes mais importantes entre os preparativos pré-viagem, pois é nela que você vai colocar tudo o que precisa, seja lá quantos dias for ficar fora. Escolher uma mala de bordo, especificamente, traz uma série de benefícios: você não vai precisar despachá-la, pois esse modelo comporta até 10 quilos de pertences e ainda está de acordo com as medidas exigidas pelas companhias aéreas para ficar na cabine (o que automaticamente fará você comprar passagens aéreas mais baratas); este modelo é mais fácil de carregar; e ele também cabe nos armários dos hostels, se você optar por ficar em um. 

Mas, você pode perguntar: “será que vai caber realmente tudo o que eu preciso numa mala de bordo?”. É claro que essa resposta vai depender da quantidade de dias que você vai ficar viajando, mas eu já vi pessoas que partiram por quinze dias apenas com esse modelo de bagagem.

Uma dica para você conseguir reduzir os itens que vai levar é separar todas as roupas que acha que precisará e depois diminuir a quantidade pela metade. Quanto aos frascos de líquido, eles são permitidos na mala de bordo, desde que tenham até 100 ml (você pode ter até 10 frascos, totalizando  um litro). 

2. Kit saúde

Um kit com os produtos de saúde e higiene certos pode salvar a sua viagem se algum perrengue acontecer. Os itens que mais recomendo ter a mão são: remédios diversos, tanto os que você já está acostumada a tomar (como talvez o anticoncepcional) quanto os para gripe, dor de estômago (Dramin é coringa) e febre, além de absorventes, preservativos, uma pomada para queimaduras, curativos e lenço umedecido. Esse último é importante tanto para quando não é possível lavar a mão nos banheiros quanto para emergências. 

3. Protetor para o celular 

Este item é primordial se o seu destino for a praia ou piscina, mas se torna até dispensável em outros tipos de viagem. Imagine que você vai levar uma bolsa com canga e toalha para praia, mas não quer deixar o celular e a carteira sozinhos. Neste tipo de capa protetora para smartphones, é possível colocar o aparelho, seus cartões e ainda o dinheiro vivo que você tiver.

Como ela é feita de plástico e tem fechos resistentes, seus pertences não vão ficar molhados e você poderá mergulhar e nadar tranquilamente com o protetor pendurado no pescoço (antes de comprar, confira a profundidade máxima recomendada pela marca para atingir). 

4. Doleira 

Já que estamos falando sobre formas seguras de carregar dinheiro, ter uma doleira (aquelas bolsas com elástico para colocar na cintura e esconder dentro da calça) é primordial, ainda mais se a sua viagem for internacional.

É na doleira que você vai carregar o dinheiro vivo que tiver até chegar ao seu hostel, hotel ou Airbnb, para depois guardá-lo em um cofre ou armário mais seguro. Algumas pessoas, quando compartilham um quarto, também gostam de dormir com a doleira no corpo, por segurança. 

5. Um tênis confortável para caminhada 

Fazer uma viagem pressupõe andar bastante para conhecer os diversos pontos turísticos do local. Por isso, é importante escolher um tênis confortável para caminhada (assim, você pode levar só ele e o seu chinelo, além de talvez um outro calçado para sair a noite).

Para escolher o melhor modelo, é importante conhecer o seu tipo de pisada (se é pronada, supinada ou neutra) e testar o tênis na loja. 

6. Óculos de sol 

Os óculos de sol são importantes para proteger os olhos dos raios solares UV, esteja calor ou não. Por isso, recomendamos o seu uso em qualquer viagem.

Existe como saber qual óculos de sol escolher de acordo com o seu tipo de rosto, mas a primeira dica é identificar o formato da sua face (que pode ser redonda, triangular, oval, etc) e depois reconhecer os modelos de óculos existentes, como os aviadores, gatinhos, redondos, clubmasters, etc. Então, é só escolher o que mais combina com você. 

7. GoPro ou tripé de celular 

Estes itens são para quem quer tirar fotos e fazer vídeos com mais qualidade sozinha. Como não é todo mundo que tem orçamento para adquirir uma GoPro, um tripé de celular acaba se tornando uma opção mais econômica. Basta você posicioná-lo com o celular preso em um local plano e programar o temporizador na câmera do celular. 

8. Carregador portátil 

Quando viajo, costumo usar o Google Maps para andar para lá e para cá, além de às vezes, fazer corridas de Uber. Então, é de se imaginar que um carregador portátil já salvou minha vida algumas vezes. É importante deixá-lo sempre com a carga máxima, assim, mesmo que você saia sem o seu celular estar completamente carregado, vai ter o auxílio do carregador portátil. 

9. Caneta e caderno pequeno para anotações 

Um caderno e uma caneta são legais se você quiser fazer anotações enquanto viaja para depois adicionar fotos às folhas e transformar o material em uma lembrança de viagem, mas também são úteis se você precisar escrever recados de emergência ou números de telefone. 

10. Um item coringa: rolo de micropore 

A fita micropore poderia ser indicada no tópico sobre kit saúde, mas a considero um item coringa não só para ajudar em ferimentos superficiais, mas também porque já vi pessoas que conseguiram consertar um tênis provisoriamente com ela, quando ele descolou (sim, literalmente fazer uma volta com o micropore entre o cabedal e a sola). O micropore também se mostra útil para a formação de calos e pequenas rachaduras na pele. 

Bônus: preparar um roteiro minucioso 

Se você fechou um pacote de viagem, pode ser que o seu roteiro já esteja pronto e você não tenha que pensar muito além de onde comer dentro do seu destino.

Porém, se você for fazer tudo separadamente, é importante que faça um roteiro minucioso sobre quais lugares visitar, para não se sentir perdido nem ficar ocioso demais a ponto de sentir que está perdendo tempo (é também no momento que não fazemos nada que as crises existenciais aparecem).

Imagem: Freepik

@ load more