Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Atire a primeira pedra quem nunca cantou uma música da Kelly Key até se esgoelar. Além de ter sido a nossa própria versão da princesinha do pop, ela também foi a rainha feminista dos anos 2000. Oi? É isso mesmo! É só reparar nas letras dela. De Barbie Girl a Por Causa de Você, as canções sempre pregaram a liberdade da mulher e ela nunca aceitou ser submissa! Nos tempos atuais, as crianças andam ouvindo mais funk do que qualquer outra coisa. Apesar de eu ser super à favor da disseminação do batidão, tem letra que realmente não dá pra criança escutar.

Por isso, você já apresentou a Kelly Key pra sua prima/ irmã/sobrinha/ amiga mais nova?

Os hits da Kelly Key mais empoderadores

Barbie Girl

Para quem não sabe, a música Barbie Girl da Kelly Key é na verdade um cover da banda norueguesa Aqua. Mas, como o melhor do Brasil é o brasileiro, é claro que a nossa versão ia ser muito mais empoderadora. Logo no início, o Ken convida a Barbie, interpretada pela própria Kelly, a dar um passeio de carro. Ela simplesmente despreza o fato de ele ter um poçante, rosa ainda por cima, e impõe várias condições para eles namorarem. Antes do refrão, ela já dá o papo: “Você pode me ganhar, é só fazer o que eu mandar.” Vê se isso não é feminismo na veia?

Cachorrinho

“Se tem uma coisa que eu não admito, é gritar comigo sem eu ter feito nada”/ “Vem meu cachorrinho a sua dona tá chamando.” Dona mesmo. Pisa menos Kelly Key! Esses dois versos também deveriam ser impressos e servir de epígrafe para o livro O Segundo Sexo, de Simone de Beauvoir. Brincadeiras à parte, é muito legal ver como as letras da Kelly Key já abordavam o feminismo mesmo quando não era um assunto tão difundido. Fora que o melhor de tudo era coreografar o “Sit. Junto. Sentado, calado” com as amigas.

Por causa de você

Pelo amor de deus, alguém coloca a Emily e o Marcos para escutarem essa música? Por mais triste que seja, essa trilha sonora se encaixa perfeitamente na história do casal. A música fala sobre um relacionamento abusivo, no qual a própria intérprete diz não saber o que é amor. A vítima sofre tanta distorção mental por conta do abusador que muitas vezes nem se dá conta de que está em um relacionamento tóxico e acredita que merece sofrer. É aquela história de “amor intenso”, sabe? Pena que se tiver fazendo mal à alguém deixa de ser “intenso” e vira abuso mesmo.

Só quero ficar

Essa música é um manifesto contra a posição que as mulheres insistem em colocar a mulher. “Eu vou trabalhar, me dedicar aos estudos, me estabilizar, ter meu lugar no mundo, ser independente financeiramente, pra não ter que bater na porta de parentes” diz a letra. Ela ainda diz que não quer casar e muito menos namorar. A própria rainha feminista.

Imagens: Youtube


@ load more
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤