Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Você já ouviu falar em Kundalini? A grande maioria das pessoas já ouviu falar sobre, porém geralmente as pessoas têm acesso a conteúdos muito superficiais e até mesmo distorcidos, ou quando têm contato com conteúdos completos, acham de difícil entendimento.

A minha ideia é trazer temas de cunho esotérico, místico, espiritual, e até mesmo religioso, para uma linguagem mais simplificada, ou explicando os termos técnicos, para que seja do entendimento de todos. Pois muitos ensinamentos e informações de grande valia para a sociedade, são compartilhados apenas em grupos restritos de pessoas que tem um interesse e um entendimento maior sobre tais assuntos, sendo que poderia ser útil para outras pessoas que acabam se deixando desmotivar, pois a complexidade desses assuntos os tornarem desinteressantes para elas.

Para falar sobre kundalini, antes eu preciso fazer um breve resumo sobre os nossos chakras:

Cada ser vivo possui um campo magnético próprio, que é mais conhecido como aura, e nela existem diversas aberturas por onde fazemos as trocas energéticas com o externo.

Essas aberturas na aura são vórtices energéticos, e são mais popularmente conhecidos como chakras.

Os chakras são centros de energia circular que vibram constantemente no nosso corpo. Nós temos vários, mas existem sete considerados principais, que são, de baixo para cima;

  1. Básico: Localizado na região do períneo, ele é ligado ao elemento terra e é representado pela cor vermelha. É o responsável pela absorção da energia telúrica e pelo estímulo direto da energia no corpo. Pessoas que são muito apegadas ao mundo material, costumam ter um desequilíbrio nesse chakra. Em equilíbrio, este chakra nos proporciona sentimento de segurança e conexão com a realidade física.
  2. Esplênico: Localizado na região do baço e representado pela cor laranja, e ligado ao elemento água, o chakra esplênico tem ligação com a  sexualidade, vitalidade e criatividade. Ele corresponde à nossa autoestima, à energia sexual. Pessoas com a líbido demasiada ou falta de libido, pessoas extremamente cansadas embora não façam nada, sem criatividade e ânimo podem apresentar desequilíbrio nesse chakra.
  3. Plexo Solar: Localizado dois dedos a cima do umbigo e também conhecido como chakra umbilical, é representado pela cor amarela e está ligado ao elemento fogo. Está associado as nosso desejos físicas,  vontades e ambições. Pessoas muito voltadas para as emoções e prazeres imediatos, que busca a realização de seus desejos não importando a forma como irá alcançá-los, onde o ego e o orgulho falam mais altos estão com esse chakra em desequilíbrio.
  4. Cardíaco: Localizado no nosso  tórax ou coração e representado pela cor verde, o chakra cardíaco está ligado com o elemento ar e também é o centro energético dos sentimentos e emoções. Porém um pouco diferente do plexo solar, sua função é o amor e está ligado às emoções superiores, afetos, sentimentos e à necessidade pessoal de aceitação e apreciação. Nele residem, por exemplo, a bondade, a piedade, a afeição e também o ódio.
  5. Laríngeo: O chakra laríngeo representado pela cor azul claro e localizado em nossa garganta está ligado ao elemento éter, e é de frequência vibratória superior. Sua função fisiológica espiritual é a de transmitir a ideia através da fala, pois está ligado à inspiração, a comunicação e a expressão com o mundo de sua verdade interior, de suas ideias, crenças e fé. Quando se encontra em equilíbrio é capaz de acessar a sabedoria e o conhecimento infinito ou superconsciente. Reconhece a Verdade quando a encontra e a transmite. Quando em desequilíbrio expressa somente as necessidades de seus chakras inferiores.
  6. Frontal: Também conhecido como terceiro olho, o chackra frontal fica localizado no centro de nossas sobrancelhas, é representado pela cor azul índico e está relacionado a todos os elementos. Quando nos associamos com o poder pleno contido neste chakra, podemos transcender a própria mente e ingressarmos nos domínios do conhecimento e da sabedoria Universal, é normal pessoas com a abertura desse chakra tenham poderes mediúnicos, podendo ver coisas que são invisíveis para seres humanos comuns.
  7. Coronário: Localizado no topo de nossa cabeça, ligado todos os elementos e representado pelas cores, branco, dourado e violeta. Em equilíbrio esse chakra realiza a libertação do ego, o desapego, o entendimento dos poderes espirituais, a libertação da matéria, a sabedoria iluminativa, a perda do medo da morte, a coragem transcendental, a comunhão com o Todo e o entendimento da eternidade da alma. 

Sabendo disso, agora podemos dar o conceito de kundalini ou Kundaliní:

Kundalini é uma energia que segundo os hindus, encontra-se adormecida na base da nossa coluna vertebral, ou seja no nosso chakra básico. Ela é representada por uma cobra, e segundo a crença, fica enrolada a três voltas e meia em torno desse chakra.

O despertar de Kundalini, significa também o despertar espiritual e de acordo com o que a cobra sobe por entre os nossos chakras, mais a nossa consciência se expande até alcançarmos a iluminação.

kundalini

O que muita gente não sabe é que os hindus também acreditam que na base de nossa coluna (chakra básico) encontra-se shakti, que é uma Deusa que representa a energia feminina e no topo de nossa cabeça (chakra coronário) encontra-se seu companheiro Shiva, o Deus que representa a energia masculina e quando juntas essas energias geram o poder da vida. A energia de shakti sobe até o chakra cardíaco, e a energia de Shiva desce até o mesmo, elas se cruzam no chakra cardíaco e continuam seu caminho. Por isso é importante trabalhar os chakras inferiores e os superiores também, se ela encontrar bloqueios no caminho, voltará a adormecer.

É aí que começa a desmitificação a repeito da relação estrita que as pessoas fazem entre kundalini e o sexo. Primeiro que a nossa energia sexual não está ligada somente ao ato de fazer sexo em si, como já foi dito antes, está ligada também com a nossa criatividade, energia de fazer as coisas, e tudo relacionado a atividades materiais. Em segundo lugar, se kundalini se resumisse só a sexo ela apenas despertaria e não subiria pelos outros chakras, pois se ela não encontrar os chakras desbloqueados ela bate e volta a adormecer. E em terceiro, existem muitos mestres que despertaram a kundalini através da meditação. Lembram que em outro texto eu expliquei que nós temos a nossa energia oposta manifestada externamente, mas que também temos ela dentro de nós, como Yin e Yang explica? Pois então, é possível unificar essas energias com outras práticas, bem como a meditação, auto observação, autoconhecimento, etc. Esclarecido isso, podemos seguir…

Como funciona o despertar?

Kundalini começa adormecida no nosso chakra básico assumindo um aspecto do elemento terra. Até que nós despertemos essa força para que ele caminhe na direção do próximo chakra, que é quando ela assume a forma de uma serpente de água, pois ela percorre a região do ventre, representando o líquido amniótico. Quando kundalini encontra esses chakras desbloqueados ela sobe até o terceiro e se transforma em uma serpente de fogo, que já dissemos que é onde mora nossas paixões obsessivas e desejos desenfreados, estando com tudo isso em equilíbrio a kundalini sobe até o quarto chakra que é o cardíado, onde ela se encontra com Shiva, se transformando em uma serpente de ar, porém ela continua a subir, e também precisa encontrar os chakras superiores limpos e desbloqueados para se elevar, e Shiva para descer.

Eles não se encontram e simplesmente estagnam, eles continuam subindo e descendo e se cruzando dentro de nós. Subindo até o chakra laríngeo ela se transforma em uma serpente de som, representa o OM, primordial que criou tudo no universo. Subindo mais um chakra, no frontal, ela se transforma em uma serpente de luz, iluminando a nossa consciência para que ela se unifique á consciência do criador até subir no último chakra e se transformar numa serpente de luz cósmica, no topo da nossa cabeça, e assim se dá a iluminação completa e nesse momento o ser desencarna desse plano.

O poder da energia sexual

Embora já tenhamos visto que kundalini não se resume só a energia sexual, é nela que tudo começa e agora vou explicar a importância que essa energia tem em nossa vida. Já falei em outro texto que a relação sexual é um dos instrumentos mais poderosos para a evolução espiritual do ser humano. Se baseando nisso os hindus criaram o tantra, que utiliza a potencialidade da energia sexual para alcançar a iluminação. Tantra significa controle, e eles defendem a ideia de que o homem não deve ejacular durante a relação sexual, e a mulher deve aprender a controlar o orgasmo para prolongar a suas sensações. Para nós ocidentais isso significa se privar do prazer, mas para eles é exatamente o contrário.

No momento do pico do prazer, ou seja, no momento em que ocorre o orgasmo é onde temos a sensação mais próxima da felicidade real, (é daí que vem os orgonites, aqueles objetos de cristal que transmutam energias negativas em positivas e espalham energias orgônicas, que vem do orgasmo), nesse momento todos os nossos corpos (já dissemos que temos 7 corpos) entram em uma vibração muito forte e emanamos uma energia tão poderosa que nos aproxima do Todo, porém só por uma fração de segundos, pois o orgasmo que nós estamos acostumados a ter, é rápido, fugaz, por isso o tantra trabalha exatamente esse controle. Quando você volta desse estado, e perde esse nível de prazer, é como se você tivesse desperdiçado toda essa energia, e é por isso que após o orgasmo nos sentimos cansados, com sensação de vazio e até mesmo uma leve tristeza.

O que o tantra quer é prolongar esse estado onde chegamos perto do Todo, por muito mais tempo. Eles também acreditam que na ejaculação do homem vai embora toda a energia sexual, e como já falamos aqui, essa energia está ligada não só ao sexo em si, bem como ao ânimo, a força criadora, etc. Se o homem desperdiçar toda essa energia na ejaculação, além de sentir essa constante tristeza, ele ainda perderá a vontade de criar, de se movimentar, até mesmo o ânimo de viver. Com o tempo o controle do homem na hora de ejacular resulta em orgasmos mais intensos, duradouros e até mesmo múltiplos, assim também como para a mulher.

Quando o homem não libera essa energia na ejaculação, ela fica presa dentro dele e vai encontrar outros meios de se movimentar, e esse meio é através dos nossos nadis (canal pelo qual circula a nossa energia pelos chakras), é assim que a kundalini se eleva, pelos canais superiores, não se perdendo pelos canais inferiores, e se junto com essa prática você trabalhar o equilíbrio de todos os chakras para que kundalini não encontre barreiras, você estará cada vez mais próximo da elevação.

Imagem: Pexels

Área especial sobre Orgasmo Feminino

Sabia que a gente tem uma área especial sobre Orgasmo Feminino com muitas dicas, técnicas, fotos e vídeos?

Veja uma prévia do que espera por você

Você ainda poderá participar do nosso grupo fechado no Facebook e tirar dúvidas com uma Sex Coach, além de falar sobre o assunto com outras mulheres!
Vamos nessa? 😉

Acessar o especial Orgasmo Sozinha
@ load more