Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Ghosting é uma das piores coisas que a internet trouxe – se bem que isso também acontecia muito antes da internet aparecer. Mas hoje vemos uma nova tendência nos relacionamentos que merece mais a sua atenção do que a possibilidade de uma pessoa sumir: o love bombing.

Em português, o nome significa ‘bombardeio de amor’ e por mais que isso possa parecer algo bom (quem não quer amor, não é mesmo?), é uma tática de manipulação que pode levar a um relacionamento abusivo.

Pense em um namoro que começa muito bem: você recebe flores todos os dias, a outra pessoa é hiper carinhosa e atenciosa e tudo parece ir rápido demais, mas de uma forma positiva. Por um lado, isso pode ser legal se o sentimento é mútuo e verdadeiro, por outro, quando esse começo é demais, quando é muito rápido e muito intenso, é um sinal de alerta. Essa, aliás, é a definição de love bombing.

O problema do love bombing é o que está escondido na intensidade

A questão do love bombing é que quando uma pessoa é intensa demais muito rápido, com certeza algo está compensado alguma coisa. Ela está colocando na outra pessoa uma carência que não encontra fora de um relacionamento – mesmo vocês se conhecendo a pouco tempo, ela dá a entender que vocês são feitos um para o outro e que ela simplesmente tudo o que você pensa e sente.

A pessoa promete o mundo, enche você de presentes e de afeto, faz planos para o futuro e faz você pensar que o amor de vocês foi a primeira vista. Ele mostra tanto que é o amor da sua vida que você passa a acreditar nisso também. Esse afeto todo que você recebe parece o que faltava na sua vida, isso que você precisava e que estava procurando, e o relacionamento progride tão rápido que parece aceitável, já que o sentimento é tão verdadeiro.

A curto prazo, é difícil você identificar que está sofrendo com a tática do love bombing. A verdade é que as pessoas estão sempre atrás de alguém que as trate bem, que lhes dê amor. Por isso, uma relação que é intensa desde o começo parece perfeita para esse propósito, compensar uma coisa que todos estamos buscando.

Com o passar o tempo, porém, começa a ficar mais claro que esse amor todo que a outra pessoa te dá não é amor real: é uma obsessão. No primeiro sinal de que você se interessa por outra coisa que não o seu parceiro, ele se vira contra você: é aí que entra em cena o relacionamento abusivo.

Como o love bombing evolui para um relacionamento abusivo

É assim, pense na pessoa que te enche de afeto 24 horas por dias. Querendo ou não, você se acostuma com isso, com essa rotina. A questão é justamente essa: o love bomber (ou seja, a pessoa que pratica o love bombing) dá esse tanto de afeto para poder tirar depois. Ele acostuma você com um nível de carinho, para tirá-lo quando é do interesse dele. Isso é, no mínimo, cruel.

O que você sente, em contrapartida, é uma sensação de vulnerabilidade, você fica confusa e exposta, você se sente pequena. É uma tática que mexe diretamente com os seus próprios sentimentos e com a sua autoestima.

É como um interruptor que o love bomber usa para controlar e manipular. Ele te enche de carinho e de cuidado, é um devoto ao relacionamento, mas quando acontece alguma coisa que não o agrada, ele muda completamente de comportamento. Ele para de ser carinhoso e faz você pensar que você está errada – afinal, ele é sempre tão dedicado, que não ele não pode ser o problema.

É, com certeza, um derivado do gaslighting, já que a vítima começa a questionar o seu entendimento da situação. Mas é tudo um truque: o parceiro faz o que pode para você entender que é amada e quando decide, por exemplo, sair com as suas amigas sozinha, ele vira a chave e faz você acreditar que isso é errado. Você passa a achar que está sempre devendo alguma coisa no relacionamento, que não é boa o suficiente e que nunca agrada.

O relacionamento se torna abusivo porque uma pessoa fica à merce das vontades de outra, ela é totalmente controlada e não se sente livre para fazer o que bem entende, quando quiser. Existe um afastamento de amigos e famílias e uma ideia de que você precisa sempre ter uma justificativa na ponta da língua do porquê não fez algo como a outra pessoa falou.

Por isso a gente considera sempre tão importante conhecer bem uma pessoa antes de entrar em um namoro sério e tentar, ao máximo, manter um equilíbrio: mantenha as pessoas que você ama por perto e não se deixe deslumbrar pelo novo relacionamento. Amar a si mesma é sempre o primeiro passo para você não cair em truques como esse, afinal, se você sabe que é importante, amável e amada por si só, então não vai buscar em outra pessoa toda a atenção você acha que precisa.

Imagem: Reprodução / 500 dias com ela


Que tal ajudar a nossa leitora, que está lidando com um parceiro que muda muito de comportamento? É só responder a pergunta abaixo:


@ load more
Os melhores conteúdos do Superela.
Um único email por semana.
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤
Vamos ser amigas? :)
Queremos te enviar OS MELHORES
conteúdos do Superela.
Você vai adorar! ❤