Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Exaustão não consegue descrever os dias das mães de bebês recém-nascidos. Acordar praticamente delirante de privação de sono várias vezes por noite, lutar contra o desconforto inicial da amamentação e, ao mesmo tempo, se recuperar do parto, não é tarefa para qualquer uma. Pera… tem alguma coisa errada aqui, né?

Na verdade, por mais difícil que pareça, tornar-se recém-mãe pode ser menos complicado que se parece. O primeiro passo é parar de duvidar de si mesma e questionar as decisões que você tomou. Agora você tem um filhotinho(a) lindo para dar muito amor, então foque nisso. E sim, eu sei o que está passando pela sua cabeça e sim, você tem planas condições de ser mãe. Só precisa de algumas dicas para conseguir dominar essa arte com maestria!

Bem, é para isso que estamos aqui. Trouxemos algumas dicas valiosíssimas que todas as mães de bebês recém-nascidos precisam saber para sobreviverem a essa fase tão cansativa! Vamos lá?

4 dicas incríveis para mães de bebês recém-nascidos

mães de bebês recém-nascidos

1. Deixe seu bebê te guiar

Mães de bebês recém-nascidos que já não são de primeira viagem sabem do que estou falando. Assim que o casal sai da maternidade e começa a receber visitas em casa (o que pode ser um caos, por sinal), a primeira coisa que a mãe recebe são demandas (fantasiadas de conselhos) de como criar o bebê. A verdade é que as pessoas, por mais que queiram o seu bem, acham que se você não fizer o que elas falam, algo vai dar errado. E olha, não é bem assim, viu?

Por isso, é importante ficar atenta às necessidades do seu bebê. Deixe que ele te guie e te mostre do que precisa, sabe? Às vezes ele dorme menos, mama mais, sente muita cólica e por aí vai. Cada pessoinha é única e devemos respeitar isso. Então aprenda a ligar um filtro de conselhos e utilidades, sabe? Se você acha que as dicas que estão te impondo dando não parecem ideais, apenas ignore-as. Agora, se você realmente vê sentido naquilo que te falam, acate com prazer. Afinal, a maioria dessas pessoas, por mais desagradáveis que possam parecer, querem te ajudar!

2. Ajude o bebê a criar um vínculo com o pai

mães de bebês recém-nascidos

Essa dica é, talvez, uma das mais importantes para mães de recém-nascidos. Mulher, coloque uma coisa na cabeça: você não está sozinha, não precisa passar por todos os estresses sozinha e pode, sim, cobrar ajuda do pai. Essa besteira de chamar homens que cuidam de seus bebês de “super pais” é coisa do passado, sabe? Eles não são super nada. São apenas pais. Aliás, nem deviam existir os termos SUPER MÃE e SUPER PAI, afinal, vocês agora têm uma responsabilidade e, cumpri-la menos do que o devido não é o ideal.

Por isso, certifique-se de que seu bebê tenha tempo sozinho o suficiente com o pai. Com o tempo, ele saberá distinguir os toques e vozes, porém, se sentirá seguro com os dois. Além disso, é importante deixar o bebê acostumado a estar com alguém que não seja você, né? Assim, seus descansos podem ser maiores e mais tranquilos.

Nas primeiras vezes pode parecer difícil e até mesmo penoso. Afinal, a tendência é se sentir culpada por querer descansar ao invés de cuidar do bebê. Porém, não caia nessa. Apenas se certifique que o pai esteja fazendo tudo direitinho e pronto! Ah, detalhe importante: resista ao impulso de “consertar” ou “resolver” as situações caso o pai passe aperto para trocar fraldas ou fazer o bebê parar de chorar. O correto é que ele aprenda tudo isso junto com você e, como ele e o bebê precisam estabelecer confiança um no outro, o melhor método é deixar que os dois construam essa laço juntos, do jeito deles.

3. Se coloque no lugar de seu bebê

Essa dica parece estranha, porém, é bastante útil. Conheço muitas mães de recém-nascidos que se preocupam em fazer o bebê parar de chorar, se estressam e se esquecem de observar quais seriam os motivos do choro, das cólicas etc. Um exemplo: se o neném só dorme no seu colo, tente pensar no que ele tem de tão diferente do berço. Será o calor? O envolvimento? O movimento? Bem, só há um jeito de saber: testando.

Então, tenha paciência e vá aplicando novos métodos para fazer com que seu bebê fique mais calmo. No caso do berço, por exemplo, tente envolvê-lo mais com uma mantinha para que ele se sinta acolhido, ou então coloque-o em uma caminha que possa ser balançada para niná-lo e por aí vai. Outra coisa: se ele continuar chorando, tente não se desesperar. Eu sei que é difícil mas, para saber se uma coisa vai dar certo ou não, é preciso tentá-la. É claro que não precisa ficar com o nenê esgoelando por mais de 10 minutos mas, pelo menos, tente por um tempinho considerável para ver os resultados.

4. Não sinta vergonha em pedir ajuda

mães de bebês recém-nascidos

Como já dissemos antes, não precisa se sentir culpada ao perceber que não dá conta de cuidar do bebê sozinha. A verdade é que nenhuma das mães de bebês recém-nascidos passaram por essa fase tranquilamente. Todo nenê chora, demora para dormir, tem o sono desregulado com o seu e por aí vai.

Por isso, você NUNCA será menos mãe por, por exemplo, contratar uma babá (caso tenha recursos para isso), ou pedir ajuda de parentes próximos para dar conta do recado. E outra coisa: ficar SEM PACIÊNCIA com o bebê de vez em quando, estressar toda vez que ele chora e querer sumir do mundo de vez em quando é NOR-MAL. Isso não quer dizer que você não ama seu(sua) filhote, ok? Só que você está completamente exausta.

Enfim

É como conversamos aqui, mamãe. Não precisa passar por tudo sozinha, nem precisa sair acatando todos os conselhos que te dão e, muito menos, se sentir menos mãe porque fez algo de errado ou se sente inteiramente exausta e com vontade de chorar toda hora. Faz parte do processo!

mães de bebês recém-nascidos

Tente colocar essas 4 diquinhas em prática e depois conte aqui nos comentários se elas deram certo, se vocês concordam com elas ou, melhor ainda, compartilhe seus próprios macetes para que todas as mães de bebês recém-nascidos possam trocar várias figurinhas!

Imagem principal via Korrig’anne

Demais imagens via @lineseverinsen 


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more