Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Silenciaram Marielle Franco. Teria uma forma melhor de descrever o que ocorreu? “Uma tragédia emblemática”. É dessa forma que por alguns veículos de comunicação a morte de Marielle Franco foi colocada. “Um absurdo”, “covardia”, outros dizem. Os quatro tiros em sua cabeça, que resultaram no caixão fechado, dizem muito não só sobre violência, política ou criminalidade, como também sobre um assunto que particularmente acho muito interessante: até onde o ser humano é capaz de ir para ter o que deseja.

Até onde você é capaz para chegar até onde quer? Algumas pessoas vão muito longe, vão além do que achamos ser possível. A maldade, nesse cenário, é sem limites. Os degraus, muitas vezes, viram pessoas. Um deles foi Marielle Franco, cria da favela da Maré, como ela se denominava. Para quem ela era um obstáculo? Há muitos rumores, mas de uma coisa sabemos, não foi um acaso, foi algo planejado.

As coisas são como são justamente porque funciona “bem” para alguns indivíduos, dá poder, dá dinheiro e dá controle. Quem vai contra essa maré sistemática representa uma ameaça. Li certa vez que é preciso ter coragem para falar e escrever sobre certas coisas pois, sem dúvidas, cada palavra tem um poder enorme e é capaz de aproximar mudanças que devemos admitir: muitas não são da vontade de boa parte dos que possuem o dinheiro, poder e controle que citei anteriormente.

Não, eu não quero só falar, eu torço para que, junto comigo, seja possível que você possa refletir sobre Marielle Franco. Já parou para pensar no quão forte é a palavra “execução”? Marielle Franco foi assassinada. Não faço ideia de qual partido político faz parte de sua torcida ou se ao menos se importa com política. Muitos, normalmente, não se importam, a menos que estejam envolvidos em polêmicas e, às vezes, mesmo assim, a indiferença reina. Política é só um dos vários assuntos que englobam esse acontecimento.

Quem foi Marielle Franco?

marielle franco

Imagem: Divulgação

Mulher, militante, negra e mãe? Só que essa é uma apresentação que merece muito mais. Marielle Franco defendia os direitos humanos, falava sobre a presença de mulheres negras, empreendedorismo, violência nas favelas (partindo também da polícia) e não à toa, foi eleita, em 2016, com mais de 46 mil votos, vereadora da Câmara do Rio de Janeiro pelo partido PSOL. Era presidente da Comissão da Mulher na Câmera.

Então não, ela não era apenas uma vereadora. Ela não foi só mais uma morte polêmica. Não vamos rotular de forma alguma, vamos nos informar e pensar sobre a sociedade em que estamos vivendo.

A voz de Marielle

Ter voz torna-se extremamente valioso quando você também busca dar voz para outras pessoas. É justamente isso que Marielle Franco procurava. Ela falava, queria mostrar tudo com mais clareza, queria agir contra a desigualdade e violência, muitos de seus projetos de lei possuíam conexão com questões ligadas aos direitos das mulheres, principalmente nas favelas. Tudo isso, além de falar sobre atos ilegais na intervenção militar no Rio de Janeiro. Calaram Marielle… por quê? Por qual razão você deveria se preocupar com isso?

Talvez você não tenha que se preocupar com algumas coisas que outras pessoas se preocupam. Isso é natural, muitas vezes só abrimos os olhos para algumas questões depois que elas passam a fazer parte diretamente da nossa vida. Não precisa ser assim. Pare um pouco e observe. Não é só porque algo não lhe atinge de forma “direta”, que você deva negligenciá-lo.

O que ocorreu só reforça ainda mais o poder de uma voz que pode ser extremamente poderosa quando outras se juntam à ela. Empoderamento não tem a ver só com si mesma, desculpa, mas é a verdade. Se tivéssemos que trabalhar certas coisas só em nós mesmas, os problemas seriam particulares de cada uma. Não funciona assim. Não é só sobre nosso mundo, sobre política, é algo MUITO maior.

O silêncio de sua voz, que agora ganha vida por quem a apoiava e pessoas que passaram a falar sobre sua vida e morte, foi resultado de indivíduos que silenciam suas ameaças em potencial para continuarem ou chegarem onde querem. Até quando vai ser assim?

Marielle? Presente!

Imagem de capa: Divulgação


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more