Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

A verdade é que muita gente já esteve na mesma situação que você. Ele era engraçado, divertido, a pessoa com quem você sentia prazer em estar. A convivência era agradável e a cada encontro sentia a conexão aumentar. O sexo era incrível e vocês possuíam uma sintonia rara e difícil de encontrar.

A cada encontro se intensificava a perspectiva de estar junto dele novamente, ele era aquele cara compreensivo cheio de palavras amigas, um olhar que transmitia sinceridade e você imaginou ser capaz de ler todos os sinais.

E o que mudou?

Em certo ponto os encontros foram mudando e as atitudes dele também. Até que você se viu questionando: em que ponto tudo desandou? Será que sempre esteve tudo distorcido e você não foi capaz de notar? Será que não foi só fruto da sua imaginação?

A mente nos prega peças, se apaixonar tem dessas coisas, enxergamos o que queremos e não o que precisamos.

Essa mudança repentina de atitude é você enxergando a verdade que se encontrava encoberta, invisível de baixo de tanto sentimento, nos tornando incapazes de perceber que o príncipe encantado nunca foi príncipe.

E quando  você começa de fato a ver, percebe que não tem mais nada do que admirava naquela relação, essa sensação é sufocante. Quem foi que colocou aquele ser desconhecido no lugar da pessoa amada?

Eu me vi exatamente nessa situação e enxergar tudo isso foi um choque de 200 volts intenso e doloroso. Cheguei ao ponto de não ver mais o respeito, princípio básico de toda relação, algo que sempre foi prioridade na minha vida, por vezes me perguntei em como fui me anular dessa forma, eu que sempre levantei a bandeira do amor próprio.

Mas a parte boa é que me surpreendi com as respostas que encontrei e vim compartilhar com vocês caso tenham as mesmas perguntas.

Você deve estar se perguntando onde está o problema?

O problema amiga leitora nunca esteve em você (sei que essa frase é clichê rsrs), mas a verdade às vezes é óbvia, porém difícil de entender. Na maioria dos casos não adianta insistir, não vai adiantar você mostrar o quanto é especial e nem achar que um dia ele vai notar o que até agora depois de meses da sua companhia foi incapaz de perceber.

Por medo da solidão talvez você pense em ficar no desconforto dessa relação, mas eu vim aqui te falar que ela pode se tornar acolhedora e uma grande amiga. Ela vai te presentear com autoconhecimento, esse é imprescindível na relação mais importante da sua vida, aquela que você precisa ter consigo mesma.

amor-proprio

E uma das minhas principais dicas é…

Se não te faz feliz, está na hora de rever o que te faz permanecer dentro dessa relação. Seja ela um namoro, um rolo indefinido ou o que for. Se não te faz bem não tem porque continuar.

Não adianta estar em uma relação pensando no quanto já foi bom ou no quanto poderia ser. Temos que colocar o pé no chão e olhar o que aquela relação representa naquele momento, afinal se ele não quer valorizar o que está diante dele tenho certeza que tem muitas pessoas interessantes que iriam amar estar na sua companhia.

Se no fim desse post, você tiver mais coragem e se empoderar para realizar mudanças, tenha certeza de que fará isso pensando em você!

Imagem: Pexels

@ load more