Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Os nossos horizontes são grandes demais para podermos medi-los. A desconfiança em pensar que seja pequeno é o reflexo da nossa rotina.

Empilhamos relatórios, temos que ter a produtividade diária, batermos metas mensais ou diárias, demonstrar interesse, tudo isso junto e posto na ideia central ser eficiente cansa com certeza, mas enfrentamos desafios por que temos objetivos ao final de um mês ou de um projeto: receber o nosso salário.

Pode parecer pouco, mas é isso que faz a gente somar sonhos e ambições na carreira. O dinheiro faz a gente criar novas forças. Antes de recebê-lo é necessário planejar como iremos investir toda aquela produção em cima de uma conta, de uma venda. Às vezes, fazemos esse planejamento inconscientemente. Não pode, precisamos reservar uma parte para imprevisões, sonhos ou apostas futuras. Pode ser o nosso filho, um novo projeto, um investimento, um idioma, precisamos medir se valerá a pena o resultado previsto.

Aquela ideia que nos tirou o sono do meio da noite ou inspirou o gerente com todo o crédito, nada mais justo que receber o suado salário. Mas você já mediu suas competências com a sua remuneração? Está na hora de expandir o seu trabalho.

Quando você mede onde está e aonde quer chegar dá um passo importante na sua carreira.

Está medindo seu feeling.

Feeling em inglês significa sentindo, sentir. Está sentindo uma situação. Sentir suas competências e habilidades com a produção que gera a uma empresa ou negócio já demonstra uma valorização pessoal e necessária. Está na hora de pedir um aumento, procurar um trabalho extra ou outro que seja mais compatível com sua nova visão.

Não ter medo de impor essa condição com seu novo aperfeiçoamento é garantir que está explorando bem seu feeling. Claro, todo cuidado é pouco. Deve-se negociar. A empresa pode transferi-lo para uma nova função, por mais crédito no seu trabalho. E quando digo crédito, digo confiança, responsabilidade. Mais responsabilidade, maior o salário, maior produção. Isso é flexível conforme for negociado.

Nada de extraordinário ou confuso no entendimento que passar da eficiência no trabalho atual. Não se pode confundir trabalho bem feito com sua antecipação. Os líderes de setor ou chefes de organizações gostam, admiram os profissionais que preveem situações, antecipam-se a vendas, a estratégias benéficas nos seus serviços ou produtos. Isso faz bem a empresa e faz também a você já que usufrui do feeling.

Sentir o que pode ser melhorado em seu trabalho faz toda a diferença. Afinal, quem está se destacando é quem prevê primeiro onde está a oportunidade. Esteja na frente e mostre o seu diferencial.

Não se esqueça de aumentar a sua formação complementar. Ter entendimentos de várias áreas diferentes da sua pode ser uma demonstração de preocupação com tomadas de decisão. Entender um tema, uma situação momentânea profunda faz destacar-se também e a empresa tende a valorizar o profissional que gosta de buscar outras formas de conhecimento.

Todo curso que lhe deixa um pensamento é um aprendizado. Ele valoriza seu currículo e valoriza você. Pense nisso.

Imagem: iStock

@ load more