Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Mônica Martelli e Paulo Gustavo mostraram a que vieram no final de 2018, fechando o ano com o longa Minha vida em Marte.

A história é a continuação do Os homens são de Marte e é pra lá que eu vou (2014), filme em que Fernanda (Martelli) se depara com o grande objetivo social: ter um relacionamento.

Mas peraí…

Será mesmo que a grande realização de alguém é ter outro alguém?

Somos ensinados que não podemos ser sozinhos, que temos que ter alguém, que a vida de solteiro não é tão boa e, por isso, acabamos desvalorizando outros aspectos como a amizade.

Eu quero que você para agora e pense: Em algum momento eu já coloquei um relacionamento amoroso acima da amizade?

É nesse momento que a dupla Fernanda e Aníbal (Paulo Gustavo) vem ilustrar que devemos sair dessa crença social.

Quer saber como mudar seu pensamento? Vamos lá.

O que Minha vida em Marte nos ensina sobre amizades e amores:

minha vida em marte - 2

1. Amizade em primeiro lugar, sempre

Devemos colocar as amizades em primeiro plano tanto quanto os relacionamentos amorosos e não desvalorizá-las quando o grande amor chega.

Quem nunca teve aquele amigo(a) que abandonou por conta de relacionamento?

Uma grande amizade é um tipo de amor que tem muita força e não é porque você não dorme, acorda, divide contas que deve ser considerado de menor importância.

2. A amizade permite sermos a nossa essência pura e sem dedos

Quando estamos apaixonados ou amando, demora um tempo para nos soltarmos por inteiro. De início, apresentamos alguém que chegue próximo aquilo que o companheiro quer (é um processo natural). Só depois vamos nos soltando do personagem e sendo nos mesmos.

Diferente da amizade em que se é aquilo que se é e ponto.

Alguém só fica na nossa vida como amigo se quisermos mesmo pois existem limites que a amizade não nos deixa preso a alguém, diferente das relações amorosas em que acreditamos naquele famoso  que o outro “pode mudar” com o tempo. #NaoNaoMuda

3. A amizade é capaz de nos colocar na linha novamente

Ela é um pilar de sustentação. Só você pensar naquele fim de relacionamento. Quem nos segurou? Quem disse o “Você é melhor que tudo isso”?  Quem foi dar colo durante o luto?

Crianças, não se esqueçam disso…

A amizade verdadeira nos segura, nos coloca novamente na ativa, nos permite ver a vida por outras lentes.

Nos permite ser Fernandas e Anibals: ir a sexshops e rir, viajar e conhecer novas pessoas, ficar com filhos quando preciso… Repensar na vida.

Ter amigos é você ir pra Marte atrás de amor, mas voltar pra sua vida na Terra.

Vale à pena você ir pra Marte? Pode valer… mas lembra que, embora os marcianos possam parecer a melhor escolha, a sua base é na Terra.

Os homens podem ser de Marte, a sua vida pode ser em Marte, mas sua essência está na Terra.

Obrigado Mônica Martelli e Paulo Gustavo.

Embora a vida seja em Marte, a lição pros terráqueos sobre amizade foi de outro mundo.

Imagem: Divulgação / Minha vida em Marte

@ load more