Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Andando pelo Instagram e procurando perfis de nutricionistas (por estar atravessando um período de reeducação alimentar  e querer ficar por dentro das melhores dicas) eu achei o Instagram dela. Seu nome? Mirian Bottan.

Cliquei para ver do que se tratava, de fato, aquele perfil que me foi indicado, e olhem só…

Mirian Bottan: Mais do que um Instagram… Uma inspiração

Como ser sexy com dobrinhas: . 1: pare de achar que dobrinhas te impedem de ser sexy 2: ame e respeite cada micro parte sua 3: sorria sem moderação . BASTA de decidir sozinha na frente do espelho que você não é atraente! A atração acontece por um conjunto de coisas, duvido que vc não conheça aquela pessoa fisicamente linda mas tão grosseira/arrogante/maldosa que acaba ficando feia! E aquela outra não tão dentro dos “padrões” mas que tem “aquela risada”, “aquela voz”, aquele jeitinho que a gente nem sabe explicar mas deixa a gente vidrado? Então! . Tá liberado se permitir ser amada pelo conjunto de tudo que a gente é, inclusive pelo charme que a gente (ainda) nem sabe que tem! Self love is the real sexy, baby! ?✨ . #bulimia #anorexia #ana #mia #dieta #emagrecer #emagrecimento #paleo #jejumintermitente #barrigachapada #corpoperfeito #projetoverao #projetovidão #bodypositive #tgif

Uma publicação compartilhada por Mirian Bottan (@mbottan) em

Encontrei auto-estima, verdade, auto aceitação, beleza e amor próprio. É um perfil que, fugindo da proposta adotada pela maioria dos usuários do aplicativo, não retrata apenas um lindo mar cor-de-rosa adulterados por vários filtros diferentes.

O cantinho de Miriam dentro desse mundo Instamaravilhoso chama atenção pela pouca ou nenhuma) manipulação da realidade na qual ela vive. E nem por isso deixa de ser uma vida real, linda e cheia de charme. Ela posta fotos de si mesma, sem make, sem poses que favorecem, ângulos estudados, nada disso. Justamente para nos mostrar que NINGUÉM É PERFEITO.

Ela é ela o tempo todo

Com tantos subterfúgios, com os quais somos e estamos acostumados e por várias vezes não nos sentimos bem sem, ela consegue se mostrar e deixar claro que segurança, amor próprio e autoconhecimento são imprescindíveis para a felicidade e a paz interior. Mas essas coisas não nascem com a gente. Precisamos construí-las, melhorá-las e aperfeiçoá-las para, enfim, sermos completos.

Deixo claro para todos vocês, que estão lendo esse texto agora, que a vaidade não é um defeito nosso. Não somos menos por querermos nos arrumar, enfeitar, malhar, longe disso e muito longe! Eu amo make, amo me arrumar, e amo fotos bem produzidas. E vocês, provavelmente, também. Isso não é ruim.

O ponto principal desse texto é mostrar que podemos, sim, nos produzirmos porque gostamos. Porém, não podemos usar essas “ajudas” como muletas emocionais. Temos que aceitar a nós mesmos. Ver a beleza até onde ela, a princípio, pareça não estar.

A história por trás de Mirian

Ela, além de ter um perfil em uma rede social, também é jornalista, e tem uma mensagem positiva para nos oferecer. Por volta dos 13 anos, ela começou a sofrer de Bulimia, doença que a acompanhou por cerca de 15 anos.

A maioria das mulheres da nossa sociedade é acometida por um problema que pode ou não, desenvolver-se para uma Bulimia, anorexia ou algo pior. Estamos falando do TRANSTORNO DE IMAGEM, que se trata de reagir a pequenas imperfeições do corpo de forma compulsiva e muito mais exagerada do que o necessário, fazendo com que a pessoa tente QUALQUER COISA  para se livrar do problema que tem. Mesmo que o problema esteja sendo analisado sob uma ótica cruel e exagerada, da nossa parte, vivemos em uma sociedade que cobra perfeição, beleza, maquiagem, comportamento e superficialidades demais. E de uma forma cruel e injusta, inclusive. E quando decidimos não seguir esses padrões, somos consideradas inferiores.  E isso não nos ajuda em nada a lidarmos com nós mesmos.

Exemplo?

Quem não pensa alguns pares de vezes antes de postar uma foto sem maquiagem? Ou com uma roupa de “ficar em casa”?

Bem, todo esse desconforto vem justamente por sermos condicionadas ferozmente a sempre estarmos nos cobrindo ou escondendo. Nem que seja sob maquiagem ou roupas elegantes. Se mostrar de forma natural se tornou tão estranho que passou a ser uma “vergonha”.

Podemos e devemos reparar nesses comportamentos, e tentar mudá-los. Mirian Bottan aparece nesse cenário para nos aquecer com sua naturalidade tão linda. E o mais importante, nos mostrar que a nossa (naturalidade) também é maravilhosa demais, e por isso não devemos colocá-la debaixo dos panos.

Vamos explorá-la!

Imagem: Instagram/@mbottan


Depois de ler esse texto incrível sobre Mirian Bottan e sua ideologia sobre ser quem você é, o que você responderia a essa pergunta de nossa leitora aqui abaixo?

@ load more