Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Sempre me interessei por leituras. Atualmente, a internet oferece artigos de todos os tipos, com dicas fáceis e rápidas. Em 15 linhas de um texto você encontra ótimas informações para sua vida. Isso dispensa investir seu tempo lendo livros de 100, 200, 300 páginas ou indo a um psicólogo para lidar melhor com as frustrações. Com esses conteúdos você pode aprender tudo: desenvolvimento pessoal, comportamento humano, dietas, atividades físicas, saúde, qualidade de vida, relacionamentos, como ser uma mulher poderosa e enfim.. Tudo de fácil compreensão e muito resumido pra você.

Ok, tudo isso somando à correria do dia-a-dia parece ótimo, porém, ainda assim não abro mão dos livros e da psicoterapia. Quero focar meu texto nas dicas rasas sobre relacionamentos que considero clichês e pessimistas.

mulher poderosa

Tradução: essa coisa de amor superficial me deixou louca

O mito da mulher poderosa e o macho alfa

Percebo que muitos textos dão dicas de como conquistar alguém, como esquecer, como fazer sentir saudades, como parecer bem resolvido(a) e etc. Seguindo esses conselhos, as pessoas aprendem, de forma superficial, a enfrentarem suas crises, inseguranças e medos de rejeição — como se houvesse uma receita de bolo que se aplica a todas as circunstâncias e indivíduos.

Se você executa essas dicas por medo de rejeição, pode ser um indício de insegurança para conduzir sua vida à sua maneira. Não se esconda e nem dê tanta importância a essas dicas de blogs — e inclusive ao que estou dizendo, rsrs. Faça as coisas do seu jeito, mesmo que pareça estranho.

A vida não tem receita.

Percebo que muitos textos descrevem experiências e frustrações de quem escreveu, sem base em pesquisas, estudos do comportamento humano, psicologia ou sociologia. São apenas impressões e, na minha opinião, visões negativas dos relacionamentos de quem escreveu (me desculpem pela generalização).

Muitos blogs te ensinam a se tornar uma mulher poderosa, bem resolvida e afetivamente independente para ter sucesso em relacionamentos e afins. Enquanto isso, os homens acreditam que, reproduzindo o padrão de macho alfa e desapegados, conquistarão mais garotas ainda. Isso é assustador.

Não somos robôs, somos gente.

mulher poderosa

Gente acerta, erra, pede desculpa, chora, xinga, briga, magoa e é magoado também. Cada ser humano é único e subjetivo. Quando seguimos receitas, perdemos a oportunidade de sermos nós mesmos, mostrar ao mundo nossa essência e singularidade. A vida é uma só. Aprenda a viver a partir de suas experiências e não perca a chance de deixar a sua marca no mundo quando não estiver mais nele. É assim que você se tornará uma mulher poderosa.

O que deixa o mundo mais bonito são as particularidades de cada habitante deste planeta.

Você já observou como as individualidades dão mais vida aos relacionamentos? As diferentes personalidades, gostos, maneiras de se vestir, modos de conversar, a risada esquisita, o gaguejar de nervosismo, os tiques, as palavras erradas de vez em quando, o tipo físico, etc. Se abrirmos mão de nossas características pessoais, corremos o risco de perdemos nosso ‘verdadeiro eu’ nesse caminho. Imagine um mundo cheio de pessoas uniformizadas, onde ninguém tem a coragem de se vestir como gosta devido o medo de ser rejeitado? É quase isso que acontece quando você abre mão da sua maneira de conduzir sua vida, para seguir “dicas”.

Não precisamos desses rótulos.

Esse conceito de desapego é burrice. Essas dicas nos conduzem a relacionamentos superficiais. O que mais precisamos é de profundidade, entrega, confiança. É deixar cair as máscaras e mostrar nossos medos, fraquezas, nosso lado obscuro e permitir que alguém nos mostre suas fragilidades e defeitos também.

É isso que nos torna seres humanos melhores e mais fortes.

mulher poderosa

É assim que se cresce e se torna uma mulher poderosa. Se alguém não se permite ser profundo, respeite o limite dessa pessoa, mas nunca desista da SUA profundidade. Mergulhe mais fundo no seu mundo interior e busque pessoas dispostas a explorará-lo também. Se quiser dizer “eu te amo”, diga! Se não quiser, não faça! Apenas siga seus instintos e suas vontades. Se alguém não aceitar sua entrega, o problema não é seu.
Seja você! Quem gostar, permanecerá em sua vida. Se alguém não gostar… deixe ir.

Imagem: Denise Silva – Denisenhando


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo sobre como ser uma mulher poderosa, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more