Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O muco cervical não é nojento, muito menos um problema: é uma secreção na natural do corpo que diz muito sobre o seu ciclo menstrual.

Você com certeza já ouviu falar sobre muco cervical. Mas será que você sabe, exatamente, o que ele é e para que serve? Assim como entender tudo sobre o clitóris (tem uma matéria incrível sobre isso clicando aqui), você também precisa entender qual é a desse muco, que é tão comum – e normal – no nosso corpo. Faz parte de entender melhor o funcionamento do nosso corpo como um todo, sabe?

Então, para isso, eu contei com a ajuda da ginecologista e obstetra Dra. Heloisa Brudniewski, que me explicou exatamente qual é a desse muco cervical, e porque é importante entender sobre ele: “Muco cervical é o muco produzido pelas glândulas do colo uterino, decorrente da ação de alguns hormônios em diferentes fases do ciclo”. Ou seja: essa secreção está totalmente ligada ao seu ciclo menstrual e à liberação de hormônios que acontece no seu corpo durante esse período.

[ulp id=”v2eIxIAR3Ob2LsiR”]

Vamos, então, entender direitinho para que serve o muco cervical:

1.Ele aumenta a lubrificação vaginal

No período de ovulação, esse muco cervical tem como objetivo aumentar a lubrificação da vagina, de forma que o transporte do espermatozoide até o óvulo aconteça de forma mais fácil e rápida. Ou seja, ele é um facilitador: ele otimiza o caminho do espermatozoide até o óvulo, facilitando a fecundação.

2.Ele é uma barreira

Fora do período menstrual, quando esse muco também pode aparecer, mas com uma textura diferente, ele serve como uma barreira de proteção para o útero. Isso significa que ele mantém essa região segura, impedindo a ascensão de bactérias.

3.Ele indica o momento exato em que você está ovulando

Durante o ciclo menstrual, essa secreção muda de consistência e cor, de acordo com a quantidade de hormônios que têm no seu sangue e que caracterizam essa fase do mês. “No período ovulatório, ele se torna mais elástico e bem transparente, muito semelhante à clara do ovo. Quando a mulher percebe o muco ela sabe que está no período da ovulação”, explica a Dra. Heloisa.

4.Ele não deixa de aparecer quando você não está menstruada

O muco cervical está sempre presente. A única diferença é que a sua textura varia de acordo com a fase do ciclo menstrual. No começo, logo após a menstruação, ele é bem mais fininho, claro e aparece em pouca quantidade. Durante a ovulação, como a gente comentou nos tópicos acima, ele parece uma clara de ovo. E após o período, ele fica mais consistente e amarelado, por conta da ação da progesterona – o hormônio produzido no ovário e que prepara o corpo da mulher para a gestação e o aleitamento materno.

5.Ele não é sinônimo de fertilidade…

Essa secreção é uma auxiliar do corpo, que lubrifica e facilita algumas ações (como a fecundação), porém, ele não indica se uma mulher é fértil ou não. Seguindo a natureza do corpo feminino, ele diz quando o seu corpo está ovulando e quando você está pronta para engravidar, porém, não indica se os seus óvulos estão saudáveis ou não. Até porque, existem muitas mulheres que nem percebem a presença desse muco, já que está sempre próximo do colo uterino – por isso não vale usar o muco cervical como certeza de fertilidade, ok?

6. …Mas ajuda quem quer engravidar

Apesar desse muco não indicar se você é fértil ou não, ele é importante para quem está tentando engravidar. É uma forma da mulher saber exatamente qual o melhor momento para tentar uma gravidez. “Quando a mulher conhece bem o seu corpo e o sinais que ele apresenta, fica mais fácil entender o momento ideal para engravidar. O muco, quando presente, é um instrumento muito importante para conhecimento do ciclo menstrual. Perceber as suas diferenças ajuda a compreender as diferentes fases do ciclo”.

7.Ele não é corrimento

Ou sinal de doença. “Quando saudável ele naturalmente muda de consistência e varia de branco a transparente. Somente quando ele varia dessas cores e vem junto com outros sintomas como coceira, dor, ardência e outras manifestações da pele e mucosa, que é preciso fazer alguma intervenção”, explica Melissa Setubal, profissional da saúde da mulher e parte do nosso time de Superprofissionais.

8.Não é motivo para usar um protetor de calcinha

Melissa atenta para mais um tema recorrente nesse meio: mulheres que escolhem usar protetores diários por conta desse muco, confundindo-o com um corrimento. Mas isso não é necessário – na verdade, a recomendação é evitar ao máximo usar protetores quando você não está menstruada. “Esses protetores abafam a vulva e a entrada da vagina, o que pode incentivar ou causar infestações por fungos e bactérias de forma crônica”, diz ela.

O que podemos concluir disso tudo é que saber sobre o muco cervical é uma forma de você entender melhor sobre o funcionamento do seu corpo e aprender mais sobre o seu ciclo menstrual. Ele é um instrumento de identificação poderoso para saber exatamente em qual fase do ciclo você está – principalmente se você pretende ser mãe em breve.

É sempre bom lembrar também que se você tem dúvidas sobre o seu ciclo menstrual e sobre o próprio ciclo, fazer visitas regulares ao ginecologista e tirar as suas dúvidas.

Imagem:

@ load more