Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Miley Cyrus passou sua adolescência interpretando Hannah Montana, uma série produzida pela Disney Channel, e sendo pressionada a manter a imagem de sua personagem: uma garota delicada e inocente. Mas, tudo isso mudou em 2014 quando a cantora decidiu “matar” a princesinha da Disney e mostrar seu lado verdadeiro.

“Eu não farei coisas da Hannah Montana. Ela foi assassinada”, disse na época. A garota tímida e delicada realmente morreu e renasceu em uma nova mulher que mudou seu cabelo, estilo, atitudes. Na época, para ela a mudança era necessária, pois Miley queria mostrar ao mundo quem realmente era, aproveitar sua juventude e deixar para trás toda a pressão que sofreu para suprimir seu verdadeiro eu.

No entanto, a partir dessas mudanças, Miley passou a ser notícias por suas novas atitudes como o uso de drogas, shows praticamente sem roupas, novas tatuagens e por declarações e performances polêmicas. Os fãs foram ao delírio. Alguns gostaram dessa nova mulher e outros se alinharam ao discurso midiático e a julgaram.  No entanto, segundo o que demostrava em entrevistas, a mudança era algo interno e que ela precisava exteriorizar.

“Eu sinto que estou me descobrindo a cada dia. As pessoas que me conhecem me veem mudar quase semanalmente. A cada duas semanas estou mudando e apreendendo. Especialmente agora, sinto que estou mais independente”, declarou Miley, em entrevista a Barbara Wlaters, em 2015.

Pois é, Miley é uma mulher destemida e não tem medo de mudar. Prova disso é que, agora, com seu 24 anos, ela decidiu enterrar a garota rebelde e deixar aflorar  uma nova mulher: limpa de drogas, vivendo um relacionamento estável e voltando para o estilo country.

”Gosto de me cercar de pessoas que me querem bem, mais aberta e madura. Então percebi que essas mesmas pessoas não são as que ficam chapadas comigo. Hoje eu estou completamente limpa”, afirmou  em entrevista à revista Billboard.

Suas declarações, que começam a circular nas mídias brasileiras, já levantam comentários cheios de julgamentos como “ela só pode ter algum problema”. “Essa garota não é normal”. “Ela é muito hipócrita”.

Miga, baixa esta arma de julgamento!

A mulher decidiu mudar novamente, mas qual é o problema nisso? Por que a mudança é vista como tanta estranheza? Os comentários sobre Miley mostram mais sobre quem julga do que sobre ela. Mostram medo!

Mudar não é algo simples e nunca foi fácil para muitas pessoas. Temos medo de mudar o trajeto do trabalho, pois podemos chegar atrasados. Temos medo de cortar a cabelo, pois podemos nos arrepender. Temos medo, muito medo do desconhecido. Os julgamentos à cantora só provam o quando as pessoas que julgam, possuem estranheza a mudança.

Miley mudou e provavelmente poderá mudar novamente se assim for conveniente a ela. E isso é algo bem incrível. Só prova que ela não tem medo de buscar quem ela realmente é, buscar o que a faz feliz, passar por fases e aprender com elas.

A nova Miley é uma grande lição para nós. Ninguém nasce completo. A vida é uma eterna busca pelo o que somos de verdade. Se Miley precisou passar para uma fase descontrolada e rebelde para se autoconhecer, não temos nada com isso. Se precisou mudar agora, pois a garota rebelde já não fazia sentindo na sua vida, que bom para ela. Que possamos ser mais como Miley e ter coragem de buscar quem realmente somos.

Imagem: Brian Bowen Smith / Billabord

@ load more