Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Se você quiser viver uma experiência de paz interior, segundo especialistas, você deve abandonar as expectativas, mas aí me pergunto, como viver sem expectativas?! Por mais que estejamos falando de uma pessoa que não se considere ansiosa, é humanamente aceitável que sempre estamos esperando o melhor da vida, assim a vida fica mais colorida. Mas até que ponto essa espera colore realmente a vida ou gera frustração?

Algumas pessoas não se dizem pessimistas e sim realistas, uma vez que negam seu pessimismo, e alegam encararem a vida com realidade, não esperando nada de ninguém, porque assim não se decepcionam. Acreditam firmemente que com isso passam a ter menos chance de sofrer, alegam que deste modo encaram a realidade, mas que realidade é essa de esperar sempre o pior das pessoas?

Quando a realidade foge do que esperamos é automático surgir uma decepção e uma tristeza, mas como se vive sem esperar nada de ninguém, ou as melhores coisas da vida?!

Vivemos numa sociedade que sempre pregou que finais felizes existem, que o príncipe salva a Branca de Neve, que o príncipe salva a Rapunzel e que um príncipe casa com a Cinderela e a transforma numa rainha, entre tantas outras histórias lindas que passamos a infância ouvindo.

Meninas aprendem desde criancinha que só serão felizes se encontrarem um príncipe para salvá-las das suas dores, tristezas e opressões, mas até que ponto precisamos ser salvas?! E como viver precisando ser salva sem criar expectativas?! Ouvir que para sermos felizes não devemos esperar nada, mas vamos falar a verdade na prática isso é impossível.

Como se vive num mundo que não corresponde às nossas expectativas?

Num mundo que têm muito mais não do que sim, e que na maioria das vezes bate muito mais do que acaricia?! Talvez a resposta esteja no equilíbrio, e na capacidade de dar amor aos outros. Quanto mais amor disponibilizamos ao mundo, mais nosso coração fica leve, claro que não é fácil dar amor sem ter nenhuma possibilidade de receber, mas o simples fato de dar esse amor já acrescenta bastante no coração de quem o disponibiliza.

Alguns dizem que mulheres são românticas por natureza, não acredito nisso, acredito que romantismo pode pertencer a qualquer personalidade independentemente do gênero, mas considerando a propensão à maternidade do gênero feminino, temos que ser sinceras e admitirmos que muitas vezes gostamos de cuidar do mundo, tomar conta como se fôssemos mães daqueles que amamos, e é exatamente aí que surge o amor generoso, a grande cura para decepções de expectativas não correspondidas.

Num mundo em que as pessoas estão tão carentes de amor genuíno, muitas vezes daremos muito e receberemos muito pouco.

Mas o que mais importa é a sensação de preenchimento que se apossa de nós ao darmos esse amor. E por isso que tão importante quanto disponibilizá-lo, é reconhecer o que estamos sentindo, qual o tamanho do preenchimento ou do vazio daquele momento.

Devemos ser independentes sim, viver de acordo com a nossa verdade, mas a grande magia está em entendermos que precisamos preencher nossos vazios, e não nos culparmos ou cobrarmos tanto, se você deu amor e não foi correspondida tudo bem, a gente sofre, mas tem um ditado que diz que cada um dá aquilo que tem.

Cada experiência é uma pedrinha na construção das nossas pontes, nossos corações estão dentro de nós para serem preenchidos de amor, e a melhor forma de termos amor é dando amor, por mais que não sejamos correspondidas, a sensação que sentimos ao dar esse amor é reconfortante.

Encarar a vida sem expectativas de dias melhores gera uma vida muito ruim, se realmente aplicarmos isso viraremos todas como zumbis desalentadas que vivem um dia após o outro sem nenhuma esperança de nada.

Faça o melhor e doe a sua luz ao mundo, mas faça por você, tente entregar suas melhores expectativas à luz, e a você mesma, e quanto mais você doar, quanto mais você acreditar na sua capacidade, mais cedo ou mais tarde você acabará recebendo de volta, pode não ser exatamente da pessoa que você esperava, mas a sua recompensa virá.

Todas nós temos o poder de transformar o desalento em esperança, preencher os vácuos que aparecem em nossas vidas, com a certeza da nossa inteireza e da nossa capacidade, só precisamos escolher qual caminho vamos seguir.

Imagem: Unsplash

@ load more