Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Foi ruim, foi uma bagaceira aquela lance errado que te deixou toda machucada, né?! Eu sei que foi. Sei que depois daquilo você passou a conhecer as pessoas com um pé atrás. Sei que depois daquilo nenhum sorriso largo te ganhou fácil mais. Sei que mesmo depois que as feridas cicatrizaram, todas as vezes você achava que elas iriam voltar a sangrar e ao menor sinal de sentimento, você sai pela tangente.

Claro que faz isso e claro que eu não vou te condenar. Nos dias de hoje, se apaixonar, gostar, é um desafio. E quem poderia imaginar que, um dia, amar seria desafiador? Na verdade, eu acho que sempre foi. A diferença é que hoje vivemos em uma geração que de tanto fazer parte de mentiras, tem avesso a patifaria, entende?

É, esse lance de se entregar, se apaixonar, amar, sempre pareceu fácil, mas nunca foi, saca? Não mesmo. Porque amar inclui colocar tudo em uma balança só e compreender que mesmo estando o prato do outro às vezes mais cheio, o seu pode pesar mais. Sabe, eu tô falando que amar exige entender que uma caminhada a dois é um quebra cabeça sem fim, cujo prazer não é vê-lo montado, mas montá-lo em paz, na brisa, na maresia, com prazer.

amar outra vez

Mas estávamos falando da sua decepção, né? Então. Aquilo que te machucou tanto, te feriu tanto, te deixou amarga? Você ficou rancorosa com o mundo? Com as pessoas? Às vezes até com os amigos, né?! Sei lá, é como se a vida não pudesse atravessar aquela linha de superficialidade, não é mesmo?! De repente, parece que todas as pessoas usam máscaras e te olham com os olhos arregalados, mas não te enxergam.

Eu sei que as músicas que acalentavam e alegravam teu peito você nem escuta mais. Evita os lugares que sempre gostou de ir e, às vezes, parece que o dia amanhece preto e branco, né?! Pois é. E quando você sai, faz questão de colorir o mundo ao seu redor, menos seu coração. É como se todos a sua volta pudessem amar e ser feliz, mas se você decidir tentar mais uma vez, você sente o peito espremido. Lembra da última discussão, lembra das lágrima durante a madrugada e sim, parece que a vida vai te engolir.

Mas deixa eu te contar um segredo?

A vida não vai te engolir! Não vai ser aberto, debaixo dos seus pés, um buraco negro te sugando se você escolher amar outra vez.

Eu não vou te prometer que vai dar tudo certo. Não, realmente pode ser que dê tudo errado outra vez e provavelmente é isso que vai acontecer. Só que entenda, por favor, que desistir do amor é dar o prazer pra quem te viu chorando, de ver seu coração ainda machucado. É isso sim. Porque não tem essa de que o tempo cura as feridas. O que cura as feridas são outras histórias, outros amores, outros abraços e até outras feridas se preciso. Aliás, machuque-se de novo, mas não fique parado. Não estacione na sua poça de lágrimas. Prossiga, ainda que venha chorar de novo, não desista de sorrir, não desista de acreditar. Seja teimoso (a) sim. Bata de frente contra todas as circunstâncias e arrisque mais uma vez.

Porque quem decide o ritmo e o ponto de partida da tua felicidade é você, e não o amor que deu errado!

Imagem: Pexels


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more