Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Miga, chegou a hora de parar de falar que você tem um cabelo ruim. Primeiro: o que quer dizer “ter cabelo ruim“, afinal? É porque ele não é liso chapado? Ou porque os cachos são pouco definidos? Mulher, tem dessa não! Hoje vou te mostrar que tudo é uma questão de respeitar, aceitar e assumir suas origens.

Então ó: preparar, apontar e GO!

Não existe cabelo ruim

Veja bem: por muuuuuito tempo, todo cabelo que não era chapadão ou “liso naturalmente” era considerado ruim. Aí, a pessoa, na tentativa de deixá-lo dessa forma, usava alguns shampoos e condicionadores que prometiam cuidar dessa situação.

O problema é que pensa comigo: se seu cabelo é cacheado, BEM encaracoladinho mesmo, e aí você tasca um produto nele que promete alisá-lo, que que acontece? Ele fica pouco definido, né? Os cachos perdem um pouco da forma, porém, não ficam completamente lisos porque nenhum shampoo na face dessa terra dá conta de fazer o que um secador faz, por exemplo.

E outra: quem acredita que secadores e chapinhas são os salvadores da pátria, não se enganem. Já rolou vááááárias vezes comigo, por exemplo, de passar algum deles e sair com o cabelo todo espigado, arrebentado e sem brilho. A real é a seguinte:

Precisamos conhecer as nossas madeixas mais de perto

Bora lá: caso você tenha progressiva há muito tempo e percebe que seu cabelo não se comporta da mesma maneira, não se preocupe. Se você não se lembra da forma original dele, pegue uma foto antiga, vídeos e analise suas madeixas. Daí, quero que você as compare com a seguinte imagem, baseada no Andre Waler System:

cabelo ruim

Imagem via Cabelo Afro

Cabelos lisos

1A – Os fios não possuem ondulação, são bastante fininhos, brilhantes e oleosos.

1B – Os fios também não possuem ondulações, porém, são mais grossos. No geral, ainda mantém o brilho e a oleosidade do tipo 1A.

1C – São fios mais grossos, pesados e densos dessa categoria. Além disso, também tendem a ser oleosos.

Cabelos ondulados

2A – São fios quase lisos, com cachos pouquíssimo definidos. Costumam ser leves e sem muito volume.

2B – Os fios começam a ter ondas mais soltinhas e definidas.

2C – Os cachos aqui já são bem mais intensos e possuem um formato em S perfeito.

Cabelos cacheados

3A – Aqui os fios já possuem cachos mais definidos e soltinhos. As ondulações, aqui, são tão brilhosas e definidinhas que parecem ter sido feitas com um babylizz.

3B – O formato de S dos fios se torna mais estreito e regular. Por isso, a oleosidade da raiz tem dificuldades de chegar até as pontas do cabelo, o que faz com que elas sejam um pouco mais secas que o normal.

3C – As espirais são apertadas, os formatos de S são bem estreitinhos e super definidos, os fios são finos e as pontas, assim como o 3B, tendem a ser mais sequinhas.

Cabelos crespos

4A – Os fios, quando secos, são menos definidos. É como se ele enrolasse em algumas partes e ondulasse em outras. Quando molhado, diferente do 3C, já apresenta cachos. Também tende a ser mais sequinho nas pontas.

4B – Os cachos aqui são bem enroladinhos, quase em forma de zigue zague. Assim, quando secos, não conseguimos ver suas ondulações direito de tão estreitas. Aqui os fios são bem finos e podem se quebrar facilmente.

4C – Aqui os fios têm formato de molas mais apertadinhas que vão se estreitando ainda mais perto da raiz quando secos. Além disso, podem ser porosos, finos e, por causa disso, mais quebradiços.

Pronto!

Ok, agora você percebe que não tem dessa de cabelo ruim, mas sim tipos diferentes de madeixas, né? Beleza! Chegou a hora, então, de saber se comunicar com seus fios e saber do que eles precisam. Para isso, um teste MUITO massa é o de porosidade.

Funciona assim: coloque seu cabelo em um recipiente transparente com água e observe seu comportamento.

cabelo ruim

Imagem via #todecacho

Como a própria imagem explica, estude o comportamento dos seus fios e, a partir destes, monte o que chamamos de Cronograma Capilar.

E por que fazer isso, gente?

É simples. Pensa comigo: nosso cabelo, assim como todo o corpo, sofre influências externas. Logo, ele se modifica com facilidade. Ele pode ora ter menos brilho, menos maciez ou ficar mais fraquinho. Principalmente quando passamos por mudanças bruscas como um período na praia, aulas de natação, tempo muito seco e por aí vai.

Sendo assim, o que falta na gente é saber conversar com essas madeixas e saber do que elas estão precisando no momento. Ninguém fala que tem “o corpo ruim” porque descobriu que está com deficiência de alguma vitamina, certo? Então por que diabos achamos que realmente existe um tipo de cabelo ruim? Louco demais isso, né não?

O que precisamos fazer é parar de forçar nossos feios a serem aquilo que eles não são. Um cabelo crespo pode ficar tão brilhantes, forte e hidratado quanto um desses lisinhos de propaganda de shampoo. Basta cuidar dele direitinho. E é isso que vou te ensinar a fazer AGORA:

Montando um cronograma capilar

Com base na resposta do seu fio ao teste de porosidade, chegou a hora de fazer seu cabelo ganhar vida de novo. Para isso, bora montar um cronograma capilar. A gente aqui do Superela já fez um puta textão completo sobre o assunto, daí, para não repetir o assunto e deixar esse post maior ainda, vou colocar o link aqui. É só ir lá e montar o seu! Sem neuras nem mistérios!

Por fim, diquinhas extras para quem ainda acha que sofre desse mito de ‘cabelo ruim’!

Como eu sou uma FOFA, vou deixar aqui algumas dicas extras para algumas perguntas que eu tenho CERTEZA que vocês farão depois de lerem esse textinho aqui. No mais, se eu me esquecer de algum tema, é só comentar aqui que a gente dá um jeito rapidinho, beleza? Então bora lá:

Para quem quer usar produtos naturais, simples ou baratos:

5 produtos de cabelo baratinhos para você investir já!

Para quem precisa de uma dose de autoestima:

Como superei um corte de cabelo desastroso e fiz a transição capilar

O cabelo ideal é aquele que você ama usar

4 preconceitos que me livrei ao raspar o cabelo

Cabelo crespo: descontrolado, com volume e com frizz – ainda bem!

10 ideias machistas que eu superei quando cortei o cabelo curto

Para quem precisa de dicas práticas:

20 dicas infalíveis para você deixar seu cabelo incrível

4 métodos caseiros para salvar os cabelos danificados

Meninas gordinhas podem SIM ter cabelo curto

12 mulheres incríveis de cabelo crespo ou cacheado para seguir no Instagram

Lisa, ondulada, cacheada ou crespa? Saiba qual seu tipo de cabelo e como cuidar!

Como pintar o cabelo crespo e cacheado sem danificar o fio

3 produtos testados (e aprovados!) para ter cabelos longos

10 alimentos funcionais para manter a pele e cabelos lindos 

E até a próxima!

Imagem: Pexels


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more