Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O amor nunca esteve tão banalizado como agora. Chegamos a um ponto em que não sabemos mais amar e ser amados. Não é à toa que muitas vezes corremos atrás de quem nos despreza e não gostamos de quem consegue nos dar o devido valor e disposição para fazer de tudo por nós.

Isso acontece porque estamos mal acostumados. O significado de amor foi distorcido e sentimentos de posse e desrespeito cada vez mais romantizados. As referências que nós temos de amor há muito tempo não se tratam realmente de amor, e isso nos deixa um pouco confusos.

Quem diz que as pessoas gostam daquilo que elas não podem ter está totalmente equivocado.

Quem em sã consciência vai querer lutar em uma batalha que sabe desde o início que vai perder? A verdade é que muitos de nós nem sabemos, de fato, como é sermos amados. Aí, quando encontramos alguém que nos ama, achamos estranho, fácil demais e que assim não tem graça. Afinal, nos foi ensinado que amor tem que ser difícil, tem que causar dor, tem que ter ciúmes, brigas, etc.

E quando é o inverso, quando somos nós que gostamos de alguma pessoa, também achamos que é normal ter que correr atrás dela. Ter que batalhar por aquele amor incansavelmente mesmo quando a pessoa não retribui nada do que damos a ela. É normal, afinal isso é o amor, não é? Errado!

O amor é pra ser fácil, é pra ser gostoso. Não estou falando para as pessoas desistirem do amor na primeira dificuldade que encontrarem, mas acho importante que todos nós saibamos identificar o que realmente é o amor. Geralmente desistimos na primeira dificuldade daqueles que tinham mais potencial para serem, de fato, amor, e insistimos nas relações abusivas que vão nos encher de traumas e fazer com que saiamos por aí repetindo os mesmos erros com outras pessoas (até que aprendamos).

Saia desse ciclo! Reeduque o seu coração para amar quem te ama.

não gostamos

Eu sei que no começo vai ser difícil. Você não vai sentir toda aquela adrenalina, não vai chorar de raiva, não vai ter toda a emoção de todas daquelas brigas, não vai ter aquele ciúme doentio, não vai ter insegurança e você vai achar que isso não é amor, que está morno demais, e vai querer pular do barco. Porém, você pode, aos pouquinhos, ir lembrando o seu coração como é bom ser bem cuidado, tratado com amor, e como é boa a sensação da reciprocidade.

Não vai ser fácil, uma vez que te ensinaram a se acomodar e a se acostumar com relacionamentos abusivos. Por mais que você saiba que isso te faz mal, é como uma droga, cada vez você quer mais daquilo. Cada vez você se sente mais dependente daquela pessoa que não te dá o mínimo do que um relacionamento saudável tem que ter. Consequentemente, os seus relacionamentos são sempre muito parecidos e você não entende o porquê.

É porque está tudo invertido. É porque quando você se sujeita a ser maltratado de alguma forma por alguém, você está deixando de amar a si mesmo, e é impossível amar outra pessoa sem se amar primeiro, afinal, você mal sabe o que é amor. Meio clichê, não é mesmo? Mas que tal parar de ver isso como uma frase clichê e tentar encontrar um sentido nisso?

Olha, tudo começa com uma dose de amor próprio, viu?

Quando você se amar, você não vai se permitir sofrer, não vai se permitir ser humilhado ou ignorado por alguém e continuar ali. Então, aos poucos e com paciência, você vai aprendendo que amor na verdade era quando aquela pessoa que você dispensou tentava te fazer sorrir toda vez que você estava triste, toda vez que ela lembrou de você e te trouxe aquele presentinho simples, mas repleto de carinho.

Amor foi toda vez que você precisou e a pessoa prontamente esteve ali, toda vez em que mesmo cansada depois de um dia estressante de trabalho a pessoa ainda assim queria te ver, nem que fosse para passar vinte minutinhos ao seu lado. Foi quando ela não se importou se você não tinha um puto para ir jantar em um restaurante caro, uma lasanha pronta e um suco de caixinha já faria ela muito feliz porque ela teria o prazer da tua companhia. Era amor quando ela não ligava pra sua barriguinha de chopp que tanto te incomodava. Na verdade, ela adorava. Quando ela te incentivava a crescer e ficava feliz com as suas conquistas. Foi amor quando a pessoa decidiu aceitar os seus defeitos e reconhecer as suas qualidades…

Foi amor, mas assim como você, uma hora a pessoa se toca que antes de ter o amor de outra pessoa ela precisa ter amor por ela mesma, e se retira.

E quando você se der conta de que deixou escapar uma grande oportunidade de ser amado, a pessoa já vai estar amando e sendo muito amada por alguém que se livrou do círculo de relacionamentos abusivos e aprendeu a entrar no circulo do amor.

À você, fica uma oportunidade de refletir e aprender com isso um pouquinho sobre o que é o amor. Não importa o quanto você já errou, afinal estamos todos meio perdidos mesmo, o importante é saber que nunca é tarde pra aprender a amar, mas quanto antes, melhor pra você.

Imagem: Pexels


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more