Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

É fácil olhar pra vida do outro através das redes sociais e achar que não existem problemas por trás das publicações, a vida real vai muito além do que é publicado.

As vezes sem perceber cometemos o erro de comparar a nossa vida com a vida do outro, criando uma ilusão que não acrescenta e nem atrai boas energias pra nós mesmos. Cada pessoa tem seu ritmo e tempo para conquistar algo, cada coisa acontece em momentos diferentes para pessoas diferentes.

O ato de se comparar gera frustração e desgaste emocional que não vai mudar a nossa situação atual, tanto ouvimos falar sobre gratidão e pouco temos o hábito de agradecer ao que já temos e ao que conquistamos, temos a forte tendência de querer sempre mais e muitas vezes deixamos de olhar para todo o caminho que traçamos até chegar aonde estamos hoje.

Quando passamos muito tempo observando a vida de outras pessoas, deixamos de lado nós mesmos, deixamos escapar momentos únicos, oportunidades, detalhes importantes do nosso dia que deveriam ser valorizados, e não observamos o quanto somos abençoados pelo que já temos. Ninguém posta nas redes sociais, os boletos que precisam ser pagos, as discussões familiares, as carências, os medos, as angustias que giram em torno da vida normal de cada ser humano, afinal de contas somos imperfeitos e se comparar com a parte bonita postada da vida de alguém não faz sentido e não chega a lugar algum.

O mais importante disso tudo é respeitar nossos limites, as nossas diferenças e entender que sempre haverá alguém com mais dinheiro, com mais oportunidades, mais alto, mais magro e que tudo bem, porque ninguém é igual a ninguém e isso não nos coloca em uma posição inferior, pois a única pessoa que devemos de fato nos comparar é a nós mesmos, a nossa evolução entre ontem e hoje.

Vivemos conectados!

Todos os dias assistimos a vida de pessoas do mundo todo, em situações diferente das nossas. A partir do momento que comparamos nosso corpo, nosso estilo de vida, nossa situação financeira, nossa idade ou qualquer outro comparativo, criamos uma frustração e um desconforto tão grande que pode ter consequências graves pra nossa saúde física e emocional.

Essas consequências podem gerar ansiedade, nos envolvendo em algo que queremos alcançar pelo simples fato de alguém já ter alcançado e não porque realmente esse objetivo nos fará feliz. Podemos nos tornar pessoas sem personalidade, que deseja algo que não faz parte da própria essência, somente pra agradar a sociedade ou conseguir mais seguidores, mais atenção ou até mesmo pra aumentar o próprio ego.

Somos todos diferentes e todos temos nossas qualidades e pontos a melhorar, precisamos criar a consciência de que a comparação não tem finalidade positiva, devemos utilizar nosso tempo pra nos inspirarmos nas pessoas e não nos compararmos a elas, pois temos o nosso próprio ritmo e a partir do momento que nos inspiramos, nos condicionamos a admirar, sem inveja ou frustração.

Se analise diariamente, observe quanto tempo você perde se comparando ao invés de tirar um tempo pra si, sobre o que realmente te faz feliz, seus hobbies, seus sonhos e mude esse foco.

Utilize seu tempo pra se autoconhecer, refletir sobre suas próprias conquistas, suas qualidades, suas atitudes e acreditar mais em si mesmo, comece a olhar mais pra dentro de si e menos para o outro. Você só poderá conquistar o que merece a partir do momento aprender a agradecer ao que já tem.

Imagem: ISO

@ load more