Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Não é de hoje que as mulheres estão cada vez mais ganhando espaço em todos os segmentos da sociedadeinclusive no mundo corporativo. Essa é uma luta que já acontece há muito tempo, e ganhou ainda mais forças na última década.   

Segundo dados publicados pelo Sebrae, entre 2005 e 2015 houve um aumento de 15% no total de mulheres investindo em novos negócios, número que representa 8 milhões de empreendedoras. Isso mostra que o mercado está começando a se moldar considerando a grande quantidade de mulheres que têm seus próprios negócios. 

A vez das investidoras 

Além de investir em novos negócios, as mulheres também estão entrando de cabeça em todas as outras modalidades de investimento. De acordo com a B3, empresa responsável pela Bolsa de Valores no Brasil, este tipo de investimento conta com pouco mais de 880 mil investidores, sendo que destes, cerca de 21% são mulheres. É um número bastante expressivo, sobretudo se considerados os índices anteriores. 

Ainda segundo os dados, em 2002 as investidoras representavam apenas 17,6%. Hoje, esse número subiu para 21%, o que mostra que em 17 anos, houve um aumento de mais de 3% no número de mulheres apostando no investimento nacional.  

Com relação ao tesouro direto, as investidoras correspondem a cerca de 30%. Mas existe ainda uma série de outros investimentos dos mais diversos que podem ser explorados. O investimento em startups, que é um investimento de risco, é um deles.

Investindo em startups 

Falando em startups, as mulheres já demonstram grande participação neste tipo de investimento. Breve levantamento feito nas redes sociais da Organismo Brasil mostra o interesse das mulheres pelo setor.

Ao todo, elas representam metade do público interessado pelos conteúdos da empresa, que são voltados principalmente à investimentos em startups via equity crowdfunding 

Hoje, investir em startups é uma das melhores formas de aplicar o seu dinheiro. Apostar em empresas que têm um grande potencial de crescimento, além de oferecer as melhores vantagens financeiras, ainda permite que você se torne colaborador da mudança do país. E as mulheres já estão enxergando o potencial nessa modalidade.  

Segundo Tiago Tozzi, CEO da Organismo Brasil, investir em startups é investir no futuro. Por isso ele acredita que todas as pessoas devem estar inseridas nesse mercado e investindo em startups, tanto homens quanto mulheres.  

“Acredito firmemente que as startups já estão fazendo a diferença em nosso país, e as perspectivas futuras são maravilhosas. Existem muitos projetos fantásticos, desenvolvidos por profissionais extremamente qualificados, que estão em processo de desenvolvimento. Nossa missão é engajar o máximo de pessoas neste movimento, seja homens, mulheres, jovens, velhos. Enfim, todos os públicos!” 

CEO da empresa ainda acrescenta:

“Falando especificamente das mulheres, sempre tive mulheres maravilhosas ao meu lado, que me educaram, me apoiaram e ainda me apoiam em todo trabalho, sem elas não seria possível que esse projeto estivesse em pé. Além disso, sei da força que elas têm, e por esse motivo fico extremamente feliz em saber que metade das pessoas interessadas em nosso movimento são mulheres.” 

Por conta dos números e do envolvimento cada vez mais assíduo do público feminino com relação aos investimentos e mais especificamente, do interesse por investir em startups, Tozzi reforça que a Organismo Brasil está totalmente preparada com profissionais altamente qualificados, para auxiliar as mulheres, sejam elas investidoras ou empreendedoras.  

“Hoje, o objetivo da Organismo Brasil é ajudar, tanto as empresas como os investidores. Por isso, as mulheres que empreendem e hoje são donas de startups, também podem contar com a gente para ajudar sua empresa a obter patamares maiores! E para as investidoras que se interessam em conhecer novas modalidades de investimentos, essa é uma grande oportunidade”, diz.  

Imagem: Unsplash

@ load more