Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Sábado à noite, jantar pizza, risos espontâneos e intensos.

O caminho para casa é escuro, quente e apertado. Seguindo o fluxo do movimento grito ao me aproximar: – Espere por mimmm! Estou chegando! Ufa! Deu tempo! Consegui entrar.

O barulho deu lugar ao silêncio, um pulsar de fundo ajuda a adormecer. Pela manhã, acordo com vozes. Um diálogo entre um casal, talheres que batem em pratos e copos que pousam sobre a mesa.

Ahhh! Como é delicioso o cheiro do café que sobe e me abre o apetite.

Hora de acordar!

A cada espreguiçada tenho a impressão que cresço alguns centímetros. Alongamento, uma ótima atividade para realizar; pouco impacto e muitos bons resultados.

O restante do dia foi tranquilo. Domingos são feitos para preguiçar, ver filme e não pensar em nada que possa trazer preocupação.

O último inquilino deu uma bagunçada na casa. Sente-se uma pressão inexplicável através das paredes rosadas. Deve ser problema de encanamento, penso eu; com o tempo descubro que era estrutural. Longa história, depois retorno no assunto.

Decoração um pouco demodê, mas como dizem: “rosa combina com menina”.

Os dias da semana são puxados, muito trabalho, pouco tempo para aproveitar a vida e notar as transformações que ela gera.

Talvez seja melhor assim, muito pensar gera ansiedade e angústia em relação ao futuro. A ignorância pode ser uma benção em muitos casos e no momento, tudo é muito pequeno para ser notado como um problema. Melhor seguir em frente e focar no que é urgente.

Finalmente um feriado; um passeio, uma visita a uma amiga, em verdade uma ex-aluna que virou grande amiga e uma proposta de mudança para um novo lar, um maior. A decisão de mudança implica em engajamento, só não é um projeto viável e certamente não temos ainda um companheiro a altura desta aventura. Quem sabe mais para a frente!

Mas hoje não é dia para se lamentar pelo que não se tem e sim agradecer a tudo que se ganha sem nem merecer ou pedir.

Altos e baixos são os prédios da cidade vistos pela janela e também os sentimentos dos que habitam neles. Oscilações mais intensas que os produzidos pelos hormônios femininos em período de TPM. Que exemplo bobo, mulheres não assumem ter e homens acusam elas de as terem 30 dias por mês.

Isso me lembra que cada um vê a vida sob uma perspectiva.

A vizinha de parede “chora”, seu marido também. Um de alegria, outro de tristeza; amar não significa concordar.

Outro dia, um almoço num lugar singelo para matar a saudade e contar uma novidade. Dentro de uma caixa, tinha uma surpresa, um balão estoura, confetes voam. Não é carnaval, estamos mais para São João, na hora não existe fogueira nem quentão, mas o corpo esquenta de emoção. Um abraço apertado, com cuidado encerra a comemoração.

Felicidade não tem dia marcado para acontecer. Um telefonema e um convite deveria ser motivo suficiente para uma grande festa. Mas nem todos pensam assim; alguns não gostam do improviso e perdem a oportunidade de comemorar a beleza da vida.

Retomando, lembra do problema estrutural da casa?! Eles continuaram por meses. Com tanta tarefa é quase impossível identificar as causas das dificuldades. Elas estão ali, incomodando diariamente, mas ainda assim, talvez por defesa, medo ou pura irresponsabilidade não tomamos nenhuma atitude para solucionar as complicações aparentes.

Eis que surge alguém, um profissional, que numa inspeção de rotina dá um chacoalhão e o ultimato: Ou você coloca uma barreira de contenção ou sua casa vai cair! Quer ficar na rua menina?!

Depois que o susto passa só vemos cifrões. E este foi só o começo da abertura da carteira, depois veio o cofre e por fim a conta bancária. Ulala! Como é oneroso cuidar!

Tudo vale a pena! Meses de trabalho e preparação e até com decoração renovada, a casa está preparada para ser reinaugurada com novos e antigos familiares.

Foram meses de aflição devido a duas tentativas de evacuação do imóvel. Novamente, agradece-se aos peritos que sabiamente contornaram os atritos, usaram de artimanhas e trouxeram harmonia onde existia somente dor.

O casal de vizinhos seguiram brigando e se amando. Percebe-se que a jovem, insegura, só precisa ser confortada, mas o rapaz, perdido em seus sentimentos, só oferece silêncio. Onde não existe diálogo existe explosão, confusão. Nem terapia dá jeito quando não há empatia, respeito e consideração. Companheiros de cama sem intimidade, com um destino traçado por toda a eternidade.

Música, ah a música! Melodias que inspiram a alma e fazem os dias serem inspiradores. Uma ligação intensa me acompanha, desde muito pequena com esta arte. Ainda sou jovem, tenho tempo e ele dirá se um dia ei de deixar de ser uma apreciadora para ser uma autora de novos sucessos.

Música acalma, música traz satisfação, prazer. Posteriormente, soube que meu pai gostava de cantar para mim, embora não tivesse boa afinação ou voz. Aparentemente, ele pegou o hábito ao cuidar da minha meia irmã.

Não gosto desta expressão; não existe meia família, existe família!

Não é porque a sociedade aceita novas configurações familiares que a interação entre os membros passa a ser parcial. Uma pena que nem todos concordem com o meu ponto de vista. Muito cedo, meus pais se separaram e nesta cisão perdi contato com vários que tentando ser neutros escolheram um lado que certamente não foi o meu.

Triste! Ninguém nunca se acostuma com o abandono. Graças a Deus que tenho avós e um tio que me receberam de braços abertos. Mas isso tudo são história do futuro, antes quero contar sobre o grande dia!

Véspera de carnaval e eu preparada para os holofotes. Todos aguardavam minha aparição cheios de emoção. Ao meio dia e doze eu mostrei minha cara, estava vermelha, mas não envergonhada. Número cabalístico, gosto da ideia de histórias para contar, já ouviu a sobre meu nome?! Essa definitivamente tenho que revelar!!! Rsrs

Esperava talvez mais do grande dia, mas não foi nada de sensacional, disseram que seria um espetáculo, no final foi somente muita gente desconhecida querendo me apalpar e eu cansada só queria sossego para me alimentar.

Flash!!! Sorria para as fotos. No final ganhei vários apelidos: Raio de Sol, Sorriso, Simpatia…

É bom ser admirada; melhor ainda seria não ser somente bonita e sim amada. Porém, como dizem: só dão aquilo que tem; melhor aceitar a realidade que dói menos.

Alguns vão apenas querer desfilar comigo e mostrar o quanto são “legais”. O tempo revelará a verdade, não tenho porque me preocupar. Aqui se faz, aqui se paga, a justiça também vai ajudar!

Agora está tarde, durmo cedo todos os dias. Tenho meu ritual de comer, banho e cama! Prefiro dormir acompanhada, a meia luz e ouvindo música. Leite ajuda também a encher a barriga e fazer o sono bater mais fácil. Uma oração, graças a Deus pelo dia.

Imagem: Unsplash

@ load more