Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

O filme A Star Is Born foi há algum tempinho atrás, assim como a cerimônia do Oscar, que premiou o filme com algumas estatuetas. Confesso a vocês em segredo que já havia tentado escrever um texto a respeito e não consegui chegar a um final satisfatório, não por não me achar capaz de dar um seguimento que toda a avalanche de sentimentos do filme causa nos telespectadores, mas por parecer que sempre faltava alguma palavra, uma linha a mais, o que tornou o texto um pouco maçante e consequentemente cansativo.

Através do filme A Star Is Born conseguimos ver que mesmo em mundos totalmente distintos e consequentemente distantes as pessoas podem se cruzar, seja em uma avenida, em uma viagem ou em um bar.

Bradley Cooper se mostra impecável como uma estrela em franca decadência pessoal, entregue às drogas e alheio a tudo e a todos, até que encontra Lady Gaga, ainda mais surpreendente, causando arrepios com sua impecável voz em um bar. Dali para frente a vida deixa por se encarregar do seguimento de tudo, ele se apaixona perdidamente por ela e ela no dia a dia e na forma como ele se entrega de corpo e alma para ela, a faz entender que tudo o que ela passou até ali, vida difícil, relações amorosas e abusivas, ficaram no passado.

Ela não é capaz de entender como alguém que estava em um mundo tão diferente do dela se mostra capaz de amar ela perdidamente e ver até nos seus defeitos motivos para amá-la ainda mais, além é claro, de tudo que ele faz para que ela atinja o sucesso que ela embora nunca tenha imaginado, sempre sonhou, porque se via imponderada e capaz disso.

Em determinado momento do filme, vemos que embora amasse ela, o fantasma dos vícios o perseguia, ainda mais vendo que o sucesso que ela estava obtendo, estava afastando-a dele, nesse momento, ele já sequer fazia shows.

Ao se ver próximo de perder tudo o que mais amava no mundo, Bradley Cooper se interna para ficar “limpo”, pois não via outra forma, vez que não mais se envergonhava de si mesmo, mas envergonhava as pessoas que ao seu redor estavam.

No derradeiro fim, vemos um Bradley Cooper “curado”, firme e forte ao lado de Lady Gaga, querendo dar sequência a vida e tudo que pertencia a ambos (nesse momento Lady Gaga quer levar ele novamente aos palcos, junto dela, da mesma forma que ele fez quando levou-a ao palco, apresentando ela ao mundo).

Abrindo mão de uma turnê que seria o auge da carreira dela, ela fica ao lado dele, demonstrando mais uma vez, que embora não sempre em concordância, nem sempre seguindo o mesmo caminho e tendo os mesmos princípios e ideais, somos capazes de abrirmos mão de coisas importantes para nós para ficarmos com quem amamos.

Finalmente, ele abre mão da própria vida para que ela fosse em frente e ele não mais a prejudicasse, demonstrando talvez não o maior ato de coragem ou amor, mas sim mostrando não ter mais força para suportar bombardeios de tudo que é lado.

Embora o fim trágico, o que devemos tirar de todo a trama é que um amor, tão intenso e verdadeiro como o deles, não restringe a faixa etária, a classes sociais ou qualquer tipo de rótulos que são atribuídos hoje em dia, mas sim que pra vivermos algo assim ou ainda maior, só precisamos estar dispostos, de coração e mente aberta, não esquecendo do principal, que é o respeito por quem está do seu lado, entendendo que o amor é uma via de mão dupla e que muitas vezes teremos que abrir mão de coisas que gostamos para que possamos ver a pessoa que caminha ao nosso lado feliz.

O amor é amor, e só se torna essência quando é vivido intensamente e sem medo do dia de amanhã.

Imagem: Walker Cates

@ load more