Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Porra garota, muda! É isso mesmo que eu iria dizer à mim se houvesse a possibilidade de voltar no passado. Que fosse apenas dois minutos, eu gostaria de dizer aquela menina sonhadora, cheia de medos e preconceitos, que se abrisse mais para a vida. Eu diria para aquela pequena sonhadora, que não deixasse com que a maldade dos outros estragasse o brilho de todas as coisas boas em que ainda acreditava.

Diria também, para que não deixasse jamais, que os medos tomassem conta de sua vida. Eu pediria à ela que se esforçasse um pouco mais em enfrentar todos os monstros, porque eles podem crescer. Pediria que tivesse calma e fosse derrotando um a um dos seus medos, pois ela poderia crescer muito com isso e entender muitas coisas da vida.

Eu iria sentar ao lado daquela menina apesar de medrosa, brava, e dizer para ir com calma em relação algumas coisas. Porque é impossível mudar o mundo ou a cabeça das pessoas. Eu pelo menos tentaria fazer ela entender, que não se pode mudar as pessoas, o que elas pensam, mas é possível amá-las e respeitá-las mesmo assim.

Sobre o amor, ah, eu pegaria pela sua mão e caminharia com ela por uma longa estrada. Por pelo menos uns 10 minutos, caminharia sem dizer nada e pediria que olhasse atentamente para todas as pessoas que cruzassem o nosso caminho. Mas olhasse de verdade, com carinho, com atenção. Sobre o amor, eu diria à ela para amar sem limites, mas veja bem, amar, não colecionar histórias que depois não teria prazer em contar.

Ainda sobre o coração…

O que diria para voce mesma - 2

Eu pediria que tivesse mais calma e observasse melhor. Não é preciso se desesperar com tudo. Não há necessidade de respostas imediatas, porque a vida e o amor por si só, já são respostas incríveis. Pediria que se tranquilizasse também, porque àquilo que é nosso, a vida se encarrega de colocar em nosso caminho. Sabe, eu diria aquela guria que se acalmasse, cada um tem um tempo. Cada um tem uma história e é preciso pé no chão para maturidade que se chama amor.

Outra coisa muito importante que eu diria para aquela menina, é que, ela era linda. Ela era perfeita do jeito que era. Diria que não tinha nada de errado com ela e gentilmente pediria que parasse de tentar colocar o almoço pra fora ou ficar uma semana sem comer. Pediria que deixasse de lado, essas mutilações internas na tentativa estupida de emagrecer e se olhasse só um pouquinho no espelho. Pediria que não tivesse medo de colocar um biquíni ou de sorrir para as fotos. Não tivesse medo de soltar os cabelos. Ah, eu diria que não tivesse medo de viver.

Como dizem por ai, “as pessoas não são ruins, ela só estão perdidas”. Deixaria essa frase em um papelzinho para aquela menina cheia de medos, só para que entendesse, que as pessoas as vezes podem ser ruins e maldosas, mas nem por isso você precisa mudar suas cores.

Enfim, a última coisa que eu diria para aquela guria de alguns anos atrás, é que a vida tá passando e mais importante do que colecionar vitórias, é sabermos que somos só um instante. Somos um instante no tempo e quando todas as luzes apagarem, que os aplausos sejam maior do que as vaias. Se tiver vaias, tudo bem também, o importante é não desistir jamais do seu espetáculo chamado: vida!

E por último mesmo, eu deixaria bem claro para essa menina, que existe uma diferença muito grande entre existir e viver, e ainda pediria gentilmente que refletisse sobre isso. Pediria encarecidamente que sonhasse mais e acima de tudo, acreditasse mais em si mesma. Porque aquela menina lá de trás, não sabia a puta a mulher que existia dentro de si.

O que você sabe sobre si? O que existe em você? Quem encontra quando está sozinha? O que diria se pudesse voltar lá trás?

Imagem: Pexels

@ load more