Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quem nunca chegou naquela fase da vida em que não sabe o que fazer? Todo mundo passa por essa fase em algum momento. Isso pode estar relacionado a sua carreira, ao seu relacionamento, a sua vida como um todo. Mas é impossível que alguém não passe por um desafio.

Mesmo que você esteja pensando que as pessoas que tem muito dinheiro não passam por perrengues deste tipo, acredite: ninguém está isento.

Em primeiro lugar, lembre-se que ser humano é também sinônimo de imperfeição. Vivemos cercadas de dúvidas, muitas vezes atormentadas com tantas incertezas. No entanto acredito que isso faz com que o ser humano seja tão belo, pois é justamente nessa bagunça que nos reinventamos, resgatamos nosso melhor e criamos algo extraordinário.

Mas afinal, o que fazer quando você não sabe o que fazer?

1. Você merece mais do que sobreviver!

Esse sentimento de não saber o que fazer normalmente surge quando estamos sobrecarregadas. Muitas decisões por tomar no dia a dia acabam tirando o foco daquilo que realmente é importante.

Nesse sentido comece pensando que você merece mais do que apenas sobreviver. Então pare para analisar sua rotina, seus hábitos e veja se seu piloto automático está ligado.

Faça pequenas pausas e mude pequenos hábitos que a princípio parecem ser simples, mas tem um grande impacto. Por exemplo: quando foi a última vez que andou por seu bairro e reparou o que tem nele?

2. Fique feliz pelo seu fracasso. Você não “tem que” o tempo todo

Sempre ouvi dizer que fracassar é algo ruim. Como se fôssemos obrigadas a ser bem sucedida em tudo. Tem que bater a meta do mês, tem que ter o relacionamento perfeito, tem que estar sempre sorrindo.

Esse mal do “tem que” te afasta da sua autenticidade e te impede de enxergar felicidade até quando as coisas não dão tão certo como gostaria. Isso acontece pois falhar sempre foi visto como se você estivesse atrás na corrida da vida.

Mas viver não é uma maratona e sim uma jornada.

Não tem prêmio para quem chegar primeiro. Então se permita falhar, isso apenas significa que você precisa mudar a maneira como tem feito as coisas.

3. Tenha clareza do que você não quer

Não apenas saber o que você quer, como também é preciso saber o que você não quer. E para isso faça um pequeno exercício:

  • Pegue uma folha de papel e divida em duas colunas
  • Numa escreva “está na hora de deixar ir” e na outra “por que vale a pena manter?”
  • Comece a escrever situações, pessoas, hábitos, coisas de acordo com cada coluna.

É importante que este exercício seja feito a mão (sem uso de um app), é uma maneira de transpor o que passa em sua mente para o papel. Além de ajudar você a se desconectar do mundo digital por uns instantes.

4. Tenha uma conversa honesta consigo mesma

Já que você fez a sua lista do que está na hora de deixar ir, eu espero, é o momento de ter uma conversa honesta com você mesma. Tenho certeza que irá se surpreender.

Se conecte com seus sentimentos e emoções, e veja o que eles te dizem sobre o que precisa ir. Você temo poder de interromper o ciclo que te impede de dar um passo adiante.

O mundo moderno tem roubado de nós esse momento de conexão com nosso verdadeiro eu. Estamos sempre conectadas com tudo o tempo todo e fica difícil escutar o que nossa essência tem a dizer sobre os diversos aspectos de nossa vida.

5. Faça comparações sim, mas apenas se for com você mesma

A gente sempre escuta que se comparar é um péssimo hábito. Mas acredito que isso é porque aprendemos a nos comparar com a pessoa errada. Olhar para fora não vai te ajudar. Cada um tem seu próprio processo, sua jornada nessa vida.

Por isso troque a pessoa com quem se compara e coloque você no lugar. Olhe para quem você era há 3 anos e se pergunte o quanto progrediu de lá para cá.

Quais foram as mudanças significantes dos últimos 6 meses?

Nós estamos em constantes processos de mudança. E é magnífico ver como nosso modo de pensar, agir, se relacionar se transforma. Dê crédito a isso e veja como sua jornada é igualmente bela.

6. Se apaixone pelo processo de viver

Uma vez que se der conta de que viver é essa jornada de aprendizados, mudanças e transformações a ansiedade por não saber o que fazer não tomará conta de sua vida.

Na verdade você pode se divertir, e muito! Aproveite esse momento para se redescobrir. Invista em novas experiências, se conecte com novos assuntos, tente de outras formas.

Use o benefício de se conectar com o mundo e explore o que ele pode te oferecer. Pode ser que nessa busca pelo novo você encontre o que precisava para saber o que fazer com a sua vida.

Considerações finais…

Não saber o que fazer com a sua vida não é tão assustador quanto parece. O processo de mudança é inevitável e se você ainda tem receios de fazer mudanças em sua vida, aí vem o meu ponto de vista sobre isso.

Mudança nada mais é do que a vida dizendo a você que está na hora de fazer algo diferente do que tem feito para que possa progredir.

Então abrace esse momento tão significativo para que possa chegar a mais uma etapa de crescimento em sua vida. Inicialmente pode ser doloroso e difícil. Nem sempre mexer no que parece “funcionar bem” é gostoso. Mas sem dúvida é libertador.

Espero que você tenha recebido insights para que saiba o que fazer quando não sabe o que fazer da vida.

@ load more