Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Minha leitora querida,  já escrevi sobre esse tema, mas acho que falei pouco, pois para consolo de todas, essa é uma aflição que machuca a muitas de nós e infelizmente pode nos apanhar de surpresa e debilitar a coragem a ponto de deixar nossa beleza e amor próprio serem devorados pelo desânimo.

Quer seja por ter sido alvo de uma pedra afiada no peito por traição, por estar temporariamente “de mal” com o espelho, pela falta de propósitos ou pela procura permanente e frustrada de uma paixão.

E para esclarecer que sei o que você está pensando, vê se concorda comigo.

ser bonita - 1

Quando estamos em alguma dessas condições, tem sempre alguém muito bem intencionado que chega para nos consolar e diz:

– Garota sai dessa
– Toma tendência; você é forte.
– Amiga, você ainda é nova; seu príncipe vaaai “aparecer”
– A beleza está dentro de você…

Daí, aquelas falas estrondam como um eco nos seus ouvidos e você muitas vezes movida pela descrença, só pensa:

– É? E cadê a força? Cadê a beleza que eu não estou vendo? Cadê o príncipe?

Pode se animar, eu garanto que tudo que precisa e tem procurado está aí.

E não é à toa que humildemente sou fã de Aristóteles, aquele lá da Grécia mesmo, que nasceu quase quatro séculos antes de Cristo, e já dizia em outras palavras, que não adianta você viver desesperada atrás da felicidade, você tem que praticar e participar do processo.

Em Ética e Nicômaco:

“Você se torna o que é, pelo hábito e pela prática.”

Também aproveitando as palavras de Henry Ford:

“Se você acha que vai conseguir ou se você acha que não vai conseguir, você está sempre certo.”

Então, vamos começar: você tem participado? Tem exercitado a sua felicidade todos os dias? Sempre acha que vai conseguir? Ou só tem procurado pela felicidade no seu passado; na opinião que as pessoas têm de você; na beleza dos outros; na felicidade que imagina e idealiza na vida de seus amigos ou ainda nas coisas que você nem tenta porque tem medo?

Pois é. Às vezes idealizamos coisas e pessoas e nem tudo que parece, corresponde a verdade. E cada um tem seu “modelito” de felicidade. Qual é o seu?

De uma coisa tenha certeza; reclamar, se fazer de vítima e se justificar, só adiam sua vida e definitivamente não te levam a lugar nenhum. Você já percebeu isso. Certo?

Estacionada aí nesse “quadrado” que nem uma estátua, vivendo do passado, cultivando o coração magoado, deixando o ânimo minguadinho, nuuunca vai permitir que vejam sua beleza e muito menos que te amem de verdade.

Antes de dissecar esse assunto, preciso te alertar que mesmo depois de toda nossa conversa, não vai “aparecer” um príncipe. Primeiro porque os príncipes estão em falta e depois porque no dicionário, “aparição” quer dizer “manifestação repentina e sobrenatural de um fantasma ou entidade divina”, e imagino, com todo respeito que não seja exatamente essa sua vontade. Acho que um “par” maravilhoso que te mereça, te respeite e faça feliz, pode sim estar por aí, sem te enxergar, porque você está transparente, ou quem sabe é você que ainda não o viu por não se valorizar o bastante e ou estar fazendo escolhas equivocadas, ou ainda , que você descubra que nem quer nem precisa de “par” nenhum.

Aí pode ser! Na verdade, eu vim aqui mesmo foi para falar de felicidade, alta autoestima, beleza e merecimento, pois quando “exercitamos” essa busca, ela passa a fazer parte de nós e a vida flui.

Você aí minha leitora querida, quantas vezes já se flagrou pensando ou dizendo:

– O que esse gato viu naquela garota sem graça?
– O que ela tem que eu não tenho?
– Por que comigo naaaaada dá certo? Ai… ai… ai…
– E aquelas amigas que escolhem ao invés de serem escolhidas e estão satisfeitas na vida no trabalho e no amor?
– E as que têm relacionamentos harmoniosos, duradouros, enquanto você se acusa e se censura por nunca ter tido ninguém que valesse à pena na sua vida?
– E aquelas que têm coragem de “chutar o balde” no trabalho; raspar a cabeça, pintar os cabelos de azul sem se preocuparem com a opinião dos outros?
– E o monte de conhecidas que já se casaram, já tiveram filhos, já se separaram e se casaram de novo?

Cheeeeega, vamos ao que interessa!

Sabe o que é que “elas” têm? Alta autoestima! São seguras de si e acreditam tão veemente que são “bonitas” e que merecem tudo de bom, que na verdade são atraentes aos olhos dos outros.

ser bonita - 2

Elas se olham no espelho e ficam confortáveis com o que veem. Elas não sentem culpa por se acharem interessantes e desejáveis. Mesmo não sendo o padrão de beleza, “copia e cola” que inventaram por aí, nem ligam para isso. Elas olham para críticas e para os próprios erros e aprendem com eles. Elas aceitam os elogios que recebem, porque acreditam que os elogios verdadeiramente lhes pertencem.

Então, o que faz você ou qualquer mulher parecer muito feia e desinteressante?

  1. Viver agarrada ao passado
  2. Não se aceitar exatamente como é; e só se validar com a opinião dos outros
  3. Cultivar mágoa, raiva ou vontade de vingança
  4. Ter má postura – literal e romanticamente falando
  5. Aceitar sexo ruim e achar que a culpa é sua
  6. Não ter metas e objetivos na vida
  7. Ser desorganizada
  8. Ter medo

IMPORTANTE: Cada item acima tem comentário/sugestão correspondente abaixo.

Use e abuse, pois se você realmente quer, essas sugestões podem te fazer leve, bonita e atraente a seus próprios olhos e a de todos que vão querer estar a seu lado:

O que não te deixa ser bonita nem amada

ser bonita - 3

Ame você mesma!

1. Viver do passado

Já ouviu a expressão: “Larga esse osso”? Então menina laaaarga, desapega! Passado se chama passado, porque já passou. Deixa o passado lá no lugar dele. Enquanto sua vida estiver habitada pelo passado, como é que vai haver espaço para ser  preocupada por qualquer coisa que seja do presente e que te faça melhor?

2. Não se aceitar

Você se aceitar não quer dizer concordar com o que não te agrada. Nada disso!

É se olhar no espelho e reconhecer que aquela é você, e que se algo pode ser melhorado, só você tem essa responsabilidade. A imagem que você enxerga é verdadeiramente a sua. Tenha carinho por ela. Olhou não gostou do que viu? Ainda assim é você. O que só você pode fazer para mudar? Se desvalorizar, falar mal de si própria? De nada adianta. Tome providências!

Se olhou no espelho é queria ver outra pessoa? Definitivamente não dá. Pare de se comparar e faça o mais e melhor que puder por você.

Quer emagrecer? Então tome providências! Quer terminar um relacionamento “vampiro”, que só te esgota, esvazia e faz “aquela pessoa que você vê no espelho” ficar triste e feia? Arranje motivações novas, preencha todo seu tempo com coisas que valham à pena, para se fortalecer. Tome providências!

3. Cultivar raiva

Tá com raiva, inveja, mágoa ou vontade de se vingar? Sabe o que acontece por dentro e por fora do seu corpo?

Por dentro: taquicardia, produção de adrenalina, elevação súbita de pressão no cérebro. Quer dizer, a produção dos hormônios que não são do bem. Aqueles que vão secando o coração até petrificar. Aqueles que minam a energia até te deixar oca.

Por fora: suas pupilas perdem o brilho e sua pele o viço, e como você passa a comer demais para compensar ou de menos para se punir, vai lá no espelho e veja o que você está fazendo com você.

Desse jeito minha querida, quem é que pode ficar bonita?

Raiva? Mágoa? Joga no lixo o que é do lixo, é libertador!

4. Má postura

Você já viu alguém chiquérrimo ou muito feliz, com a coluna emborcada pra frente que nem um ponto de interrogação? Não né?

Sabe por quê? A má postura, a coluna em curva pra frente, atrapalha a respiração, dificulta a circulação do sangue e não permite a produção fluida dos hormônios do bem, das endorfinas (Fonte: Pesquisa Harvard, abril/17 – Revista O Globo, por Thais Botelho).

Daí o círculo vicioso: quem tem má postura não produz os hormônios da felicidade, do prazer e do bem-estar e quem não produz esses neurotransmissores não pode ter alta autoestima e quem não tem alta autoestima não tem boa postura e não produz os hormônios do prazer, da felicidade, do bem estar, e quem… Ai, cansei.

Ah… além do que, má postura, causa problemas sérios na coluna, faz o peito cair, aumenta a barriga, dificulta a respiração, sufoca o diafragma e resumindo faz você ficar feeeeia.

Sugestão? Está sentada agora? Levanta, encaixa o quadril, alinha a coluna, estica o pescoço, levanta o queixo e passa a fazer isso o dia inteiro. Em pé, parada, caminhando, sentada. Quer ser bonita? Faça isso por você!

5. Aceitar sexo ruim

Ihhh! O cara diz: “Isso nunca me aconteceu!” E você tadinha, acredita que foi a primeira vez e logo com você. Então? A culpa é sua.

Ou ele gemeu, teve prazer e muuuito, mas só ele, porque o “moço” lá “empinado” ou a “meio mastro”, tava com pressa como sempre e foi tão rapidinho que não deu tempo de fazer carícias, só uns beijinhos chochos, e uma mãozinha rápida aqui outra ali, e você ficou só na vontade e não sentiu nadinha, nadinha. Quando percebeu estava ele lá grunindo e já tinha acabado.

Já sei. Você de novo acha que a culpa é sua. E quer saber? A culpa nesse caso é sua mesmo.

Mas pelo seu silêncio e passividade e nunca por esses motivos pelos quais você se acusa. E sim, por aceitar que não se preocupem com você e por achar que não merece pessoas maravilhosas a seu lado. Se o cara quer ficar satisfeito, tem que rebolar para descobrir o que te dá prazer também. Oras!

Mas só você pode e deve demonstrar isso. Sexo ruim faz ficar feia sim, por desgosto, por frustração. Sexo é troca. E cadê a troca se só foi bom pra ele? Hein? Cadê?

Se feito mais ou menos, à meia boca, é ruim para o corpo, pra alma e para a autoestima. Mas se recíproco (casual ou decisivo = você é quem escolhe), vai te embelezar, te deixar corada e animadíssima.

ser bonita - 5

Eu não ligo se você não gosta de mim. Eu me amo

6, 7 e 8. Ter objetivos, ser organizada, não ter medo

Você vai entender rapidinho que não juntei os três itens acima para acabar logo com o assunto; de jeito nenhum.  Ao contrário, por mim ficaria aqui horas falando sobre autoestima, até você acreditar que é bonita, desejável e capaz de tomar posse de sua vida.

Juntei medo, objetivos e organização pois um têm tudo a ver com o outro e vice-versa.

Quem não tem objetivos, se desorganiza porque tem medo de assumir riscos, e aí arranja justificativas permanentes para não sair da inércia, e não tomar providências.

As “desculpas” são um jeitinho ineficiente mas confortável de não sair do lugar e se fazer de “vítima” uma forma ilusória de conseguir atenção e aconchego.

Quer continuar aí nesse estágio? Se sim, deleta o texto e continua reclamando, afinal tem tempo! O que é mais um ano na vida de um ser imortal como você? Pode também encher um baú com as desculpas e justificativas antigas e outras novas que você é capaz de inventar se for criativa.

Mas, tenho outra sugestão:

  • Se organize (bolsa, armário, mesa de trabalho, cabeça, vida); tenha agenda di-á-ria com compromissos, metas claras e prazos definidos.
  • Proponha assuntos e motivações novas para sua vida.
  • Faça alguma coisa incrível para sentir orgulho (Eu, vou sentir orgulho se esse texto te tirar da inércia).
  • Tome decisões, revele e assuma seus desejos.

Quer raspar a cabeça? Corre lá no cabeleireiro e raspa (Juliana, CEO do Superela fez isso e ficou mais linda que nunca! Veja aqui), muito mais pela segurança e coragem da atitude, do que pelos cabelos raspados que logo, logo podem ficar  longos de novo se ela quiser. Sabe por quê?Porque os cabelos são dela, e como ela própria disse, um homem que não compactuasse de suas vontades, não estaria a seu lado. Por que a mulher que se acha bonita e desejável, decide, escolhe e assume!

Recado final pra terminar o texto, mas nunca o assunto: enquanto você viver a vida dos outros (amigos, marido, namorado, etc.), bonito vai ser o outro, jamais você! Tenha vida própria. Quem quiser e merecer, que venha fazer parte dela!

E se você nem quiser que alguém faça parte da sua vida nesse momento, a decisão também é sua se esse estágio vai ser de “solidão ou muuuuita liberdade”!

Isso siiiiim vai te fazer linda! Se precisar de mim linda, estou sempre aqui!

Imagem: Pexels


Você já se sentiu assim? Sabemos que muitas mulheres já, que tal conversar sobre isso no clube?

@ load more