Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Oi danadinhas! Hoje o assunto que venho conversar como vocês é sério (não que nossos papos sobre sexo não sejam), mas hoje vim falar sobre câncer de mama.

Com a chegada do Outubro Rosa as propagandas se enchem de campanhas sobre a doença. Mas diferente do que vem sendo abordado por elas, quero contar para vocês o principal aliado nessa causa: o autoconhecimento.

Por muito muito tempo houveram pudores quanto aos toque a si, a siririca é um bom exemplo de tabu quanto ao corpo da mulher.

Porém, é justamente o conhecimento do próprio corpo que traz a autonomia, conhecimento e principalmente torna a mulher capaz de notar as alterações do próprio corpo.

E deixa eu te contar um dado interessante: 80% dos casos de câncer de mama são descobertos pelas próprias mulheres. Tá vendo como eu sei do que estou falando?

Ou seja, ir ao consultório médico é essencial para a saúde de qualquer mulher, correto? Correto.

Porém a rotina de se apalpar e analisar seu corpo também, pois quando nós mulheres nos conhecemos e estamos conectadas ao que somos de fato, as chances de diagnosticar um câncer de mama em estágio inicial são bem maiores.

E caso você ainda não saiba como se faz um autoexame, se prepara aí que que eu te ensino.

Como se tocar da forma correta

A primeira coisa é se posicionar de frente a um espelho e observar seu seios com os braços abaixados. Qual aspecto ele tem?

Apresenta alguma vermelhidão, tem aspecto enrijecido, ou inchado? Não? Então, até agora tudo certo! Faça a mesma análise com as mãos na cintura.

Outra maneira de fazer o autoexame é de pé. Esse é aquele que a gente pode fazer até mesmo durante aquele banho gostoso no final do dia.

É só colocar o braço na parte de trás da cabeça  e com a mão contrária apalpar os seios. Na hora do toque é importante estar atenta aos mesmo sinais: enrijecimento, saliência ou sensação de dureza nos seios. 

E tem maneira certa de tocar viu?

Você deve pressionar suavemente e ir fazendo círculos cada vez menores. Esse movimento deve ir desde a axila até o mamilo. Depois é so trocar de lado e repetir os mesmo movimentos. Ta bom?

E para não ter desculpas, tem ainda o autoexame deitada. De barriga para cima, sinta a sua mama como os mesmo movimentos circulares que eu já ensinei, sempre exercendo uma leve pressão.

Um ponto importante é começar apalpando a metade externa da mama e depois as axilas.

Se conhecer é essencial não apenas para diagnósticos como esse, mas também para que você se torne uma mulher mais plena e feliz.

Sabe por quê?

Quando você tem conhecimento sobre seu corpo, seus relacionamentos são outro, seu sexo é outro e você começa a ter muito mais liberdade para ser quem é. Já foi o tempo em que vivíamos com pudores.

Então mulher, SE TOCA MESMO!

Me despeço por aqui na certeza que a correria dos inúmeros compromissos que assumimos diariamente não abriremos mão do nosso autocarinho, amor próprio, saúde e assim gozar dessa vida cheia de possibilidades, paixões e aventuras.

Um grande beijo e até a próxima!

@ load more