Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Você acha que ser ex-BBB é bagunça? A gente não liga. A gente gosta de se emocionar e torcer para os jogadores como se fossem da nossa família ou amigos de infância. Por mais para alguns o conteúdo do reality show pareça besteira, desde a primeira edição os participantes do BBB têm provocados debates sérios como relacionamentos abusivos, bulimia, assédio e pedofilia.

Seja dentro ou fora das câmeras, existem mulheres que passaram pelo programa e protagonizaram  histórias reais e inspiradoras, que provam que nem sempre assistir ao BBB é uma imensa perda de tempo:

Participantes do BBB inesquecíveis

01. Leka Begiliomini

Na primeira edição do programa, tanto os espectadores quanto os participantes do BBB foram pegos de surpresa com as câmeras ligadas 24 horas por dia. As câmeras no banheiro flagraram inúmeras vezes a empresária Leka forçando o vômito após as refeições. A sister sofria de bulimia e compartilhou parte do drama na casa mais vigiada do Brasil.

Em entrevista ao jornal Extra ela contou que apesar de não se considerar curada, agora tem uma relação mais saudável com o corpo: “Antes, era uma luta. Estou mais magra que no BBB, mas estamos sempre buscando algo que é ideal, o que não é real. O bom da maturidade é saber que a gente vai ficando escravo dessa loucura (como a barriga negativa, por exemplo), e criar a consciência de que aquilo não é para mim”. Mega inspiração, né?

02. Tina

Como esquecer a mulher que inventou a bateção de panela em forma de protesto? Com apenas 22 anos na época do programa, Tina era frequentemente desestabilizada pelos seus colegas de confinamento, que costumavam esconder seus pertences. Em uma das brigas mais hilárias do programa, ela jogou dos armários todas as roupas dos brothers com quem tinha brigado e teve sua mala afundada na piscina.

“Sou explosiva e é preciso ter estômago de barata para aguentar aquilo tudo”, disse a ex-jogadora de futebol em entrevista ao portal EGO. Apesar de só ter ficado duas semanas na segunda edição do BBB, Tina com certeza é uma das participantes mais memoráveis.

03. Sabrina Sato

Quem vê Sabrina Sato vencendo prêmio de melhor apresentadora por um segundo esquece que ela já foi uma das participantes do BBB. Dentro da casa, Sabrina viveu um romance com o vencedor da edição Dhomini, mas foi fora do programa que ela mostrou o verdadeiro talento.

De repórter do Pânico na TV! a apresentadora de seu próprio programa, passando por musa do carnaval de São Paulo e do Rio, a “japa” já tem grandes realizações pessoais para 2018: ela acaba de ficar noiva e pretende ter filhos ainda este ano. Muita sorte e sucesso pro casal <3

04. Grazi Massafera

Em 2005, Grazi Massafera começou o ano em uma casa vigiada 24h por dia. Em 2016, ela foi notada por críticos internacionais ao ser indicada ao Emmy pela performance de Larissa em Verdades Secretas. A quinta edição do programa fez o Brasil parar e com certeza grande parte do sucesso se deve à paranense que soube dominar o jogo sem fofocas ou estratégias.

Treze anos depois da participação no programa, ela começa o ano em cena como a vilã Lívia em O Outro Lado do Paraíso, dando um pisão em quem duvidava de seu talento como atriz, bem no estilo killing with kindness (matando com bondade).

05. Íris Stefanelli

Íris Stefanelli, ou melhor, a Siri, protagonizou um dos triângulos amorosos mais icônicos da história do BBB. O trio formado por ela, “Alemão” e Fani moveu uma torcida forte do público, que ficou arrasado com a saída precoce da ex-sacoleira. Apesar do vencedor da edição ter sido um baita de um embuste, se a gente pensar bem, as loiras deram uma aula de sororidade ao provar que continuam amigas mesmo após os conflitos dentro da casa.

Apesar de não ter conquistado o prêmio, Íris garantiu o emprego dos sonhos na televisão. Depois de passar pelo TV Fama, atualmente ela é apresentadora do programa de pegadinhas “Te Peguei” aos sábados na RedeTV!

06. Fani Pacheco

Fani era chamada pelo apresentador Pedro Bial de “furacão”. A carioca dona do bordão “Uhu, Nova Iguaçu!” segurou as pontas do triângulo com Alemão quando Siri saiu da casa. O sucesso após o reality foi tão grande que ela foi convidada para participar novamente em 2013, e encheu as televisões brasileiras de animação e alto- astral.

Em 2016, Fani passou por uma transformação corporal que a fez descobrir a aceitação do corpo e feminismo. Inspirada pelos debates virtuais de representatividade, no ano passado lançou um canal no Youtube para discutir sobre a nova fase para quebrar “padrões pré-estabelecidos”, e realizou o sonho de ser estudante de medicina.

07. Priscila Pires

Na edição número nove, os participantes do BBB foram surpreendidos com um muro no meio da estúdio. O Lado A ficaria com o luxo e sofisticação da casa enquanto o Lado B ficaria com a “xepa”. Priscila entrou no programa no Lado B, no qual a estratégia era baseada na amizade e foi até a final junto com o casal Max e Francine.

Sorte no jogo, e no amor? A jornalista se separou do primeiro marido em 2015, que entrou com um processo contra ela. Pelo Instagram, ela acusou o pai das crianças de alienação parental e de ameaçá-la. “Quer conhecer seu marido? Separe-se dele”, desabafou. Em um vídeo, ela diz não ser a primeira nem a última mulher vítima do fim de um relacionamento e da síndrome de poder dos homens. “Muitas vezes eles usam da violência sexual, física, psicológica e até patrimonial”, conta Priscila, que no ano passado conseguiu arquivar todas as acusações contra ela e o atual namorado, com quem vive um novo recomeço.

08. Maria Melilo

Em 2011, Maria Melilo conquistou o Brasil e o prêmio de 1,5 milhão de reais do Big Brother Brasil. Dividida entre as capas de revista e programas de TV, a campeã teve de enfrentar uma batalha mais difícil fora das câmeras: um câncer no fígado.

De acordo com a vencedora, o uso de anabolizantes pode ter agravado a doença, por isso ela não recomenda a ninguém o uso da substância. Ela retirou boa parte do órgão após uma cirurgia de 10 horas e atualmente está recuperada. Como toda boa mulher que faz sucesso, Maria afirma que ser independente afastou alguns pretendentes de sua vida. “Isso assusta um pouco os homens”, disse em entrevista ao R7.

09. Ana Paula Renault

Turo Bom?! ☀️🌊🍾 @campobahia_hotel #SantoAndre #reveillonmakeawish

Uma publicação compartilhada por Ana Paula Renault (@anapaularenault) em

Não há dúvidas de que Ana Paula Renault é a participante mais polêmica do BBB. Apesar de ter sido expulsa por uma agressão, a ex-sister protagonizou um conflito com Laércio quando apontou os comportamentos machistas do parceiro de confinamento e o chamou de pedófilo. #LaércioExposedParty!

Se depender de AP, nenhum participante do programa sai ileso. Na edição passada, ela não se calou ao fazer campanha contra Marcos Harter, que mantinha um relacionamento abusivo com a vencedora Emily, e já sobre o BBB18, ela se mostrou atenta aos comentários maldosos da família Lima que têm surgido nas redes sociais.

Imagem de capa: Reprodução/ Fani Pacheco/ Ana Paula Renault/ Íris Stefanelli


Agora que você já relembrou as participantes do BBB mais inesquecíveis, que tal ajudar uma amiga no Clube Superela? Você pode responder a pergunta abaixo ou clicar aqui.

@ load more