Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Mulher, pode ser sincera comigo: você costuma pedir desculpas em situações que, à priori, não são sua culpa? Ou até mesmo quando você sente, lá no fundo, que não está errada DE FORMA alguma (mesmo estando, de vez em quando) só para acabar com a torta de climão?

Pois é, relaxa. Isso é normal. Acontece que, não sei se você percebe, mas vivemos no meio de um tendência estranha que se baseia no “excesso de desculpas”. Especialmente nós, mulheres, que fazemos isso com MUITO mais frequência que os homens (por que será, néam?).

A verdade é que se preocupar com como suas ações afetam os outros não é uma coisa ruim. Longe disso. O problema tá mais é na genuína falta de compreensão sobre o motivo pelo qual você está pedindo  desculpas. Às vezes é apenas um reflexo. Às vezes, não vem de um lugar de preocupação. Às vezes ela só acontece para encerrar uma briga com um namorado abusivo. Às vezes é por medo de ser demitida e, por isso, acaba assumindo erros que não são seus. E por aí vai.

Quando, então, que você NÃO tem que pedir desculpas?

pedir desculpas

Tradução: me desculpe… SÓ QUE NÃO

Quando alguém te acusa de algo que você SABE que não fez

Escuta: não importa a circunstância. Se você foi acusada de algo que NÃO fez, nunca peça desculpas por isso. Acontece que isso, além de criar uma imagem totalmente distorcida sobre você, vai acabar criando um padrão para outras pessoas de que seu comportamento “é mole”. Que você aceita tudo calada. Que qualquer um pode pisar na bola com você que vai ficar tudo bem. E por aí vai.

Seja firme. Imponha-se. Mostre que você sabe se defender e coloque na cabeça que sim, você É CAPAZ disso.

Quando, em um relacionamento abusivo, seu parceiro julgar algumas de suas atitudes que você, bem lá no fundo, sabe que não estão erradas

Exemplo básico: criticar quando você quer sair com os amigos, beber e se divertir. Te xingar porque você bebeu demais. Criar um padrão em que TUDO, de uma forma bem estranha, acaba se tornando culpa sua. E por aí vai.

Querer um pouco de espaço não é errado. Dar-se o direito de se divertir em uma noitada sem ele (respeitando o relacionamento, óbvio) não é errado. Rebolar até o chão não é errado. Querer sair só com as amigas não é errado. Ter as próprias opiniões sobre algo não é errado. Posicionar-se frente a tudo isso e exigir respeito não é, DE FORMA ALGUMA, errado.

Quando sua vontade é de encerrar a discussão de uma vez

Isso vale para qualquer pessoa, viu? Mesmo se você tiver errada na situação (e achar que não está, o que é muito comum), pedir desculpas para acabar com um mal-estar momentâneo, seja com amigos, conhecidos, parentes, colegas de trabalho etc, não é a melhor forma de lidar com isso. Entenda: uma coisa é você bater o pé no chão e falar: “Não quero mais discutir sobre isso”, ou “Acho melhor pararmos porque não vamos chegar a lugar nenhum”. Outra é falar: “Poxa, você tem razão, desculpa mesmo” (estando certa ou errada).

Acontece que se você pede desculpas com a convicção de que está certa, de duas uma: ou você realmente está errada, não tem a menor noção disso, não vai tentar consertar os erros (afinal, na sua cabeça, a razão está com você) e vai pedir desculpas só pra acabar com aquele climão. Ou então você está certa e abre mão disso.

Nenhum dos dois é bacana, sabe? O segredo é encontrar um meio termo. Uma boa maneira de saber se suas desculpas estão vindo de um lugar de arrependimento sincero é prestar atenção em como você se sente. Estar consciente de suas emoções durante um conflito pode ser a chave para entender se o seu “me desculpe” é verdadeiro.

Quando, então, que precisamos pedir desculpas?

pedir desculpas

Tradução: eu sinto muito muito muito muito muito mesmo

Quando nos sentimos realmente culpadas pelo nosso comportamento, e identificamos que algumas atitudes precisam ser amadurecidas para que isso não aconteça mais. As “desculpas” genuínas precisam fazer bem à pessoa que você machucou, mas a você mesma também! Afinal, entenda que essa atitude costuma ser mais benéficas para nós mesmas do que para a outra pessoa. É errando que se aprende, certo?

Entenda: estamos aqui nesse planeta para evoluirmos nossas capacidades de amar, de conviver. Você vai saber, então, quando o pedido de desculpas se fazer necessário porque vai sacar que, assim que ele for feito, um sentimento de paz de espírito vai tomar conta do seu interior, sabe? Pedir desculpas de forma sincera é alimentar a alma!

E outra: embora você nunca magoe os outros de propósito (somos humanos e erramos, né), é preciso entender o quanto algumas de suas atitudes podem ser prejudiciais a outras pessoas. Sinta-se feliz, inclusive, se uma pessoa te contar  que você a magoou.

Tornar-se consciente dos maus atos e se esforçar para mudá-los é fundamental para crescer.

Imagem: via Pixabay

@ load more