Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Saiba que administrar as finanças pessoais da família não é tão difícil assim. Descubra como fazer um planejamento financeiro para você e seus filhos

Cuidar dos filhos nem sempre é uma tarefa fácil, ainda mais quando o dia a dia é bem corrido para a maioria das mães. Mas com algumas dicas que vamos mostrar, você pode administrar melhor seu tempo e fazer um planejamento financeiro que vai te ajudar todo mês. Quer saber como? Acompanhe nosso texto:

Como fazer o planejamento financeiro?

Nas dicas logo abaixo, você vai perceber que em todas há a necessidade de ter muita responsabilidade e solidez na hora de cumpri-las. Para não se perder no meio de tantas obrigações que vão surgindo durante sua semana, preparamos um conteúdo simples e eficaz para você.

Pegue papel e caneta porque chegou a hora de anotar:

1. Monte seu orçamento familiar

Nosso primeiro item é você ter em mente quais são seus recebimentos e gastos. Entenda quais as despesas e para onde o dinheiro está indo, a partir daí é que você começa a se planejar e economizar.

Não se esqueça também de definir sua principais metas e objetivos, seja na educação universitária dos filhos ou até mesmo numa viagem inesquecível. Para isso, que tal fazer uma planilha de gastos?

Por meio dela vai ser bem prático para conseguir manter um controle rigoroso. Nessa planilha, você pode incluir o registro de praticamente tudo que envolve sua vida financeira. Exemplo: mensalidades, remédios, salário, pensão, auxílios, entre outros.

2. Reserva de emergências

Como mãe solo, você entende que economizar todo mês é quase que indispensável. Quando esse item é estabelecido como um hábito, umas das primeiras questões que você pode considerar é a possibilidade de ter uma reserva de emergência.

Caso ocorra algum imprevisto, você pode lidar com a situação da melhor forma possível, desde que tenha essa quantia. O ideal é que esse valor possa corresponder a seis meses de gastos familiares.

Sabemos que controlar despesas é um exercício diário, mas procure monitorar os gastos para nunca ser pega de surpresa por emergências. Lembre-se que isso faz parte dos seus investimentos a curto e longo prazo. Vale a pena se dedicar a esse item, já que é muito importante, principalmente para quem planeja o futuro dos filhos.

3. Gastos com saúde

Tem a sensação de que vive na farmácia atrás de um remédio ou outro? Saiba que você não é a única mãe que passa por essa situação. Geralmente, é comum ter que levar os filhos ao médico, em pequenas emergências e também para tomar vacinas.

Nos primeiros anos de vida da criança, os gastos com saúde viram praticamente uma rotina. Mas, você só não pode esquecer que também precisa cuidar da próprio bem-estar. O interessante é estudar a possibilidade de contratar um plano de saúde e, destinar parte de seu orçamento para essa despesa.

4. Contratação de um seguro de vida

Pode não parecer tão importante assim, mas você precisa se resguardar de todas as maneiras quando se trata da sua família. Caso você tenha problemas com invalidez ou alguma outra situação, é bom estar preparada.

Nosso conselho é a contratação de um seguro de vida que pode ser usado para auxiliar financeiramente seus herdeiros, garantindo o sustento básico deles. Uma boa ideia, não acha?

Vale a pena entrar em contato com um corretor de seguros e se informar melhor sobre o assunto. Mas isso não quer dizer que você não possa fazer sua própria pesquisa, ao avaliar todas as coberturas e achar a mais adequada.

5. Evite dívidas

Que tal repensar seus gastos e não abusar do dinheiro? Por mais que o planejamento financeiro te auxilia a identificar custos desnecessários e melhores maneiras de usar seu capital, você precisa ter consciência que economizar é um bom caminho.

O uso inteligente dos seus recursos é muito importante para que você não se afunde em problemas financeiros. Quanto mais equilibrada for sua rotina de consumo, mais tranquilidade terá no dia a dia. Portanto, se você deixar de passar suas compras no cartão de crédito por um tempo, não fique preocupada.

Além disso, quando você sentir a necessidade de pedir crédito ao banco ou um financiamento que seja em prol do planejamento familiar, vale sempre checar o seu score.

O score é uma pontuação de 0 a 1.000 que auxilia no processo de tomada de decisão, para concessão de crédito e realização de negócios. Com ele, os bancos decidem se aprovam ou não algum serviço ou produto financeiro para você.

Acesse o site da foregon.com e descubra seu score de crédito, de maneira segura e gratuita.

6. Cuide de você também

Por último, mas não menos importante, é saber cuidar de você mesma. Não se esqueça que apesar dos filhos, você ainda continua sendo uma mulher que tem sonhos e objetivos.

São seus propósitos de curto, médio e longo prazo que podem ajudar naquele impulso extra para fazer boas escolhas em relação ao orçamento familiar. Às vezes, você vai achar que está sozinha, por isso é legal fazer parte de uma rede de apoio, em que a mulher tenha liberdade para cuidar da saúde física e mental.

Com a autoestima em dia, você vai ver como tudo fica melhor. Lembre-se de continuar com seus sonhos e relacionamentos porque maternidade solo não é e nem deve ser uma prisão para você.

Aproveite as dicas e a leitura. Até a próxima!

@ load more