Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Conhecendo os outros, tive a oportunidade de me conhecer também – e como reflexo, nem sempre gostamos do que vemos. E está tudo bem, sabe? Não há problema em aceitar que, de vez em quando, é preciso adaptar, outras apenas acolher.

Aprendi que me frustro quando não consigo atender os desejos de terceiros. Mas percebi que colocar os meus próprios em segundo plano me frustra ainda mais. Conclui que isso não era egoísmo, tão pouco altruísmo. Era apenas equilíbrio.

Talvez não exista aprendizagem mais glorificante que aprendermos com nós mesmos. O dia em que formos capazes de perceber que temos muito o que nos ensinar, uma paz tão confortante irá se consolidar que tu vai querer cada dia mais por ti, se apaixonar.

Existe uma relutância em aceitar nossa essência. Às vezes, pensamos: “preciso de umas férias de toda essa turbulência”. Mas, sabe, a paz não está em nos afastarmos das nossas perguntas, mas sim em achar a calma para compreender nossas respostas.

planejar ser feliz 4

Criei uma mania em me apegar a palavras. Como se em cada mês elegesse uma predileta. A deste mês é aceitação.

  • Aceitar nossos sentimentos.
  • Aceitar nossas fraquezas.
  • Aceitar nossos desejos.
  • Aceitar nossas rejeições.
  • Aceitar nossos obstáculos.
  • Aceitar nossos sonhos.
  • Aceitar nossos amores.

Já perceberam como temos a triste mania de oferecer a compaixão ao próximo, mas quando é com a gente a visão é totalmente diferente? Nós nos auto chicoteamos, quando deveríamos lembrar que a primeira pessoa que devemos estender a mão é por nós.

Sabe aquela história de procedimento aéreo? “Auxilie o próximo apenas após ter fixado a sua máscara de oxigênio”- Só se socorre quem sabe se socorrer. Entramos em um círculo vicioso de acomodação. Onde a ideologia é estar sempre esperando ‘um pouco mais’ da vida.

planejar ser feliz 3

Esses dias uma amiga me mandou uma mensagem perguntando: ‘E aí amiga, como está, alguma novidade, ou está tudo igual?“.

Não sabia muito bem o que responder. Como assim “tudo igual”?!

Pensei em responder:

– Olha, hoje, diferentemente de ontem, e antes de ontem, eu acordei com a fresta da janela aberta e pude ver o sol nascendo, meu cachorro veio me acordar e eu adoro quando isso acontece. Eu não estava atrasada então pude tomar meu café com calma. Depois eu encontrei a Dona Dirce na portaria a ela me contou que a filha dela ficou noiva, ela estava tão feliz, que fiquei feliz também. Eu descobri um restaurante novo perto do trabalho e é uma delícia! Ah, e voltando pra casa peguei um panfleto no trânsito sobre uma ação voluntária que estão fazendo para os desabrigados no inverno, sempre penso que podemos considerar esse tipo de coisa um suplicio ainda de uma humanidade.

Mas não achei que era essa resposta que ela estava esperando.

O que quero dizer é que nos convencemos que precisamos de grandes acontecimentos para confirmar que hoje o dia foi ‘bom’. Hoje eu tenho uma novidade. Hoje eu fui feliz. A gente programa a ideia de que estamos presos à ocorrência de um evento para que sejamos então enfim felizes. A gente adia demais esse tal estado de exuberância!

planejar ser feliz 2

Existe uma crença que nos limita a crer que pequenos fatos não são tão capazes de nos fazer bem como ganhar na ‘mega sena’ ou ser concedido três pedidos pelo gênio da lâmpada.

Li em algum livro que se formos capazes de enxergar em cada gesto e cada ação nossa própria evolução, estaremos, assim, entrando em um estado de plenitude. Eu não sei se existe tanta coisa que seja mais exuberante que isso. Esperar que amanhã seja melhor do que hoje é passivo. Porém, aguardar pelo amanhã anulando o dia de hoje é ignorância.

Você nem percebeu, mas hoje, mais cedo no elevador, havia uma senhora que queria te dizer o quão bonita estava hoje, mas você não deu oportunidade, pois estava ocupada demais mexendo no seu celular para doar um ‘boa tarde’. Sabe aquela confeitaria que abriu esquina da sua casa? Eles têm aquele doce que você comia quando era criança e sente tanta falta, mas você deixou passar, pois estava buzinando enlouquecida mente para o carro da frente. Sabe aquela hora que você furou a fila do banco, pois estava atrasado para voltar ao trabalho, então, logo que foi embora, chegou àquela moça que você tanto quer chamar para sair.

A gente se sabota, tiramos o prazer das pequenas coisas até chegar a um ponto que precisamos que um ‘big ben’ aconteça em nossa frente para despertarmos.

E se nos déssemos à chance de experimentar ser feliz por algo tão simplório como uma fresta de luz entrando pela janela. Eu sei, soa piegas. Mas já experimentou, só por um dia não colocar sua felicidade em cima de algum objetivo ou alguém?

planejar ser feliz 1

Já experimentou apenar ser?

Imagem: Picjumbo

@ load more