Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Dizem por aí que vida é uma cansativa e longa maratona com um caminho abstrato, obstáculos e inúmeros parceiros de corrida, mas depois de conhecer você eu comecei a questionar essa verdade e percebi que toda corrida tem uma linha de chegada, mas nem todos que chegam lá (acompanhados ou sozinhos) são considerados campeões.

E que nós tínhamos tudo pra chegarmos lá juntos, nós tínhamos. Esse é um mérito que eu não posso nos tirar de jeito nenhum. Um bom filme, uma boa saída, uma boa briga, nós aproveitávamos de tudo, mas as coisas simplesmente não iam pra frente. Confesso que até hoje eu não entendo como nós tomamos rumos diferentes em uma estrada que parecia ser de mão única. Se eu pudesse exemplificar com algo concreto, eu diria que era como se a nossa relação fosse uma equação matemática e que não importasse o que nós fizéssemos ou o quanto tentássemos, o resultado final iria ser sempre o mesmo.

Tarô, destino, vidas passadas e todas as magias que destinam duas pessoas a ficarem juntas estavam ao nosso favor. Até a maldita astrologia torcia por nós (e olhe que eu nunca acreditei em signos!), mas, mesmo assim, mesmo com todos os empurrões que o cosmos nos dava, as coisas simplesmente não iam pra frente, como se nós dois fôssemos uma engrenagem defeituosa.

Então, tirei a conclusão que algumas pessoas passam pela nossa vida sem nenhuma finalidade de permanência, apenas pra nos ensinar lições ou pra viver finitos bons momentos, mesmo eu me recusando até hoje a acreditar que você se fez presente apenas pra preencher lacunas que deveriam me sustentar naquele período de tempo – porque a verdade é que eu sei ser forte e nunca precisei de remendos.

estar sozinho

Tudo bem eu estar sozinho agora!

Porém, é como a vida é, e eventualmente eu percebi que não vale a pena se maltratar e colocar todo o peso por não ter dado certo nas nossas costas. A caminhada se torna mais fácil – e leve – quando nós aceitamos o fato de que nem tudo depende de nós. Por isso, não importa o quanto nós façamos força ou empurremos o barco, algumas histórias simplesmente não conseguem desenrolar pelo simples fato de terem acabado o seu ciclo e, consequentemente, o seu propósito.

Dito isso, é totalmente enxergável que a única solução é aprender a conviver com as circustâncias, sejam elas duras ou flexíveis. Aceitar e conviver nem sempre tem que ser uma obrigação exaustiva, às vezes pode ser uma solução, um alívio. Pense nisso ao estar sozinho!

Nós éramos peculiares, e peculiaridades tendem a tomar rumos diferentes dos padrões, mas esses rumos não necessariamente são ruins. O que tínhamos era bom e até hoje carrego resquícios da luz que nosso sentimento emanava, mas chegou uma hora que eu percebi que não vale a pena levar todo o carro alegórico. Às vezes, a decisão mais viável é tomar coragem pra ser comissão de frente e ir, sozinho, independente.

Chegar na linha de chegada sozinho ainda é chegar. Estar sozinho também! E, por sorte, quem sabe, não existem pessoas interessantes lá no fim? Quem sabe?

Imagem: Pinterest

@ load more