Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Começar o texto com essa pergunta pode parecer estranho, mas é necessário. É necessário porque o tempo todo, enquanto mulher negra, me pergunto sobre qual é o meu lugar e papel no mundo em que vivo.

Por muito tempo pensar nisso me fez perceber que, às vezes, eu ocupo lugares que parecem não terem sido feitos para mim. Digo isso porque ao entrar num local majoritariamente branco percebo os olhares de pessoas que, mesmo sem abrirem a boca, estão dizendo que aquele local não é para mim. Sabe quando você percebe que é a única pessoa negra num restaurante, exposição, show, ou qualquer outro espaço que pouquíssimos negros têm acesso? Pois é!

lugar das mulheres negras - 1

Costumo dizer que é um tipo diferente de solidão que você sente porque se vê “sozinha” num local cheio de pessoas que, às vezes, não te querem ali.

Quando você assume uma posição de liderança isso também acontece. Se já não querem ver mulheres como líderes, imaginem mulher negras… Triste! O lado bom disso tudo é que já passou da época em que a gente aceitava que nem todos os lugares eram nossos, sabe por quê? Porque eles são nossos por direito!

Felizmente, a gente tem visto cada vez mais projetos focados em representatividade e que ajudam mulheres negras a se enxergarem em qualquer espaço que quiserem. Sem essa de que o lugar X ou Y não é pra mim. Todos são! A Coca-Cola Brasil, por exemplo, é uma marca que vem trabalhando a autoestima de mulheres negras para que elas entendam o poder que têm por meio de iniciativas dentro da própria empresa e também pelo incentivo a projetos externos que têm esse mesmo objetivo.

lugar das mulheres negras - 2

O Negras Potências é um deles. O edital foi lançado em junho para arrecadar fundos para diversos projetos de representatividade negra espelhados pelo país e a Coca-Cola Brasil foi uma das empresas parceiras da iniciativa. Clicando aqui você pode conhecer os 16 projetos participantes e contribuir para o desenvolvimento econômico, social, político e pessoal de diversas mulheres negras em todo o Brasil.

Eu sempre digo isso: a autoestima da mulher negra vai muito além da beleza e autoconfiança. É fazer a mulher negra entender o espaço que ocupa, que pode e deve ocupar. É fazer com que ela use seu local de fala, que ela fale por si mesma, que levante a sua voz e faça com que seja ouvida.

lugar das mulheres negras - 3

Como disse, a gente foi ensinada a não sair do lugar que nos colocaram, mas não é assim que as coisas funcionam. Somos e temos forças para sair, ocupar e viver no lugar que a gente quiser, independentemente do que nos digam. Vamos juntas e potentes, sempre!

Imagem: Unsplash

Assinatura-CocaBR-2

@ load more