Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Um fato tão convincente e saboroso pode ser contado sem dúvida, sem exceção e com todo o prazer do mundo são os beijos.

Quando o “boy” capricha na “hora do vamos ver” e tem “aquela pegada” no beijo pode fazer daquele momento especial extraordinário.

Não estão nas páginas dos livros, nos filmes de cinema, nas histórias de amigos. A sensação de um beijo só quem sente pode descrever.

Não se acanhe, não fique com medo nesse momento se for sua primeira vez, pois para veteranos às vezes pode ser mais complicado do que se imagina. O ato de beijar pode durar um segundo, mas sua marca pode ficar registrada para a vida inteira.

Ser diferente é legal sim, assim como igual, parecido, similar ou ligeiramente típico. Para o amor e também para o beijo não há etnia, sexo, raça, cor, gênero ou credo, todos podem ser felizes com quem desejam se a outra pessoa assim o quiser.

Claro que o Clark Kent, vestido de Superman, não virá voando, aterrissar em seu quintal, chegar a você falando palavras doces e suavemente lhe beijando. Nem qualquer “boy” de aparelho, careca, de regata, de chinelo ou com a calça caindo sem uma ação positiva como troca de olhares, sorrisos ou o antigo “bilhete de ambos” a partida terminará com saldo negativo.

PENSE COMO SE FOSSE VOCÊ: ele está interessado? Será que estou dando pistas sobre um sentimento? Os homens entendem sinais, alguns mais lentos outros mais rápidos. Será que ele está entendendo os seus? Capriche.

Não deixe a pressão, o medo ou a insensibilidade estragarem seu momento. No beijo não há regras, não há limites, nem exageros. O amor se constrói sobre alicerces, desejos em comuns, beijos para chegadas e largadas.

Todo beijo vale nota, não como o quadro “Dança Gatinho” do apresentador de televisão Rodrigo Faro que a cada beijo forte influencia-se pelo romance e dança hilariante uma coreografia famosa ou de um artista famoso, mas vale nota para os corações.

Há diferenças entre seus tipos, duração, vontade, energia e pessoas, mas é difícil negar o seu fato ser bom para ambos e trazer benefícios no prazer e no relacionamento a dois.

O beijo nasceu para seduzir, unir e aliviar aquela sensação de ternura. Normalmente, quando o desejo fala tão forte sentimos uma química, atração tão forte que demonstramos por um ato, no amor há o beijo, mas pode ser representado em um abraço, aperto de mão, beijo na bochecha, na testa ou mesmo na boca.

O beijo na boca apaixonante é aquele que a atração passa dos olhares e encantos venerados. A duração para sentir vontade pode ser a meses ou dias, isso depende o quanto está segurando para liberar essa química de atração. Saber se a outra pessoa sente também esse apreço vale nota final e o beijo pode se tornar mais especial.

A bitoca, o selinho, o beijo de língua, encaracolado, de cinema, são diversos nomes e razões para se gostar de cada um. A particularidade desses exemplos desempenham fatores culturais e de relacionamentos e podem facilitar se seu namoro ou casamento não está aquelas coisas. Inovar é sempre bom.

Claro que antes era amor pode virar “entre tapas e beijos”. Isso dependerá se não haver mordida, beijo e tapa. Uma mordidinha de leve não faz mal a ninguém, mas sem exageros. Aquela mordida na orelha, no pescoço até está valendo, lembre-se: o beijo que ganha está a seu gosto?

Normalmente, aquele beijo que é do imprevisto, que acontece naturalmente é mais valorizado para o casal. Não é nenhuma dramaturgia se rolar mão na cabeça, no rosto. Se for agradável a você e desejar isso tudo bem, se achar que o beijo está passando do tempo como aquele macarrão de três minutos e passar do ponto, está na hora de desligar a panela, digo, está na hora de parar por aí.

Nem todo casal precisa ser “uma dama e seu vagabundo”, trate os homens como deseja ser tratada: RESPEITO. A natureza insiste que ambos precisam um do outro para os relacionamentos psico-sociais. Da mesma forma os homens precisam conquistar suas amadas diariamente com palavras, atitudes e exemplos simples ou compostos.

Se te faz bem treine, fale com colegas, fale com alguém sobre a decisão de gostar de seu colega, amigo. Analise um plano para você dois darem um passeio a sós no shopping, no cinema, no intervalo ou na saída da escola.

Quando o beijo é bom ambos ganham experiência e compatibilidade amorosa.

Imagem: Unsplash

@ load more