Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Iniciou seu próprio negócio, mas ainda está com dúvidas em relação a quanto cobrar pelo serviço? A gente te ajuda.

É normal começar um novo negócio e não ter uma base de quanto cobrar pelo serviço. Mas saiba que com as dicas certas, você consegue alinhar essa questão de forma simples. Para te auxiliar, preparamos um conteúdo com algumas dicas. Ficou interessada? É só acompanhar o texto logo abaixo:

Dicas para cobrar pelo meu serviço

Lembre-se sempre de analisar a qualidade do seu serviço, o tempo que gasta para produzir, fornecedores e uma série de outros fatores. Com isso em mente, você já pode ter uma base. Entretanto, para descomplicar sua vida, separamos algumas dicas que vão te auxiliar a encontrar o caminho certo:

1. Dados sobre o trabalho

Nossa primeira dica é: que tal juntar o máximo de informações possíveis a respeito do seu serviço? Faça uma pesquisa na internet e entre em contato com as pessoas que fazem o mesmo trabalho que você.

Assim, você descobre quanto as pessoas cobram. Além disso, quando o produto já existe é mais fácil encontrar um preço que esteja em equilíbrio com o oferecido pelos seus concorrentes.

2. Gastos do negócio

Outra questão para você se atentar é saber o valor exato para a produção do seu tipo de serviço. Quanto custa a sua estrutura e o material necessário para trabalhar?

Essa é um tipo de pergunta que é essencial para descobrir quais são os gastos fixos e essenciais para a sua produção. Lembre-se de inserir essas demandas com as outras já previstas. Isso vai garantir para que, quando for receber, não ficará no vermelho.

3. Necessidade de funcionários

Você vai precisar de colaboradores? Dependendo do tamanho da sua empresa, a resposta é sim. Nossa dica é que você coloque na ponta do lápis quanto isso vai lhe custar, já que a contratação de uma pessoa ajuda na geração de lucros.

Pode até ficar mais caro, porém, se for necessário, o preço do seu produto também vai aumentar. Caso não possa subir mais o valor, veja este gasto como um investimento no negócio para fazê-lo crescer.

4. Planejamento para o lucro

Nada melhor do que fazer algo que a gente ama com muita dedicação. Mas você não pode se esquecer do dinheiro, uma parte importante para manter seu negócio funcionando.

Entretanto, nossa orientação é que você tome o devido cuidado com ambição neste momento. Então, lucre o que for justo porque se ultrapassar os limites é bem provável que saia perdendo no final. Outro fator interessante é investir com frequência no seu negócio. Desse modo, você pode crescer a longo prazo.

5. Organização do orçamento

Com a organização do trabalho em dia, tudo flui de maneira bem mais fácil e orgânica. Uma forma de controlar isso é por meio de planilhas de organização, lista de tarefas e relatórios de crescimento.

Veja o que se encaixa melhor para você. Isso será muito importante para garantir o sucesso do seu negócio. Além disso, não se esqueça de sempre registrar todos os acordos feitos com contratos de trabalho.

Aplique essas dicas no seu negócio e depois nos conte se você conseguiu aplicar um preço justo pelo trabalho. Até a próxima!

@ load more