Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

“Eu sou eu, você é você. Eu faço as minhas coisas e você faz as suas coisas. Eu sou eu, você é você. Não estou neste mundo para viver de acordo com as suas expectativas. E nem você o está para viver de acordo com as minhas. Eu sou eu, você é você. Se por acaso nos encontrarmos, é lindo. Se não, não há o que fazer.”

Fritz Perls, 1969

Fritz Perls, considerado pai da gestalt terapia, já sabia bem sobre as relações humanas. Já procurava entender que o amadurecimento não é simples e que é preciso esforço, empatia e força de vontade. Porém, nem tudo na vida depende apenas da gente. Por mais que a gente queira, lute, goste, algumas coisas foram feitas para realmente serem passageiras. Para não durar a vida toda – e são essas coisas que são as responsáveis por nos trazer também pequenas lições no dia a dia.

Algumas coisas também foram feitas para terminarem quando a gente ainda achava que tinha muito pela frente. E muitas dessas coisas vêm para nos ensinar a hora de dizer adeus, de perceber o fim, de conhecer nossos limites e o limite do outro. Da mesma forma, algumas delas vêm para nos mostrar o quanto podemos ser resilientes e perseverantes. Eu sei, parece confuso, não é? Mas é importante agir com clareza, reflexão, respeito ao outro e levar a máxima o ditado “trate o outro como gostaria de ser tratado”. É preciso aceitar e dizer: nosso relacionamento não deu certo!

A gente precisa ter discernimento pra saber se recolher, ficar ali quietinha, parada. Deixar a vida fazer algumas escolhas por ela mesmo. Ser indiferente ao que te magoa e deixar fluir. Então, quando você costuma dizer que alguém “não deu certo” na sua vida, talvez seja a hora de repensar. Talvez ele tenha vindo exatamente pra trazer alguma lição e ser perpetuado apenas nas suas lembranças, e não fisicamente. Costumo dizer que casos que nasceram para serem reféns do “se” ou do “talvez”, muitas vezes, trazem grandes possibilidades de revermos a nossa postura diante de algumas situações, a tentar exercer a empatia e o respeito pela decisão alheia, seja ela qual for. Não é culpa sua, não é culpa do outro, não é culpa de ninguém.

Nosso relacionamento não deu certo e resolvi seguir sozinha

relacionamento não deu certo 2
A gente sempre tende a achar que para ter sintonia ambos precisam gostar no mesmo nível, com a mesma intensidade e que estão dispostos a lutar contra tudo e contra todos para viver tal situação, mas não é verdade. Somos seres humanos, cada um em sua unidade, em um mundo próprio que encara o mundo real, esse que a gente vive, de diversas formas. Cada um carrega um olhar mais demorado sobre algo de acordo com suas experiências, com tudo que já viveu, e ninguém vive exatamente a mesma coisa tirando as mesmas conclusões dela, não é mesmo?

Gostar tem muito a ver com aprender a concordar que discorda e reconhecer que se os objetivos podem andar de forma congruente será lindo. Quando não, quando as diferenças predominam na caminhada, o melhor mesmo é se despedir, aceitar que nosso relacionamento não deu certo e aguardar as próximas aventuras que a vida reserva pra a gente.

Imagem: Pinterest

@ load more