Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Não sou um objeto seu. Não sou aqueles brinquedos caros de colecionadores que nem sequer possuem o direito de saírem da caixa, pois perdem muito valor. Aquelas Barbies luxuosas, embaladas usando vestidos suntuosos, com sorrisos serenos em seus rostos… Querido, eu nem sequer moro em Malibu. Não vou mais brincar de fingir que está tudo bem por aqui, só vou me mandar, levando na bolsa uma boneca sem nome famoso, descabelada, usando um biquíni horroroso, mas espera, olha só, ela também carrega um sorriso no rosto.

Ainda acredito no amor, sou romântica sim. Você pode até duvidar, mas não confunda isso com ser trouxa. Não vou aceitar ordens patéticas e beijos mornos. Cenas ensaiadas para serem apresentadas na frente dos seus familiares. Anéis de ouro, para quê exatamente? Para mostrar ao mundo que eu sou sua? Gritar para todos um “nem olhe para ela, porque já tem dono!” Ou é uma forma de mostrar que seu novo emprego tem um salário bom? Para viver com rótulos no relacionamento?

Ao contrário do que você pensa, andar com esse anel não me deixa mais feliz, ser considerada “sua” não me torna melhor, rótulos de relacionamento, de“namorada” ou “noiva” não me dão mais valor, ser quem eu sou já me basta, então não venha julgar. Isso mesmo, me chame de “burra” por passar por aquela porta sem a menor chance de voltar. Ainda me lembro do nosso amor, porém, ele parece já ter dado as costas há um bom tempo atrás, não é mesmo? Agora ele não passa de uma memória borrada com boas pinceladas de “será que foi real ou apenas um sonho?”

Sinceramente, eu sinto falta de quem você já foi um dia, antes das farsas, das cobranças alheias que fizeram sua cabeça. Lembra quando você costumava me buscar naquela caminhonete velha que volta e meia você tinha que empurrar? As estrelas que gostamos de contar, as multas por excesso de velocidade e música muito alta na vizinhança, que faziam todos reclamar. Tudo isso era tão bom, não passava de excesso de excitação e paixão.

Odiávamos rotina e agora você quer casar por pressão da sua mãe? Você sabe, eu não fui feita para viver em jaula matrimonial. Você está tentando me prender, mas, adivinha só, eu sou do tipo que prefere comer o braço do tratador do que a ração. Não sou do tipo que vive de rótulos nos relacionamentos! Você não pode me comprar, você não pode me ter só porque você quer. Me mereça, se esforce para isso, trabalhe por isso. Não se engane, não pense que por ter me ganhado uma vez, me terá para sempre, não sou um prêmio na estante.

Agora, aqui na sua frente, com todas as malas prontas, estou pronta para partir. Adeus, não vou me desculpar por nada não. Errei? Sim, e muito. Te magoei, te ofendi, fui magoada e ofendida também. Mas isso nem importa mais, as relações são sempre assim.

Eu mudei ao longo dos anos e você também, mas não vou ficar aqui fingindo estar tudo bem só para não ser eu contra o mundo outra vez. Na realidade, acho que sempre foi assim. Já disse, rótulos que me colocam na posição de pertencer à alguém, ou de estar inserida em um projeto de família, não me torna melhor do que eu era, não me faz mais feliz, nem completa.

Imagem: Pinterest

@ load more