Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Outro dia, passeando pelo nosso Clube Superela, a gente se deparou com uma pergunta que todo mundo aqui na redação já teve: é normal ter seios doloridos durante a menstruação? Acredite se quiser, é sim.

Na verdade, esse é um dos sintomas mais comuns da tensão pré-menstrual, é tipo um aviso de que você está para menstruar. Os seios doloridos são apenas uma parte dessa síndrome, já que a cólica, a enxaqueca e até o inchaço também são um sinal de que esse período está chegando.

Falando especificamente sobre os seios doloridos, ele é um dos sintomas mais comuns e pode aparecer até duas semanas antes da menstruação – muitas mulheres costumam entender dor nas mamas como um alerta de câncer de mama, mas calma, não necessariamente ele indica que alguma coisa está errada, principalmente se a dor for recorrente e aparecer sempre na mesma época.

O nome original dessa dor é mastalgia cíclica, e aparece em mulheres que estão no período fértil. Ou seja, com o passar o tempo, ela vai diminuindo até desaparecer, durante a menopausa. A explicação mais plausível para essa dor é a mudança hormonal no corpo, a mesma que causa a cólica e o inchaço e precede a menstruação.

Segundo Melissa Setubal, profissional de saúde integrativa da mulher e super profissional Superela, o corpo tem um ciclo natural, que conta com o aumento da quantidade de hormônios de tempos em tempos – e o que mais influencia nos seios doloridos, dores nas costas, nas pernas e no próprio inchaço são os níveis de estrogênio (o hormônio feminino) no sangue.

Seios doloridos vs Retenção de líquido

Logo antes do período menstrual, a mulher costuma inchar. A liberação de hormônios no corpo altera o seu funcionamento, e ele passa a reter líquidos (por isso a gente incha tanto) – ou seja, você ingere um copo de água e o seu corpo não libera ele todo, mas guarda uma parte, acumulando esse líquido dentro das células. Esse é um sintoma comum também de pessoas que têm uma alimentação com muito sal, já que para compensar esse composto o corpo entende que precisa de mais água.

Daí que muito desse líquido retido vai para as mamas, que também é um depositório de gordura. Com esse tanto de água armazenada por ali, os seios aumentam de tamanho e, por consequência, eles doem. Você pode sentir a mesma dor quando está no período pré-menstrual e aperta a coxa ou a panturrilha, por exemplo, outros dois pontos em que é comum reter água no corpo.

De acordo com Melissa, os seios doloridos viram um sinal de alerta quando a dor é muito intensa e aprece em outras fases do ciclo menstrual que não a fase lútea (a terceira e última fase, que vem depois da ovulação). Se a dor persiste ou aumenta e vem acompanha de outros sintomas, como secreção saindo do bico do peito, ou se a mulher usa qualquer tipo de tratamento hormonal contraceptivo, é preciso consultar um médico para uma investigação profunda do porquê você sente esse incômodo.

Como amenizar os seios doloridos?

Aqui, a alimentação é o ponto chave. Melissa aconselha que evitar alimentos ultra processados e que têm muitos conservantes, corantes ou aditivos químicos é um fator principal que vai auxiliar nesse caso. O próprio sal, açúcar, trigo, consumo de cafeína e álcool e até carne vermelha podem também piorar ou causar os sintomas. Isso significa segurar a barra na hora de tomar aqueles cafezinhos à tarde e de devorar um chocolate quando a TPM apertar.

Vale também ficar atenta para alimentos que contenham fitoestrogênios (como a soja) e xenoestrogênios, tipos de estrogênio produzidos em laboratórios e que também estão presentes em embalagens, roupas, objetos feitos de plástico e até produtos de beleza.

O ideal, então, é você priorizar uma alimentação mais natural e balanceada. Alimentos como amêndoas, sementes de girassol, espinafre, couve e abacate podem amenizar os seios doloridos e ainda prevenir que esse sintoma apareça novamente.

Além disso, massagens com óleos essenciais podem ajudar muito – vale investir em movimentos de auto-massagem que sejam mais gentis (nada de ficar apertando muito, hein?) logo na fase pré-menstrual. A vantagem é que isso também estimula a circulação do sistema linfático e, consequentemente, ajuda com o inchaço.

Óleos como o de capim-limão, erva-doce, bergamota, ylang-ylang e lavanda são boas pedidas para esses casos, e devem sempre ser diluídos em óleos extra virgens, como de girassol ou coco.

Mas é claro que isso tudo precisa vir acompanhado de uma observação emocional. O que a gente sente influencia muito na forma como o nosso corpo reage e essa dor pode também ser fruto de um estresse ou ansiedade. Melissa explica que os seios estão muito ligados à nutrição emocional, e normalmente sintomas que aparecem nessa região indicam uma falta de cuidado consigo mesma e de nutrição emocional de si. Mais do que cuidar dos sintomas físicos, é importante prestar atenção no que você está sentindo e em como anda a sua mente, para ter certeza que ela não estão afetando ainda mais a sua saúde.

Foto de capa: Reprodução / Garotas Malvadas


Você já sentiu os seios doloridos antes de menstruar? Ajude a nossa leitora respondendo a pergunta abaixo ou clicando aqui.

@ load more