Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Nem sei como começar esse texto, já que ainda estou em êxtase com o filme que assisti ontem. O espetacular “Mulher Maravilha” é literalmente uma maravilha de ver e sentir, ao ponto de querer se transformar na própria personagem (sei que muita gente sente o mesmo!).

E é isso: quero ser a Mulher Maravilha! Aquele misto de inocência, força, persistência e um amor sobrenatural, combinado com a crença de que o ser humano ainda tem seu lado bom (ando sem esperanças com relação a isso).

Confesso que saí da sala do cinema sentido ainda mais orgulho de ser mulher e mais poderosa, em todos os sentidos, apesar de ter chorado litros ao ver e sentir na pele (acreditem, arrepiei do início ao fim) toda a personalidade maravilhosa desse ser supremo que veio ao “nosso” mundo, por livre e espontânea vontade, para transformar cada um, com garra e vontade de lutar por um mundo melhor, apesar de sua essência pura e ingênua.

Ah, se nós fôssemos mais como ela, não só as mulheres, mas todos os seres humanos. Foi bonito de ver o que um pequeno grupo (4 homens e 1 mulher) conseguiu realizar no contexto enorme em que acontece o filme: uma das maiores guerras que o mundo já vivenciou.

Mais bonito ainda foi ver que toda a força veio da intuição feminina, de uma mulher com conhecimento sobre tudo, mas com vivência restrita, e que, ainda assim, soube convencer a todos de que é possível fazer e ser o bem que o mundo precisa.

Imaginei que seria um super filme, mas jamais imaginei o que ele causaria em mim. Me senti mais forte e mais fraca… Contraditório, eu sei, pois saí me sentido com mais poder para ser quem eu quero ser e para realizar tudo aquilo que sonho, porém sem forças para mostrar às pessoas o poder transformador do amor que existe em cada uma delas.

Podemos (e devemos) mostrar que somos diferentes e que não, não queremos ser iguais, mas sim, termos a liberdade de ser quem somos e podermos contribuir com o mundo desse jeito, porque é possível. Fica bem claro isso quando se assiste ao filme e tira dele a verdadeira mensagem transmitida: o amor move o mundo e nele devemos acreditar, mais do que em qualquer outra coisa.

Aquela frase de Ghandi faz ainda mais sentido agora que conheci a verdadeira Mulher Maravilha. “Seja a mudança que você quer ver no mundo.” Então, pro alto e avante! Ops… Acho que esse é o Super Homem… rs. LET’S GO, GIRLS!

Ufa! Fecho esse texto com o coração disparado e com fé de que coisas melhores virão depois dessa experiência vivenciada em minhas entranhas com o filme mais poderoso dos últimos tempos: Mulher Maravilha!

@ load more