Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Quando eu era menina me ensinaram na escola que tudo tinha um ‘por que’, uma lógica a ser analisada e um método a seguir.

Quando entramos na escola da vida descobrimos que não existe sistemática exata, o fluxo não é linear e o movimento é cíclico.

Mas o que isso quer dizer?

Quer dizer que somos condicionados a querer entender cada emoção, queremos controlá-las. Quando sentimos raiva, inveja, medo ou qualquer vibração que não eleve nossa frequência, nós tendemos a entrar num buraco que magnetiza pensamentos de exclusão. Queremos invocar tudo isso para fora de nós. Mas por quê?

Porque tentamos mandar embora as sombras, quando elas só estão lá porque a chamamos? Sim, nós chamamos por elas!

Se partirmos do propósito que ela é caminho, não armadilha, talvez você possa parar de olhá-la como um ‘patinho feio’.

Suas sombras fazem parte da luz. É tudo apenas Um

sombras

Eu sei, mas como pode algo bom me trazer tantas dores, tantos tormentos? Pois você já viu prédio se erguer sem uma obra, sem tempo, sem esforço? Ou um belo dia, levantou-se e viu aquela construção toda se erguer apenas com a brisa de um vento?

É preciso aceitar a construção. Quando digo aceitar, não é que precisamos nos esconder debaixo das cobertas e esperar. Podemos acolher o processo.

Como? Talvez não exista receita, ou passo a passo. Talvez não exista método exato. Talvez as respostas estejam na libertação de tantas perguntas. Esteja na sublimidade de se viver sem todas as respostas.

É óbvio que sentimos medo de andar no escuro. Lembro-me de minha mãe me falando quando eu era pequena: “acenda a luz, vai tropeçar em algo assim”. Às vezes é necessário ‘tropeçar em algo’, para se conscientizar que aquele algo está ali.

Falamos, lemos e até mesmo palestramos muito sobre a FÉ. Alguns se intitulam como conhecedores natos, outros a desmistificam e alguns a clamam quando necessário.

Sinceramente eu não sou uma conhecedora nata, nem mesmo vou tentar diagnostica-la para você. Para mim, a fé é algo íntimo, profundo e inexplicável.

Mas gostaria de dizer algo sobre essa fórmula mágica. Ela move tudo. Ela te trouxe até aqui, ela é aquela aceitação revestida em amor.

Tem vezes na vida em que não vamos conseguir explicações para tudo. Sua mente vai se esforçar muito, pois ela foi educada para isso, mas se tu puderes dar um recado a ela, diga:

“Pare! Estamos gastando energia à toa!”

O propósito existe. Sempre existirá. Ele é à base do seu prédio. Depois de finalizado, canalizamos nossa atenção a todo aquele empoderamento, janelas e ladrilhos. Mas nada disso estaria lá sem a base, sem a fundação.

Existirão dias de chuva em que será mais difícil trabalhar na sua ‘edificação’, é normal. O que fazer nesses dias? Apenas o que tu podes. Não tente pintar seu muro embaixo de uma tempestade.

Então eu apenas sento e fico ali esperando a chuva passar em meio às sombras?

Que tal a gente admirar um pouco dessa chuva? Só por ora, só agora. Admire.

Imagem: Pexels


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more