Quais desses temas você mais curte? Vamos fazer uma seleção especial pra você!










O que você procura?

Chega um momento em que você já não espera e não contabiliza alguns sonhos que ficaram engavetados. Seja por procrastinação ou por medo, algumas coisas entre as grandes a serem feitas na vida, vão precisar ir para o arquivo morto. Porque não cabe mais nos seus planos e sei lá, você já não sente que esse sonho é parte de você, sabe? Ainda assim, existe uma lista de 1001 coisas para fazer antes de partir e nela não constava: ser mãe. Não foi riscado como meta realizada, nem foi retirado da lista, apenas não foi idealizado porque você já achava que não era pra você.

Mas aí vem Deus e faz esse sonho, que se encontrava na essência do seu ser, ganhar forma. Pelos dois risquinhos em um teste comprado na farmácia da esquina, apenas para alívio de consciência, você entende que a sua vida acaba de mudar pra sempre. Algo muito muito maior, que você e seus planos, decide te presentear com a maior das alegrias da vida. É um amor que não se mede, não se entende, não vem com histórico, não carrega placa, vaidades, apenas é e transborda a cada consulta médica, a cada ultrassonografia, a cada vez que escuta o coração dele bater.

Longe de mim romantizar a maternidade. Estou vivendo a maternidade real de forma leve, intensa e avassaladora ao mesmo tempo e, por isso…

… venho partilhar a realidade de ser mãe aos 40, a idade da loba, rá!

Filho chega no mundo e transforma o seu. Ele muda tudo a sua volta, mas muda principalmente você. Seus valores passam por transformações profundas e a sua compreensão se expande. Você se vira do avesso, se desconstrói, pensa que nunca vai conseguir dar banho e curar o umbigo, mas quando menos se espera, você já está lá, fazendo o que deve ser feito.

A sua lista, aquela lá do primeiro parágrafo, vai precisar ser totalmente remodelada, para que o seu bebê caiba em cada projeto. Seu guarda-roupa vai precisar ser repaginado nos primeiros anos de vida. Algo prático que você possa se abaixar em qualquer lugar sem se sentir incomodada é essencial. Fora as roupas íntimas. Nunca pensei que fosse amar tanto uma calçola de vó e um sutiã com abertura pra mamada.

Você pensa que não tem mais pique pra brincar às 6h da manhã, depois de ir dormir à 1h30 adiantando trabalho pro dia seguinte, mas surpresa: é com você mesmo mamãe, não tem essa de colocar mais 5 minutos de soneca não. Em alguns momentos você pensa: quando essa fase vai passar meu Deus? E ai, meia hora depois, vem aquele sorriso sem dente, a boquinha babenta e você se refaz como num passe de mágica.

E o tempo? Ah, Senhor tempo. Me dá um tempo maior porque as coisas estão voando e, de repente, o neném já não é mais tão neném. Já engatinha e não quer saber do seu peito. Você sofre, sente culpa e vou te dizer, se tem uma coisa que mãe sabe cultivar é a tal da culpa. Em TUDO ela ouve a voz interna que diz: tsc, tsc, tsc, tudo errado, você fez tudo errado! E às vezes o mundo não colabora. Afinal, todo mundo tem que ter uma opinião sobre tudo e a cada passada de olho nas redes sociais é uma grande peleja, se assim posso dizer, porque você lê de tudo e sente, mais um pouco, que está fazendo tudo errado.

Ser mãe aos 40 deve ser diferente dos 20 ou 30.

mae aos 40 - 1

Não posso dizer ou comparar com as outras idades, mas aos quase 40 posso dizer que foi um grande presente que recebi de Deus. Eu tive medo, me senti sozinha, me senti desamparada, mesmo estando rodeada de pessoas amadas, é algo que não se explica. Em contrapartida, cresce um poder a cada centímetro adquirido no barrigão, você se sente mais forte, mais linda, mais madura e preparada.

Aos 40 sua energia é diferente dos 30 ou 20, até por questões biológicas, mas você consegue. Você dá conta do recado e isso deixa a coisa toda mais cheia de graça. É rolê que fala, né? Pois é, o rolê fica mais cheio de borogodó. Porque aos 40 você ainda tá cheia de energia realizadora,  mas já fez tanta coisa na vida que um filho vindo de forma inesperada só traz pra você a certeza de que a vida é realmente mágica. E nada passa batido aos olhos do Criador, porque tudo que é, já foi pra Ele há muito tempo. Você apenas sintoniza – pensamento e sentimento na mesma vibração – e o que há de ser, já tem força demais pra acontecer.

No meu caso, não foi escolha e nem decisão.

Alguém lá em cima entendeu que eu tinha muito o que aprender e, assim, aos 40 do segundo tempo, me enviou esse pequeno mestre como minha bússola – que me desorienta, me vira do avesso, me tira do prumo e da zona de conforto e, em seguida, me coloca na direção – e é meu despertador diário, que desperta em mim partes adormecidas que eu jamais sonhei ter. Por ele, a vida tem outro sentido. Pra ele, eu guardei tanto amor sem saber e hoje eu sou gratidão, pura gratidão.

Maternidade, em que idade seja, é desconstrução.

É deixar partir a mulher que levou você até o parto e junto com as boas vindas à luz que chega, um adeus se faz necessário, porque aquela mulher encerra a sua jornada ali. E você segue, vivenciando a chegada e a partida de forma completamente dual, chorando e sorrindo, de dor e de alegria.

Seu mundo e você se desconstroem para que tudo se refaça de forma linda, singela, real, com dor, com angústias, com felicidades repentinas, com alterações hormonais. E quando, de repente, tijolo a tijolo construído, você percebe que quase um ano se passou e você olha pra trás e pensa: Eu consegui! – pelo menos até aqui, eu consegui – e sem muito tempo pra pensar, porque ainda temos uma longa jornada pela frente e filho pede urgência, você segue a toada e vai!

Ser mãe é ser mãe.

É experiência única e aqui eu apenas compartilho um pedacinho do que é comum a todas nós. Mas a vivência é peculiar, eu honro, respeito, entendo, apoio suas decisões e escolhas. Seja a mãe que você quer ser!

mae aos 40 - 2

Imagem: Acervo pessoal


E o que vocês responderiam a essa pergunta aqui abaixo, feita por uma de nossas usuárias do Clube Superela?

@ load more